Middle-earth: Shadow of Mordor (Game 2014): - NoSet
Games

Middle-earth: Shadow of Mordor (Game 2014):

Salve Nosetmaníacos. Noset jogou o game e indica.

shadow 5

Middle-earth: Shadow of Mordor / Terra-média: Sombra de Mordor (2014):

Desenvolvedor Monolith Productions e Behaviour Interactive, distribuição Warner Bros Interactive Entertainment, diretor Michael de Plater, produtor Mike Forgey, designers Bob Roberts e Chris Hoge, escritor Christian Cantamessa e compositors Garry Schyman e Nathan Grigg. A história do jogo se passa entre os eventos de O Hobbit e O Senhor dos Anéis . Os jogadores controlam Talion, um ranger que foi morto pela Mão Negra de Sauron. O espírito de Talião fundiu-se com o fantasma do Elf Lord Celebrimbor, e juntos tentam vingar a morte de seus entes queridos. Os jogadores podem entrar em combate corpo a corpo e utilizar algumas das habilidades Wraith para lutar contra os inimigos. O jogo usa o Sistema de Nemesis, que permite que a inteligência artificial dos personagens não jogáveis se lembrem da morte do protagonista do jogo e reagir em conformidade. O desenvolvimento do jogo começou em 2011. A fim de criar um ambiente preciso e ser coerente com os livros escritos por Tolkien. O desenvolvimento teve a consulta de várias pessoas da Warner Bros., além de Peter Jackson , diretor de O Senhor dos Anéis e O filme Hobbit. Terra-média: Sombra de Mordor recebeu aclamação da crítica, com louvor para seu estilo de combate, design de mundo aberto e o Sistema de Nemesis, que a maioria dos críticos concordaram foi a melhor parte do jogo.

shadow 6

Sinopse: O jogo tem lugar no espaço de 60 anos entre os eventos de JRR Tolkien ‘s O Hobbit e O Senhor dos Anéis. A família de Talião, um ranger de Gondor responsável pelo Portão Negro de Mordor, é morto pelos exércitos de Sauron , mas Talion é revivido com “habilidades” para fazer sua vingança. Mordor ainda não é um deserto estéril nesta história e o jogador vai encontrar personagens conhecidos como Gollum. Com o desenvolvimento da trama Talion descobre que o fantasma que o reviveu é Celebrimbor, o maior mestre Elven smith da segunda Era , que também busca vingança contra Sauron.

shadow 3

Crítica: Simplesmente maravilhoso e divertido, uma mistura saudável de Príncipe da Pérsia, Batman Arkham e Assassins Creed com o conteúdo do Senhor dos Anéis, Sombra de Mordor é diversão garantida se você é fã dos Tolkien, RPG e Games. Além disso, o novo sistema Nemesis é uma novidade que beira a loucura e tira boas risadas do jogador. Eu morri pelo menos 4x até entender a jogabilidade e todos os golpes, que são perfeitos, do personagem principal, mas a cada morte, você é debochado pelos personagens Orcs que ficam vivos e os mesmos são promovidos e ficam mais fortes, logo, voc^CE terá mais dificuldade de matá-los. Quando você volta à vida na torre, ouve eles conversando sobre sua morte e de como isso os agradou, simplesmente sensacional, lembrando um pouco as piadas feitas pelos vilões da franquia Batman Arkham quando você morria. Como todo bom RPG, a evolução do personagem também e bem interessante, o modo furtivo necessário em um mundo repleto de Orcs e castelos, as missões para torná-lo legendário são um acréscimo importante até para se conhecer melhor as habilidades do personagem. O game além disso mantém uma interessante característica de PRG dos dias e noites, muito parecido com Skyrim, onde você pode usar também a escuridão como um aliado. Então, se você já jogou Batman, Príncipe da Pérsia ou Creed, sua próxima jornada está aqui em Mordor.

shadow 2

Curiosidades: Terra-média: Sombra de Mordor foi aclamado pela crítica. As avaliações de sites como GameRankings e Metacritic deram a pontuação na versão Microsoft Windows de 86,67%, a versão PlayStation teve 86,55% e a versão para o Xbox de 85,82%. Como já falamos, a característica fundamental do sucesso do jogo está no seu sistema Nemesis, super elogiado. De acordo com Lucas Sullivan de GamesRadar , o sistema eleva Shadow of Mordor a excelência, fazendo seus vilões memoráveis e adicionando personalidade para seu protagonista. O sistema de combate de Sombra de Mordor foi considerado excelente pela maioria dos críticos. Shoemaker e Sliwinski comparou-o com o sistema de combate baseado no ritmo do Batman: Arkham série de jogos; ambas a envolvente e fluido. Shoemaker elogiou variedade combate do jogo; a combinação dos sistemas de combate e nêmesis criado “um tipo específico e caótico, absurdo emergente” desejável em um jogo de mundo aberto. De acordo com Sliwinski e Shoemaker, mesmo sem o sistema de Nemesis o sistema de combate faria o jogo atraente, apesar de Matt Miller, da game Informer, achar que o foco do jogo no ns lutas e mortes tornou-o repetitivo, não conseguindo capturar o encanto das suas inspirações de Assassins Creed e Batman: Arkham. Kevin VanOrd, da GameSpot, achou o sistema de combate do Sombra de Mordor uma melhoria na fórmula já de sucesso do game Assassino Creed. A recepção do enredo do jogo foi mista, embora Shoemaker e Sliwinski elogiaram seu tom “dark”, Shoemaker encontrou alguns elementos da história, como a introdução de Gollum, forçados e apelativos. De acordo com a crítica Matt Miller da Game Informer, Sombra de Mordor não consegue amarrar junto com sucesso todas as suas várias tramas na conclusão do jogo. Kevin VanOrd da GameSpot também achou o enredo errático, arrastado por lutas em excesso. Dan Stapleton da IGN escreveu que a história introduziu personagens memoráveis, mas não faria sentido para os fãs da série e o interesse no game diminuiu indo para o seu fim. Chris Carter da Destructoid ficou decepcionado em uma trama que ele considerada genérica, segundo o mesmo o jogo não conseguiu acrescentar nada de novo para o universo e suas missões secundárias foram mais interessante do que a campanha principal. Sombra de Mordor foi o mais bem sucedido game para Senhor dos Anéis baseados em jogo. O jogo estreou no número dois em vendas no Reino Unido em sua primeira semana, atrás de FIFA 15 e foi o nono mais vendido jogo nos Estados Unidos em outubro de 2014.

shadow 6

Controvérsia: Com o lançamento de Shadow of Mordor, a empresa Monolith foi acusada por Charles Randall, ex empregado da Ubisoft, de uso do sistema de animação de Assassins Creed II . A Monolith respondeu que todos os sistema do seu projeto foram desenvolvidos a partir do zero, que tinham confiança na sua originalidade baseado no sistema Nemesis.

shadow 1

Att.
Marcelo The Moura.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo