DC Titãs: As Mortes e Renascimentos de Dona Troy - NoSet
Curiosidades

DC Titãs: As Mortes e Renascimentos de Dona Troy

Salve Nosetmaníacos. Eu sou o Moura e agora você também pode me seguir no Instagram como marcelo.moura.1253. Quem é leitor mais antigo nas HQs conhece bem os Titãs, um grupo de adolescentes “sidekicks” que defendiam a justiça longe de seus parceiros famosos. Wally West (Kid Flash) e Dick Grayson por anos fizeram desse grupo um dos mais rentáveis DC, Com o passar dos anos, novos personagens assumiram este manto e um novo grupo de sidekicks exigiu seu lugar no mercado, com o Superboy (Clone) e Miss Marvel, a Justiça Jovem. Donna Troy é uma heroína de HQs publicada pela DC Comics e apareceu pela primeira vez em The Brave and the Bold vol. 1 número 60 em julho de 1965. Criado por Bob Haney e Bruno Premiani, é conhecida também pelos nomes de Moça Maravilha (Wonder Girl), Darkstar e Troia. Em maio de 2011, Donna Troy ficou em 93º lugar no Top 100 dos Heróis de Todos os Tempos da história da IGN. Em 2018 foi confirmado Conor Leslie como Donna Troy na série Titãs para a tv, e aproveitando essa dica, vamos falar mais da personagem.

Dia de Formatura: A Morte de Dona Troy: Uma androide desconhecida cai na Terra. Enquanto isso, em São Francisco, os Titãs e a Justiça Jovem recebem uma oferta de serem financiados por uma empresa poderosa. No Arizona, uma misteriosa androide ataca três dos Homens Metálicos. Após o ataque, a androide demonstra que não pode fazer a conexão que gostaria com eles e desaparece, reaparecendo apenas em São Francisco, num ataque repentino ao Cyborg. Sem ninguém saber o que estava acontecendo, alguns membros dos Titãs e da Justiça Jovem atacam esta androide, que, no fim da batalha, desaparece novamente. Ambas equipes ficaram com metade de seus integrantes seriamente feridos. A misteriosa androide se teleporta para os Laboratórios S.T.A.R., no Vale do Silício, Califórnia. Lá acaba ativando um androide/cópia do Superman. No hospital, onde os heróis estavam sendo tratados, Cyborg conta que, no momento da conexão entre os dois, percebeu que tudo o que a androide queria era entrar em contato com formas similares a dela.

Logo, parte dos Titãs e da Justiça Jovem partem para a Califórnia, ao saberem que o Superman estava lutando conta a androide. Ao chegarem, dão de cara com o Superman em transe e, sem saber, Lilith, que tentava entender o que estava acontecendo, acaba morrendo enforcada num ataque fulminante do androide. Então, uma nova luta sem igual começa, e novamente as equipes estão em desvantagem contra o poderoso ser. Na verdade, cópias androides do Homem-de-Aço foram desenvolvidos, a pedido do próprio Superman, com poderes idênticos, para que se ele estivesse em alguma missão fora da Terra, houvesse alguém para substituí-lo e não alarmar a população com sua falta ou aumentar a criminalidade pelo mesmo motivo.

Com o tempo, o Superman mandou que destruíssem todas as cópias, mas o que ele não sabia é que havia um ainda era guardado. Enquanto Arsenal e Robin tentavam consertar a androide para desligar o Superman androide, a luta dos outros heróis estava cada vez mais difícil. Donna Troy acabou voando para cima do robô descontrolado e, num momento de bravura, acabou morta pela visão de calor do androide. Assim que o androide se levanta, é desativado pela outra androide. No final, os dois tombam. A morte de Lilith e Donna, as duas primeiras mulheres a integrar a equipe desde seu início, deixa os integrantes das duas equipes transtornados e confusos sobre continuarem como um grupo. Assim, Asa Noturna decreta o fim dos Titãs, e os membros da Justiça Jovem acabam com a equipe, mas somente por um tempo, pois Donna tem muitas mortes e renascimentos para contar..

A Mil Versões de Donna Troy (1965): Donna Troy é uma heroína de HQs publicada pela DC Comics e apareceu pela primeira vez em The Brave and the Bold vol. 1 número 60 em julho de 1965. Criado por Bob Haney e Bruno Premiani, é conhecida também pelos nomes de Moça Maravilha (Wonder Girl), Darkstar e Troia. Em maio de 2011, Donna Troy ficou em 93º lugar no Top 100 dos Heróis de Todos os Tempos da história da IGN. Após a sacudida nas HQs por causa da publicação do livro A Sedução dos Inocentes, do psiquiatra Alemão Frederic Wertham, (1954), a DC Comics buscou uma maneira de retratar a Mulher Maravilha de uma forma mais aceitável para os pais. Uma das melhores abordagens foi a publicação de uma série de “Contos Impossíveis”, na qual a Mulher-Maravilha (Diana) aparecia, por várias razões, lado a lado com versões mais novas de si mesma e de sua mãe, criando uma “Família Maravilha”, algo bem parecido com a família Marvel (Shazam). Uma versão adolescente da Mulher Maravilha (Wonder Woman) foi apelidada de Moça Maravilha (Wonder Girl). Após a edição número 123 da Mulher Maravilha de julho de 1961, o rótulo em inglês “Impossible Tale” não estava sendo incluído em muitas dessas histórias. Nesta edição em particular, o personagem da Moça Maravilha é dito como se ela fosse uma entidade completamente diferente de Diana, uma outra personalidade.

A irmã mais nova da Mulher Maravilha fez sua primeira aparição em Wonder Woman and The Brave and the Bold número 60 em julho de 196, como membro dos Jovens Titãs, que era composto por Robin (Dick Grayson), Kid Flash (Wally West) e Aqualad, os parceiros de Batman, The Flash e Aquaman, respectivamente. Depois de ser apresentado no Showcase no 59 em dezembro de 1965, os Jovens Titãs migraram para sua própria série, em Jovens Titãs número 1 em fevereiro de 1966. O escritor Marv Wolfman e o artista Gil Kane criaram uma origem para Moça maravilha número 22 em agosto de 1969, que introduziu o novo traje do personagem. Esta história estabeleceu a origem como uma órfã, que não era uma amazona, resgatado pela Mulher-Maravilha de um incêndio em um prédio.

Incapaz de encontrar pais ou família, a Mulher Maravilha trouxe a criança para a Ilha Paraíso, onde ela finalmente recebeu poderes de Amazonas. Em 1969 a Moça Maravilha veste um traje novo, todo vermelho estilo bodysuit, deixa seu cabelo solto, e adota a identidade secreta Donna Troy. Donna permanece com os Jovens Titãs até o cancelamento da série, no número 43 em fevereiro de 1973. Ela ainda faz parte da equipe na volta em novembro de 1976. Os Jovens Titãs foi cancelado novamente em fevereiro de 1978, com Donna e os outros seguindo caminhos separados.

Donna Troy nos anos 80: Marv Wolfman e George Pérez reviveram a série novamente em 1980 como Os Novos Titãs, com membros originais Moça maravilha, Robin e Kid Flash unidos por novos heróis. Donna está romanticamente envolvida com o professor Terry Long, um pouco mais velho, mas ao longo do caminho é colocado sob o feitiço romântico de Hyperion, um dos Titãs do Mito Grego. A origem de Donna é expandida no conto de janeiro de 1984, “Quem é Donna Troy?” Robin investiga os eventos em torno do incêndio de que sua velha amiga havia sido resgatada quando era criança, descobrindo que a mãe biológica de Donna era Dorothy Hinckley, uma adolescente solteira que a colocara para adoção.

Depois que o pai adotivo de Donna, Carl Stacey, foi morto em um acidente de trabalho, sua mãe adotiva, Fay Stacey, colocou-a para adoção novamente, incapaz de criar a criança devido a despesas crescentes. Com a ajuda de Robin, Donna se reencontra com Fay, que se casou com Hank Evans e deu à luz dois filhos, Cindy e Jerry. Donna se casa com Terry Long em uma cerimônia enorme e luxuosa em Conto dos Jovens Titãs número 50 em fevereiro de 1985.

Crise das Infinitas Terras: A subsequente minissérie Crise das Infinitas Terras (1985–1986) reescreveu a história de muitos personagens da DC Comics; A história pré- crise da Mulher-Maravilha foi escrita fora da existência, e a personagem foi reintroduzido em Mulher maravilha vol. 2 número 1 em fevereiro de 1987, como uma nova chegada de Themyscira, também conhecida anteriormente como a Ilha Paraiso. Com a Donna amarrada aos Titãs, sua origem foi refeita para se encaixar na nova continuidade, criada pelo relançamento da Mulher-Maravilha.

No enredo “Quem é a Garota Maravilha?” em Os Novos Titãs número 50–54, em dezembro de 1988 a março de 1989, os Titãs do Mito Grego recrutam a ajuda de Donna contra um assassino de Synriannaq . É revelado que o Titã Rhea havia resgatado a jovem Donna de um incêndio; Donna e Esparta tinham sido parte de um grupo de 12 órfãos de todo o universo que haviam sido criados em New Cronus por esses Titãs como “as Sementas dos Titãs”, seus eventuais salvadores. As sementes receberam poderes sobre-humanos e receberam o nome de antigas cidades gregas. Chamada de “Tróia”, Donna (como as outras) acabou sendo despida de suas memórias de seu tempo com os Titãs do Mito Grego, e reintroduzida na humanidade para aguardar seu destino; Esparta manteve suas memórias, e o conhecimento acabou por deixá-la louca. Matando suas companheiras para “coletar” seus poderes e destruir os Titãs do Mito Grego, Esparta é derrotada por Donna e a única outra Semente viva é Athyns de Karakkan. Em Os Novos Titãs número 55 em junho de 1989, Donna muda sua identidade de Garota Maravilha para Troia e adota um novo traje incorporando os presentes místicos dos Titãs do Mito Grego.

Durante o enredo “A Caçada Titã”, Donna descobre que está grávida; no Anual Novos Titãs número 7 (1991), um grupo que se chama Time Titã aparece, com a intenção de matá-la. Eles vêm de um futuro em que o filho de Donna nasce com os plenos poderes de um deus e plena consciência deles, o que o deixa louco. Ele envelhece instantaneamente, mata sua mãe e se torna um ditador conhecido como Lord Chaos. Estes Titãs viajam de volta ao passado para matar Donna antes que seu filho possa nascer. Donna finalmente dá à luz Robert; para impedi-lo de se tornar o Lorde Caos, ela sacrifica seus poderes e se torna um humano normal. Eventualmente, Donna repensa sua decisão e pede aos Titãs do Mito Grego que concedam seus poderes novamente; seu pedido é rejeitado, ela então se junta aos Darkstars. Durante a crise da Hora Zero, sua fazenda em Nova Jersey é destruída e todos os Titãs são eliminados, exceto Terra e Miragem. Seu casamento está em ruínas, Donna perde a custódia de seu filho para seu agora ex-marido Terry.

Donna se junta aos Novos Titãs por um tempo, com seu traje Darkstar dando a ela a habilidade de ajudá-los. Ela namora o Lanterna Verde Kyle Rayner por um tempo e se retira dos Darkstars. Donna e Kyle se separam imediatamente após a morte de seu filho, enteada e ex-marido em um acidente de carro. Uma outra origem pós-crise foi atualizada no final dos anos 90. Esta versão dizia que Donna foi originalmente criada pela feiticeira amazônica Magala como uma duplicata mágica da jovem princesa Diana de Themyscira (uma referência a Garota Maravilha original) para ser uma companheira de Diana, que anteriormente era a única criança na ilha. No entanto, Donna foi logo sequestrada pelo Dark Angel (uma vilã da Segunda Guerra Mundial e inimiga da rainha Hippolyta , mãe de Diana), que achava que a garota era Diana. Dark Angel amaldiçoou Donna a viver infinitas variantes de uma vida caracterizada pelo sofrimento, com sua vida sendo reiniciada e apagada da memória do mundo. Até mesmo Donna esqueceria suas vidas passadas até o momento em que Dark Angel chegaria para recomeçar sua vida, em cujo ponto ela se lembraria imediatamente de todo seu sofrimento passado. Com a ajuda da Mulher Maravilha e a rainha Hippolyta, juntamente com o Flash (Wally West ), as únicas pessoas que se lembraram da versão anterior, Donna foi restaurada. De alguma forma, ela também recuperou seus poderes, presumivelmente porque era assim que Wally se lembrava dela. Inicialmente, ela estava preocupada que ela não era a “mesma” Donna, mas uma forma idealizada baseada nas memórias de Wally, mas desde então aceitou que este não é o caso.

Pouco depois, os Titãs se reuniram para salvar seu amigo Cyborg . Eles entraram em conflito com o JLA , mas salvaram o amigo deles. Durante este incidente, Donna aparentemente se reuniu com seu filho através da realidade virtual, mas com a ajuda do Asa Noturno, percebeu que não era real. Depois disso, os cinco titãs originais, incluindo Troia, decidiram reformar a equipe. Uma batalha subsequente com Dark Angel sugeriu que ela ia reescrever constantemente a história de Donna. Percebendo que Donna foi criada a partir de uma parte da alma de Diana, a rainha Hipólita a aceitou como uma filha relacionada ao sangue e realizou uma coroação em Themyscira para apresentar formalmente Donna como a segunda princesa da Ilha Paraíso. Este aspecto trouxe Donna mais em linha com suas origens pré-crise.

Depois de sua coroação, os laços entre Donna e Diana como irmãs ficaram mais fortes. As duas Amazonas dividiram um apartamento de luxo em Nova York e Donna se tornou mais ativa na vida em Themyscira. Em uma batalha, Donna foi aparentemente morta por um robô do Super-Homem no “Dia da Formatura”.

O retorno de Donna Troy: Em sua volta a vida, Donna Troy descobriu que, como qualquer outra pessoa após a Crise nas Infinitas Terras, ela é uma fusão de todas as versões alternativas de Donna Troy no Multiverso. Ao contrário de todos os outros, Donna é o repositório de conhecimento de cada versão do universo alternativo de si mesma e se lembra do Multiverso original. Ela aprendeu que sua contraparte na Terra-Dois foi salva por um bombeiro e foi criada em um orfanato, enquanto sua contraparte da Terra-S morreu no incêndio.

Ela também descobriu que seu inimigo jurado do passado, Dark Angel, era na verdade a Donna Troy da Terra Sete, salva da morte pelo Anti-Monitor, assim como o Monitor salvou Harbinger. Quando o Multiverso foi reconfigurado em um único Universo, Dark Angel, que de alguma forma escapou da compressão de cada Donna Troy em uma única pessoa na nova Terra, tentou matá-la e cada vida que ela a forçou a reviver era de fato um aspecto de uma Donna alternativa como forma de evitar a fusão e permanecer a última. Quando ela foi derrotada, Donna se tornou a soma real de cada Donna Troy que existia em toda a Terra, uma chave viva para o Multiverso perdido. Seu papel na Crise Infinita é, no final de O Retorno de Donna Troy, plenamente afirmado: Donna renascera após sua morte nas mãos do androide do Superman.

Os Titãs do Mito Grego, percebendo que ela era a criança que estava destinada a salvá-los de alguma ameaça iminente, trouxeram-na para New Cronus e implantaram falsas memórias em sua mente para fazê-la acreditar que ela era a Deusa da Lua original e esposa de Coeus. Os Titãs do Mito Grego incitaram a guerra entre outros mundos perto de New Cronus a fim de ganhar novos adoradores. Eles então usariam o poder combinado de sua fé coletiva para abrir uma passagem para outra realidade, onde eles estariam a salvo da destruição. Donna era outro meio para esse fim até que ela foi encontrada pelos Titãs e os Renegados que restauraram suas verdadeiras memórias. Isso não foi sem baixas, no entanto. Esparta, que foi restaurada a plena saúde mental e despojada da maior parte de seu poder, foi transformada em oficial do exército real dos Titãs de Mito Grego. Ela foi sacrificada pelos Titãs do Mito Grego em uma tentativa de sitiar o planeta, Minosyss, que abrigava uma fábrica milhas abaixo de sua superfície. A morte de Esparta inadvertidamente ajudou a desencadear a restauração da memória de Donna.

Athyns também reapareceu a essa altura, e ajudou os heróis e a resistência Mynossiana a lutar contra os Titãs do Mito Grego. Foi então que Hipérion, o Titã do Sol, revelou as verdadeiras origens de Donna e ordenou que ela abrisse uma passagem para outra realidade por meio de um nexo dimensional que outrora serviu como porta de entrada para o próprio Multiverso, dentro do Comensal do Sol, o núcleo da fábrica. Isso acabou sendo o alvo real dos Titãs do Mito Grego. Donna fez isso, mas temendo que eles simplesmente continuassem com suas ambições poderosas, ela baniu a maioria deles para o Tártaro. No entanto, Hyperion e sua esposa, Thia, foram avisados ​​do engano no último momento.

Enfurecidos, eles se voltaram contra Donna, com a intenção de matá-la pela traição, mas Coeus ativou o Comensal do Sol para salvá-la e ao Arsenal. Quando o Comensal do Sol começou a absorver suas vastas energias solares, Hipérion e Tia tentaram escapar através do Nexus, mas ambos foram dilacerados pelas forças combinadas da atração dimensional do Nexus e do poder do Comedor do Sol. Coeus, que havia aprendido humildade e compaixão de Donna, prometeu guardar o portal para garantir que os outros Titãs do Mito Grego permanecessem presos para sempre.

Crise Infinita e 52: Donna retorna ao agora estéril New Cronus, onde ela compartilha uma alegre reunião com a Mulher Maravilha. Donna, encarregada da tutela do Orbe do Universo contendo as Crônicas do Multiverso coletadas por Harbinger, faz a surpreendente descoberta de que uma desgraça iminente está voltando para o Universo DC, uma desgraça que ela não pode evitar sozinha. Deixando o Asa Noturna para trás na Terra , Donna traz vários heróis para New Cronus, incluindo o Homem Animal, Cyborg, Nuclear, Tornado Vermelho, os Lanternas Verdes Alan Scott , Kyle Rayner e Kilowog, Jade, Starfire, Supergirl e Capitão Marvel Junior. Os heróis enfrentam um rasgo misterioso e ameaçador no espaço causado por Alexander Luthor Jr., como parte de seu plano que desencadeou uma guerra intergaláctica.

A equipe de Donna contribui para a resolução do conflito, mas as coisas tomam um rumo perigoso quando Alexander usa a lágrima interdimensional para recriar a Terra-Dois e, mais tarde, o Multiverso. Donna, junto com Kyle Rayner (agora chamado de Ion), lidera a equipe para atacar Alexander Luthor através de sua fenda espacial, dando ao Asa Noturna, Superboy e a Garota Maravilha (outra personagem) o tempo necessário para destruir o dispositivo de Alexander, e salvar os dois Supermen e a Mulher Maravilha, de serem fundidos com suas contrapartes da Terra-Três. Embora a maioria da equipe desapareça quando eles tentam sair através do portal aberto por Mal Duncan e Adam Strange, Donna retorna à Terra logo após a Batalha de Metropolis, e fornece um dispositivo para a Tropa dos Lanternas Verdes, a fim de aprisionar o Superboy-Prime no final da batalha em Mogo. Na série 52, Cyborg, Herald, Alan Scott, Mulher Gavião e Nuclear foram todos devolvidos à Terra, embora gravemente feridos, enquanto outros heróis como Supergirl, Starfire, Homem Animal e Adam Strange foram perdidos no espaço.

Quando Donna e a inteligência artificial responsável pelos registros históricos de Harbinger terminaram sua tarefa de rever a história do Universo DC, tanto a inteligência artificial quanto um dos novos Monitores revelaram a ela que a linha do tempo atual divergiu de seu caminho correto, no qual a própria Donna, ao invés de Jade, deveria ter se sacrificado por Kyle Rayne. Durante a trama da 3ª Guerra Mundial, Donna entra na batalha como Mulher Maravilha contra um Adão Negro furioso.

“Um Ano Depois”: Durante o evento “Um Ano Depois”, Donna Troy assumiu o manto de Mulher Maravilha depois que Diana deixou o cargo após a crise, sentindo a necessidade de “descobrir quem é Diana”. Donna usa uma armadura durante seu mandato como Mulher Maravilha, que inclui o material de pulseira e estrela usado como parte de sua regalia Titãs. A origem da Crise pós- Infinita de Donna, que incorpora elementos de suas origens anteriores, é a seguinte: Donna era uma gêmea mágica de Diana criada pela Amazona Magala e destinada como companheira da princesa solitária. Donna foi posteriormente capturada pela inimiga de Hipólita, a Dark Angel, que a confundiu com Diana e a colocou em animação suspensa por vários anos. Anos mais tarde, a crescida Diana, agora Mulher Maravilha, eventualmente libertou Donna e a devolveu a Themyscira.

Donna foi então treinada por ambas as Amazonas e os Titãs do Mito Grego. Alguns anos depois, Donna seguiu Diana para o Mundo dos Homens e se tornou a Garota Maravilha, usando uma fantasia baseada na Mulher Maravilha, ajudando a formar os Novos Titãs. Na sua última aventura como Mulher Maravilha, Donna luta com The Cheetah , Giganta e Doctor Psycho.

O trio ataca Donna como um meio de encontrar a Diana, então desaparecida. Isso eventualmente acontece com a revelação de que Circe é o cérebro por trás dos ataques e captura. Depois que Donna é libertada de Circe, ela veste seu antigo macacão vermelho de garota Maravilha e ajuda sua irmã na batalha dizendo a Diana que ela quer dar o título de Mulher Maravilha de volta para ela, pois ela nunca estava realmente confortável usando esse nome e preferia ser chamada Donna Troy.

Donna mais tarde trabalha ao lado do ex-namorado Kyle Rayner, que assumiu os poderes e título de Ion novamente. Eles enfrentam um dos Monitores que tenta removê-los do Multiverso recém-reconstruído, alegando que os dois são anomalias indesejadas. Donna retorna à Terra com Íon a tempo de ele se despedir de sua mãe agonizante. Depois desse evento, Donna se junta a vários ex titãs na batalha da atual equipe contra Deathstroke e sua equipe Titans East.

Contagem regressiva para a Crise Final: Donna assiste ao funeral de Duela Dent com os Novos Titãs, quando é confrontada por Jason Todd, o falecido Robin, que a procura enquanto investigava o assassinato de Duela. Donna coloca sua investigação em espera quando as Amazonas invadem Washington, DC durante os eventos representados no Ataque das Amazonas Ela viaja para a cidade e confronta Hippolyta, aconselhando-a a acabar com a invasão, mas Hipólita informa que só considerará uma desistência se Donna incluir Diana em suas conversas. Donna sai para encontrar sua irmã. Jason, que seguiu Donna para Washington, diz a ela que os Monitores são responsáveis ​​pela morte de Duela.

Donna e Jason são atacados pelo guerreiro do Monitor, Forerunner, mas são salvos por um monitor benevolente, a quem Jason chama de Bob, e recrutados para localizar Ray Palmer. Eles logo descobrem que Palmer está se escondendo no Multiverso. O grupo é acompanhado por Kyle Rayner. Jason e Kyle brigam durante toda a jornada e Donna fica irritada. Ray Palmer está localizado na Terra-51 e Bob o ataca, traindo o grupo. Donna e os outros escapam, e são pegos no fogo cruzado quando as forças da Monarca atacam a Terra-51. Donna é atacada por uma versão alternativa de si mesma usando a roupa da Garota Maravilha. Donna pega o traje e derrota um dos tenentes do Monarca, sendo aclamada líder de um exército de insetos por direito de conquista. Ela lidera a força de Myrmidons na batalha contra as forças do Monarca. Superboy-Prime aparece e confronta o Monarca e os guerreiros insetos são mortos. Após a batalha, Donna é capaz de discernir uma mensagem direcionando o grupo a Apokolips, onde a equipe é testemunha de sua destruição ao conhecer os outros personagens do Contagem Regerssiva: Jimmy Olsen, Forager, Flautista, Mary Marvel, Holly Robinson, Harley Quinn, Karate Kid e Una. Testemunhando Apokolips quase destruído pelas mãos do Irmão Olho, a equipe é mais tarde enviada para uma reconstituída Terra-51 por Salomão, agora um mundo similar à Nova Terra.

É aqui que Karate Kid morre, e seu vírus Morticoccus transforma o mundo quase inteiramente em híbridos animais-humanos violentos, perdendo Una para os nativos selvagens e deixando o neto de Buddy Blank da Terra como o Último Garoto da Terra. Donna retornou para a Nova Terra por Jimmy Olsen através, através de um Tubo de Explosão, Holly e Jason voltam para casa enquanto Mary Marvel é mais uma vez corrompida por Darkseid que captura Jimmy, que detém o poder de todos falecidos novos deuses. Libertado do controle de Darkseid, Jimmy e Darkseid lutam até que Orion desce dos céus e mata seu pai, conforme a profecia cósmica. No rescaldo desses eventos, o grupo remanescente de Donna, Kyle, Ray e Forager anuncia aos Monitores que eles servirão como guarda-costas para o Novo Multiverso, e partem para lugares desconhecidos. Retornando à Terra após suas aventuras no Multiverso com Kyle, Donna e outros Titãs antigos e atuais são alvos de um misterioso inimigo que mais tarde é revelado ser Trigon. Os Titãs se reformam para se defender do ataque de Trigon e vingar a equipe incapacitada dos Titãs do Leste.

Os Novos 52: Em 2011, seguindo o enredo de Flashpoint, a DC revisou sua continuidade, relançando com um conjunto de novas HQs do número um, como parte de uma iniciativa chamada Os Novos 52. Donna inicialmente não aparece nessa continuidade; os titãs adolescentes são estabelecidos pela primeira vez nos dias atuais, com Cassie Sandsmark como Garota Maravilha e a nova origem da Mulher Maravilha a apresenta como a filha natural de Zeus e Hippolyta.

Donna é reintroduzida nas páginas da Mulher Maravilha como uma Amazona criada por um feiticeiro, Derinoe, como uma tentativa de usurpar o lugar de Diana como rainha, substituindo-a por uma nova governante. Diana derrota Donna e Donna define um período em busca da alma. Enquanto isso, no enredo Caçada Titã , que procura restabelecer retroativamente a história dos Teen Titans no New 52, ​​Donna é mostrado como tendo sido um Titã, trabalhando ao lado de Titãs co-fundadores como Dick Grayson e Garth, até um encontro com o supervilão telepático Mister Twister fez com que as memórias dos Titãs fossem apagadas.

Na série da Mulher Maravilha, Donna luta com toda sua raiva e depois de ser morta em uma batalha, é escolhido por Zeus para substituir os destinos, fazendo de Donna uma nova encarnação do destino. Na última edição da Caçada dos Titãs, Donna confirma que ela é “o destino dos deuses”, mas não concilia sua história descrita na Caçada dos Titãs com sua criação retratada em Wonder Woman. A Caçada Titã liderou a iniciativa DC Renasce, que trouxe de volta elementos mais populares da continuidade do passado depois que o ex-Titan Wally West retorna ao Universo DC e reúne seus amigos. Ele explica aos seus colegas Titãs como 10 anos foram roubados de suas vidas como resultado de forças desconhecidas, parcialmente responsáveis ​​pelas discrepâncias. Donna e suas amigas então reformam os Titãs.

Ao tocar Wally em Titãs Renascem número 1, Donna tem suas memórias de infância restauradas. Mais tarde, no Anual Titãs número 1 em maio de 2017, reconcilia os dois relatos da história de Donna, criação mágica recente ou antiga aliada da Mulher Maravilha, revelando que Donna foi, como em Novos 52, criada a partir de argila para destruir Diana, mas as Amazonas depois lhe deram falsas lembranças de ser um órfão resgatado pela Mulher Maravilha. Isso permitiu que Donna fosse mais que uma arma viva e estabelecesse uma vida estável. Embora Donna estivesse com o coração partido pela revelação, ela foi apoiada por seus colegas Titãs, que afirmaram sua amizade.

“Em Titãs, Robin emerge das sombras de Gotham City para liderar um novo grupo de heróis – Ravena, Estelar e Mutano. A recém-formada turma de supercombatentes do crime une forças para lutar contra seus demônios interiores e salvar o planeta do mal. Eles logo percebem que sozinhos são incompletos, mas unidos são Titãs.

Titans (Jovens Titãs) será lançada com exclusividade na plataforma digital DC Universe, assim como Doom Patrol, Swamp Thing (Monstro do Pântano) e as animações da Liga da Justiça Jovem e da Arlequina. No Brasil será lançada pela Netflix.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

NoSet é um lugar para se divertir e descobrir curiosidades sobre cinema, séries, HQ’s, games, músicas, livros e muito mais. Além de notícias você também pode ouvir nossas opiniões pelo podcast, sempre de um jeito inteligente e descontraído. Sejam bem-vindos e sintam-se na poltrona do seu cinema favorito.

Assinar NoSet por Email

Digite seu endereço de email para receber notificações de novas publicações por email.

Junte-se a 118.164 outros assinantes

Facebook

Copyright © 2016

Topo