Transformers: The Last Knight de Michael Bay

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje falamos de mais um filme da longa franquia dos carros que viram robôs.

Transformers: O Último Cavaleiro (2017): Direção Michael Bay, produção Steven Spielberg, Don Murphy, Lorenzo di Bonaventura e Ian Bryce, roteiro Art Marcum, Matt Holloway e Ken Nolan, história Akiva Goldsman, Art Marcum, Matt Holloway e Ken Nolan, baseado em Transformers da Hasbro. Elenco Mark Wahlberg, Stanley Tucci, Isabela Moner, Josh Duhamel, Tyrese Gibson, John Turturro, Laura Haddock, Anthony Hopkins, Santiago Cabrera, Liam Garrigan, Jerrod Carmichael e Mitch Pileggi. Companhia produtora di Bonaventura Pictures, Hasbro Studios, Amblin Entertainment e Platinum Dunes, distribuição Paramount Pictures.

Com orçamento absurdo de US$ 217 milhões e uma receita até o momento de US$ 454 milhões, Transformvern mecânicers: The Last Knight é um filme americano de ação e ficção científica. Dirigido por Michael Bay que vai dirigir o filme pela quinta e última vez, e escrito por Art Marcum, Matt Holloway e Ken Nolan, o filme é o quinto da série de filmes dos Transformers e é uma sequência de Transformers: Era da Extinção, de 2014.

Sinopse: O filme se passa três anos após os acontecimentos de Era da Extinção e mostrará Optimus Prime viajando no espaço sideral em busca de seus criadores. Neste trajeto ele encontra Quintessa, criadora de todos os Transformers. Após o encontra-lo ela tortura Optimus até fazê-lo se curvar diante dela, se tornando uma nova ameaça.

Enquanto isso na terra Cade Yeager (Mark Wahlberg) e Bumblebee lutam para salvar alguns Autobots caçados pela Transformers Reaction Force (Força de Reação a Transformers) comandada pelo sargento brasileiro Santos. Nesta equipe se encontra: o tenente coronel William Lenoxx e sargento Robert Epps, que são comandados pelo General Morshower.

Crítica: Realmente eu sai tonto do filme com tanto robô, com tanto CGI, efeitos especiais e explosões. Transformers: O Último Cavaleiro é um absurdo de tecnologia em um filme totalmente desnecessário e desinteressante. Não vou discutir que todos os filmes bateram um bilhão no cinema e que Bay e Spielberg encontraram uma minha de ouro na franquia que parece nunca mais ter fim, o que não ocorreu com as Tartarugas Ninja, mas esta foi outra matéria do estilo Bay de cinema. Acho até engraçado Spielberg detestar filmes de heróis com seus orçamentos bilionários, mas aqui banca e se enriquece fácil. Eu me senti assistindo uma franquia de Caverna do dragão, aquela animação que nunca teve fim.

Até que gostei de Mark Wahlberg como Cade Yeager, um pai e inventor lutando que ajudou os Autobots durante os eventos de Age of Extinction, mas aqui no segundo filme sem sua filha e o namorado, não se encontrou no filme. A volta de quase todo elenco da trilogia original juntando com a nova também foi uma boa ideia que no final não acrescentou nada ao roteiro, mas apenas tirou uma grande pegunta dos fãs do que aconteceu ao elenco original. O mundo que os Autoboots prometeram cuidar foi para cucuia e agora o vilão principal é o Optimus, parece que as opções de roteiro estão acabando.

O chato ator Shia Labeoulf, queridinho de Spielberg, como o Sam é explicado no filme que provavelmente morreu e Magan Fox como Mikaela ficou por isso mesmo. Shia jurou nunca mais pisar em um filme dos Transformers e Megan, apesar de ter feito as pazes como Bay, nunca mais foi chamada de volta. Então é isso aí, se você é fã de carteirinha pode ser até uma boa pedida mas se você nunca viu um filme dos Transformers, não comece por este.

Curiosidades: Em março de 2015, a Deadline.com informou que a Paramount Pictures estava em negociações com o vencedor do Oscar Akiva Goldsman (Uma Mente Brilhante) para lançar novas ideias para futuras sequelas da franquia Transformers. O estúdio tem a intenção de fazer o que James Cameron e a 20th Century Fox têm vindo a fazer para gerar três novas sequências de Avatar, e que a Disney está fazendo para reviver Star Wars com sequelas e spin-offs. A Paramount quer ter seu próprio universo cinematográfico para Transformers semelhantes a Marvel com a Universo Cinematográfico Marvel e a Warner Bros com o Universo Estendido da DC. Goldsman será o chefe dos futuros projetos e vai trabalhar com diretor da franquia Michael Bay, o produtor executivo Steven Spielberg, e produtor Lorenzo di Bonaventura organizando uma “sala de escritores” que irá incubar ideias para possíveis sequelas Transformers, prequelas e spin-offs. Os membros da sala do escritor incluem: Christina Hodson, Lindsey Beer, Andrew Barrer e Gabriel Ferrari, (Homem-Formiga), Robert Kirkman (The Walking Dead), Art Marcum e Matt Holloway (Homem de Ferro), Zak Penn (Pacific Rim 2), Jeff Pinkner (The Amazing Spider-Man 2), Ken Nolan, e Genebra Robertson-Dworet. Kirkman saiu do projeto depois de apenas um dia depois de passar por uma cirurgia na garganta. Em julho de 2015, Akiva Goldsman e Jeff Pinkner foram anunciados como roteiristas do filme. No entanto, em 20 de Novembro, devido a compromissos de Goldsman a criação quarto de um escritor para propiedades de GI Joe e Micronautas, a Paramount começou a negociar com Art Marcum e Matt Holloway (Homem de Ferro), bem como Ken Nolan (Black Hawk Down), para escrever o filme.

Depois de Transformers: Age of Extinction, Bay decidiu não dirigir quaisquer filmes de Transformers futuros. Mas no início de Janeiro de 2016, em uma entrevista à Rolling Stone, ele confirmou que ele iria voltar para dirigir o quinto filme, e que seria seu último filme de Transformers. A Paramount Pictures vai gastar $ 80000000 em produção em Michigan, em troca por US $ 21 milhões em incentivos estatais ao abrigo de acordos celebrados antes de o legislador estadual eliminar o programa de incentivo film office em julho de 2015. Em abril de 2016, a Paramount contratou o cineasta Jonathan Sela. Em 17 de maio, Bay revelou o título oficial o filme para ser O Último Cavaleiro em sua conta no Instagram, juntamente com uma produção de vídeo que mostra um close-up do que é presumivelmente o rosto de Optimus Prime com os olhos roxos, em vez de azul, e seu rosto na maior parte descolorida. A conta oficial mostra no Twitter um vídeo de 19 segundos curto em código morse que traduz “Eu estou vindo para você 31 de maio”. Em 31 de maio, 2016, revelou-se que Megatron iria voltar para a sequela.

Transformers: The Last Knight recebeu críticas extremamente negativas. No site Rotten Tomatoes tem uma aprovação de 16% baseado em uma amostra de 115 análises. Peter Traves da Rolling Stones em uma crítica ao filme falou “Toda vez que Michael Bay dirige outra abominação de Transformers (este é o quinto), os filmes morrem um pouco. Este faz com que os outros erros de sucesso do verão pareçam obras-primas.” No Imdb tem uma pontuação de 27% baseado em 41 análises. Transformers arrecadou US$15,7 milhões em sua pré estreia, sendo a pior pré-estreia da franquia, já que Transformers – O Lado Oculto da Lua, que somou US$37,7 milhões em 2011 e Transformers: A Vingança dos Derrotados que arrecadou em 2009: US$62 milhões. Duas sequências, spin-off de Bumblebee e Transformers 6 estão previsto para ser lançado em 8 de junho de 2018, e 28 de junho de 2019, respectivamente.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.thor/

Mais do NoSet

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.