Esquadrão Suicida: Conheça "Coringa" de Jared Leto! - NoSet
Cinema

Esquadrão Suicida: Conheça “Coringa” de Jared Leto!

“Esquadrão Suicida” se tornou o filme mais aguardado do Ano. Enfim chegou o momento. Baseado na equipe de anti-heróis de mesmo nome da DC Comics, será o terceiro filme do Universo Estendido DC. Mas hoje vamos falar do Coringa mal explorado no filme, mas nos bastidores ele foi aterrorizante.

Para quem conhece as HQs do Esquadrão Suicida, sabem que o Coringa pu The Joker é um personagem secundário, e isto não podemos reclamar no filme Esquadrão Suicida. Claro que a expectativa criada pelo Joker do Leto foi enorme. O filme teve várias cenas excluidas e após de pronto, foi refilmadas algumas cenas e reeditadas para ter uma versão mais comercial. Por que estou falando disso? por que tudo isto influenciou no Joker de Leto, teve mais ou menos 15 minutos de cenas de seu personagem.

Uma das cenas que mais esperei foi entre o Coringa e a Arlequina, que devia aprofundar mais ainda a personagem e demonstrar como Coringa pode ser mal com sua própria amada, a cena não saiu em nenhum trailer mas teve fotos de bastidores das filmagens que demonstrava a briga e agressão na Dr. Quinzel. A cena foi cortada por acharem muito pesada e a Warner achou que este tipo de cena não se encaixa, que pena.

Mas com alguns pontos positivos, como várias cenas clássicas em homenagem as HQs, mas falta muito para Jered Leto convencer como The Joker, por conta de seus antecessores: Cesar Romero, Jack Nicholson e Heath Ledger.

A primeira aparição do Coringa, ou em inglês, Joker, foi criado por Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane e, apareceu pela primeira vez em Batman #1 em abril de 1940, inspirado em uma foto do ator Conrad Veidt no filme The Man Who Laughs de 1928. Ele é conhecido por outros nomes como ‘Princípe Palhaço do Crime’, ‘Gênio do Crime’ e ‘Arlequim do Ódio’ ou para os mais íntimos “pudinzinho”.

Conrad-Veidt-in-The-Man-Who-Laughs-and-The-Joker-1941

Um psicopata com um sentido de humor sádico e doentio, o personagem tornou-se no final da década de 1950 um ladrão pateta e brincalhão, o Joker tem feito parte de algumas histórias que definem o super-herói, incluindo o assassinato de Jason Todd (o segundo Robin) e a paralisia de Barbara Gordon.

Jared Leto “entrou” de fato no personagem The Joker, Leto enviou presentes desagradáveis para o elenco, deixando a todos indignados. O Coringa de Leto tem traços e estilos de algumas HQs, em alguns trailers e imagens que vazou, percebemos que teve outras cenas rodadas, porem foi cortada algumas cenas do filme, talvez saia na versão estendida. Vou comentar alguns estilos que me lembrei assistindo o filme Esquadrão Suicida.

A história de Scott Snyder e arte de Greg Capullo, Batman: Endgame, demostra um Coringa com um visual ainda mais assustador do que estamos acostumados, eu diria um estilo “gótico” shakespeariano, está edição ficou famosa devido o rosto cortado enquanto estava preso no Asilo Arkham.jokerA história de Alex Ross (Batman: Harley Quinn – 1999) “Case Study”, propõe uma teoria muito diferente. Esta história sugere que o Coringa era um gângster sádico que trabalhou à sua maneira a cadeia alimentar do crime de Gotham até que virou o líder de uma máfia poderosa. Ainda buscando as emoções que o trabalho sujo permitia, criou a identidade do Capuz Vermelho para si mesmo para que pudesse cometer pequenos crimes. Eventualmente, ele teve seu fatídico encontro com o primeiro Batman, resultando em sua desfiguração. No entanto, a história sugere que o Coringa ficou são, e planejou para que seus crimes parecessem com o trabalho de uma mente doentia, a fim de prosseguir a sua vingança contra Batman e fosse capaz de evitar o encarceramento permanente alegando insanidade. Infelizmente, o relatório escrito encontrado explicando esta teoria é descoberto que foi escrito pela Dra. Harleen Quinzel, também conhecida como Harley Quinn, ajudante / amante insana do Coringa, o que invalida qualquer credibilidade que poderia ter em tribunal.

Em 1988 o mundo das HQs teve uma reviravolta brilhante e espetacular, escrita por Alan Moore e desenhada por Brian nos apresentando um Coringa anarquista, sociopata e sombrio, e cada reviravolta na criação do personagem percebemos a grande evolução que Alan Moore nos entrega, não é atoa que é considerada a história definitiva do Joke.

Grant Morrison nos traz um Coringa dark, eu diria que a maioria de seus personagens tem abordagens sombrias, rumores fala que Morrison queria o Coringa aparecendo travestido de mulher durante a história, mas teve problemas com a editora.

Com está mistura e entre outros “Coringas” temos as loucuras do ator Jered Leto durante as gravações. Já imaginou você chegando no quarto do hotel, após horas no set de filmagem e encontrar uma caixa linda com uma carta de amor enviada para bela Margot Robbie, ao abrir você encontra um rato vivo e outro morto.

Alguns dizem que Leto abusou, mas ele foi só mais um em utilizar a técnica de “Memória Emotiva” de Stanislavski e “método de agir.” de Lee Strasberg, que aprimorou a técnica de Stanislavski. Que faz o ator usar suas experiências pessoais e transpor para seu personagem, após a transformação faz o ator emergir, pensar, se vestir como seu personagem. A mesma técnica utilizada pelo Heath Ledger.The JokerAlguns atores e atrizes que utilizaram a mesma técnica: Marlon Brando, James Dean, Paul Newman, Eva Marie Saint, Jane Fonda, Al Pacino, Robert De Niro, Dustin Hoffman, Tom Hardy e Marilyn Monroe.

Jared Leto passou meses “fora de si”, chega ser assustador a junção de todas estas informações para o ator interpretar o vilão mais temido e conhecido da DC, mas não termina por ai, para incorporar e chegar em um lado sombrio e psicótico e deixar as pessoas com medo, Leto chegou a se internar com psicopatas como preparação para seu personagem.

“Eu me reuni com especialistas, médicos e psiquiatras que lidaram com psicopatas e pessoas que cometeram crimes horríveis.” 

“Para o Coringa, a violência é uma sinfonia.”  e completou: “É uma pessoa que se sente extremamente recompensada por um ato de violência e manipulação. Essa é a canção dele, e ele a canta em sintonia com o que faz as pessoas trabalharem”.

“Então eu passei algum tempo com esses criminosos, pessoas que foram presas com penas enormes. Eu acho que quando você assume um papel, qualquer papel, você se torna parte detetive, parte escritor, e para mim essa é melhor parte de todo o processo, a experimentação, a descoberta, e a construção de um personagem”.

Leto

Em entrevista para The Hollywood Reporter, Jared Leto tentou explicar suas loucuras de enviar presentes peculiares para seus amigos: “Eu fiz um monte de coisas para criar uma dinâmica, para criar um elemento surpresa, de espontaneidade e para realmente quebrar qualquer tipo de parede que poderíamos ter por lá. O Coringa é alguém que realmente não respeita coisas como espaço pessoal ou limites”.

Em entrevista ao ComingSoon.net, Leto falou: “Este Coringa é algo completamente novo, quando aceitei nós decidimos que iríamos em uma nova direção. A gente sabia que isso deveria ocorrer. E quando você interpreta um personagem vivido várias vezes e de formas tão incríveis, você consegue um guia de onde não deve ir. É como se isso fosse um mapa”, disse Leto. “É uma honra viver o Coringa. Ele é um personagem que está na cultura pop há 75 anos. Eu sou só o último cara a entrar numa lista que já tem pessoas memoráveis. É incrível poder fazer parte disso”, revela Jared Leto.

Alguns dos presentinhos: Camisinha usada, fotos intimas, rato morto para Margot, Munição de arma de fogo para Will Smith, outros integrantes da equipe receberam pedaços de carcaça de porco com um vídeo aonde tinha Leto “endemoniado” incorporando o Coringa. No vídeo ele mandava um recado ao elenco:‘Pessoal, não posso estar ai, mas quero que saibam que estou trabalhando tanto quando vocês’.

Comentários de alguns atores!

 O ator Scott Eastwood: confirmou que Leto andava pelo sets de filmagens, caracterizado como Coringa, assustando as pessoas.

O ator Adam Beach confirmou: “Gente, posso ainda não estar com vocês no set, mas isso não significa que não estou trabalhando tão duro como vocês”, “O vídeo que ele mandou mostrava ele totalmente irreconhecível como o Coringa. Ele chocou todos que estavam no set. Foi aí que percebemos que sua loucura era real”, concluiu.

Jai Courtney: “Eu não acho que nenhum de nós é ingênuo ao ponto de não saber a pressão que está sobre esse cara. Não é algo que eu tenho conversado com ele, mas eu o vi trabalhando e isso é legal, cara. E posso afirmar uma coisa para vocês: Eu não o vi, desde que começamos a trabalhar, fora do personagem”, confirmou.

Recentemente a atriz Viola Davis comentou sobre a loucura de Leto, ela não quis participar das “brincadeiras” e mandou recado dela: “Ele deu presentes muito interessantes”, disse Davis. “Eu, pessoalmente, não recebi nenhum deles, mas se tivesse recebido, eu chamaria meu marido – que era conhecido como “Bola da Dor” antigamente, quando ele jogava futebol – e teria dito, ‘Cuide do Coringa”. ela disse: “O Coringa. Jared Leto fez algumas coisas más.

“Ele deu alguns presentes horríveis. Ele tinha um capanga (que era seu braço-direito) e vinha ao local dos ensaios. O capanga apareceu com um porco morto e o colocou na mesa, e depois disso foi embora”.

“E esta foi a forma como fomos apresentados a Jared Leto. Agora estou apavorada pensando ‘ele é louco?’ Mas o segundo pensamento foi ‘ok, tenho que me acalmar’”.

“Você fala sobre comprometimento, e aí ele manda um rato preto para Margot Robbie. Vivo. Em uma caixa”. “Ela gritou, mas aí decidiu ficar com ele.”

Elenco: Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, Joel Kinnaman, Viola Davis, Cara Delevingne, Scott Eastwood, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Karen Fukuhara, Jay Hernandez e Ben Affleck.

Vale apena assistir? Sim, vale pela Arlequina e o Pistoleiro.

O que vocês acharam da loucura de Leto, passou dos limites? E você, qual sua expectativa para o filme?

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo