Análise: eFootball PES 2020 - NoSet
Games

Análise: eFootball PES 2020

Sejam muito bem-vindos meus caros amigos(a) e amantes do eSports, hoje vos trago uma análise do eFootball PES2020, o novo jogo da Konami que traz uma nova palavra antes do nome título simbolizando o início de uma nova era no eSports a partir de agora.

Primeira experiência com bola rolando: Minha primeira partida faz uma simulação da final da libertadores entre Flamengo e River Plate, o que não faltou foi emoção. E claro, joguei com o time Brasileiro para representar nosso país. ou quase isso. A primeira partida se mostrou mais desequilibrada, apesar da alta diferença da posse de bola do Flamengo, o River foi mais efetivo e cirúrgico, pressionando a equipe brasileira e fazendo o goleiro Diego Alves trabalhar mais, que se destacou por grandes defesas a queima roupa, que faria qualquer torcedor e amante do futebol vibrar de emoção. Porém, o goleiro acabou sendo vencido na bola parada com gol de falta de Quintero no primeiro tempo. Já na etapa final, a equipe carioca sai mais com a bola, tem melhor aproveitamento e algumas chances são desperdiçadas, enquanto o River aposta nos contra-ataques e se beneficia para fazer o seu segundo gol na partida, em boa troca de passes e tabela entre Lucas Pratto e Quintero, deixando o camisa 32 de cara para o gol e que não desperdiça selando assim a vitória.

No Segundo jogo o River mantém o mesmo posicionamento, mas agora o Flamengo é mais eficaz, no primeiro trabalho de bola, em uma jogada de infiltração, Arrascaeta põem a bola muito a frente dentro da área do lado esquerdo, deixando o zagueiro rival próximo, mas o lateral Rene não desacredita, tomando a frente e vencendo o goleiro colocando a bola no fundo da rede. Agora vemos um River mais ligado após o vacilo defensivo e com uma mudança tática passa a pressiona os cariocas, explorando as laterais nos contra-ataques e até perfurando o sistema defensivo do Flamengo – que optei por não mudar- a equipe carioca é pressionada mas consegue manter o ritmo de jogo e assim acalmar o jogo com toques de bola. No segundo tempo o flamengo arrisca mais, se mostra superior e até cria chances com Gabigol, o primeiro em um cabeceio após o cruzamento de Everton Ribeiro do lado direito, terminando com a defesa de Franco Armani, e o segundo no contra-ataque após bola roubada pelo William Arão (importante pilar da equipe) que entrega a bola para Bruno Herinque, que passa para Arrascaeta que coloca a bola atrás do defensor argentino, deixando gabigol mais uma vez favoravel com condição legal de gol, mas que acabou não pegando tão bem e desperdiçou chutando pra fora. O River Plate não se apequena e cria oportunidades, trabalha bem a bola e cria chances, mas é vencido pelo sistema defensivo e o contra-ataque mortal do Flamengo, com passe de everton ribeiro entre dois zagueiros e colocando Gabigol mais uma vez em perfeitas condições, que não erra dessa vez e sela a vitória do jogo de volta pelo mesmo placar do jogo de ida, 2 a 0.

Gráficos, visual e câmera: O escaneamento em 3D é uma especialização importante de destaque e isso foi feito em duas formas que vou explicar aqui. Equipes parceiras da Konami tiveram seus jogadores profissionais submetidos a um processo dentro de uma câmara de escaneamento fotométrico, cheia de câmeras profissionais conectadas para fotografar o rosto e o corpo dos jogadores por completo em 360 graus, isso é um recurso já utilizado pela concorrente EA o que ajuda a definir a altura e a massa física dos atletas. o segundo método utilizado em PES2020 é baseado scan de luz em ambientes, que imiti um feixe com padrão de luz em pontos estratégicos no estádio e fotografa quando o feixe atinge uma superfície, deformando um padrão de luz que serve como escaneamento para o trabalho em 3D. Em comparação aos títulos antecessores a edição atual é superior em vários aspectos, tem um salto absurdo de qualidade e cor ao aprimorar a iluminação volumétrica e dinâmica, a volumetria é responsável pela iluminação da luz do sol e dos holofotes a noite, já a dinâmica é responsável pela variação da intensidade da luz de acordo com eventos climáticos. a iluminação do cenário dos estádios é variada durante o dia, a luz do sol tem variações e mudanças ao decorrer do tempo, já a luz dos holofotes de tarde é diferente da iluminação da noite. o que ajuda a ver com clareza realçando detalhadamente o estádio, a torcida nas arquibancadas, os jogadores e o gramado, e chegando nesse ponto é importante destacar também a mudança das câmeras e seu posicionamento durante as partidas que captura imagens, fator importante que na pratica pode ser visto uma partida por diferentes ângulos e com recursos aprimorados melhores do que de emissoras de tv, o absurdo é tanto que dá a sensação de estar de fato acompanhando um jogo televisionado em alta definição.

Jogabilidade e mecânica: Minhas experiencias foram partidas de nível estrelato contra a máquina, e a evolução da inteligência artificial no PES2020 impressiona, totalmente diferente das edições anteriores que se deve usar como perímetro de comparação. Se no Pes2019 jogadores pegam a bola e disparam em direção ao gol, no PES2020 isso não existe, os jogadores se comportam com mais realismo e inteligência, levando em consideração a massa, volume, peso, capacidade física, resistência e habilidades do atleta, tanto é que a maioria das partidas feita por mim, o placar não era tão largo sendo as vezes 0 a 0, 1 a 0, 2 a 0, 2 a 1 ou 3 a 2. O aperfeiçoamento e evolução do contato físico e a física da bola é surreal, no decorrer da partida terá contato físico direto, jogo de corpo em disputa de bola na marra entre os jogadores, colisões, movimentações mais humanas e o desequilíbrio após um cabeceio, tentativa de drible, retomada de uma bola seguido de um drible seco entre dois ou até mais marcadores, outra coisa também que se destaca é a polemica arbitragem, que marca faltas que não existem, chamando atenção dos jogadores em faltas mais leves e a não utilização devida do cartão em faltas mais graves. o trabalho de bola e o modo como o sistema tático age é incrível, mesmo tocando a bola vai existir uma pressão do time rival na tentativa de bola roubada, o que é fantástico pois o que estamos vendo é uma reação pós mudança tática em tempo real, o que pode causar uma mudança também no comportamento dos jogadores em campo. E os jogadores erram e isso não é um defeito de bug, é proposital. É como uma imperfeição, se errar é humano, por que um jogador virtual também não pode? e isso se dá por conta de alguns fatores de posicionamento, a força ou a falta da mesma em um passe de bola, toque mais longos ou a pressão da marcação. Chances de gols desperdiçados, falta de precisão no chute, defesa vazada ou uma defesa complicada, mostra as reações dos jogadores. O trabalho defensivo é tão bonito e sofisticado

A torcida também exerce um importante papel nas arquibancadas fazendo barulho, cantando, apoiando, aplaudindo e chiando, o que torna o jogo mais emocionante e vibrante igual na vida real. Outra coisa que chama atenção é a reposição de bola após uma falta ou lateral, o player poderá repor a bola em jogo mais rápido sem a interferência daquele “stop” cortando pra cena seguinte com jogadores já marcados, podendo repor a bola com toque rápido dando continuidade a partida sem perder a vantagem, no lateral é a mesma coisa, o jogador vai em direção a bola sem corte de cena e repõem rapidamente a bola em jogo, o que é muito legal. Temos partidas mais cadenciadas, no que se refere a velocidade dos jogadores, que são influenciados pelo seu peso e físico, características próprias também é visível, o que diferencia um jogador do outro e coloca o PES2020 em um patamar nunca antes visto. Pois, uma das minhas broncas com o FIFA, o fato dos jogadores serem mais rápidos, dando três toque de bola pra atravessar o campo e todos mostrarem folego e físico como se fosse iguais. Fazer gol é um trabalho difícil no PES, é necessário ter paciência, controle e toque de bola, estudar jogadas táticas e um meio de quebrar o sistema defensivo para chegar no gol, porque o adversário vai se fechar muito bem e vai crescer também no decorrer da partida se beneficiando dos seus erros trazendo dor de cabeça.

Conclusões finais: eFootball Pes2020 mostra a importante evolução de uma franquia que a muito tempo vinha fazendo o velho feijão com arroz e decidiu aprimorar conceitos de física, gráficos e de jogabilidade dando atenção aos detalhes. Ta lindo? Sim. Pode ser melhorado? Sem dúvida nenhuma.

Por começar a interface dos jogadores que está muito realista, mas eu gostaria de ver na próxima edição 2021 mais expressões faciais e reações de cara e boca dos jogadores, o que não achei tão natural em certos momentos, já a expressão corporal compensa isso muito bem, exemplo disso é Cristiano Ronaldo e seus gestos característicos quando a arbitragem não marca falta ou em condições legais de posicionamento o colega de time da preferência em não passar a bola, desperdiçando a chance de gol e deixando o português revoltado. Há detalhes que podem ser adicionados como o banco de reservas, a presença do técnico na beira do gramado para chamar atenção e fazer correções, ao instruir um jogador próximo a passar o recado aos demais ou chamar atenção de um jogador que esteja pecando em sua função, e claro a presença da comissão técnica para fazer o atendimento após uma dura falta dando assistência para o jogador dentro e fora de campo.

Na parte de Jogabilidade a Konami contou com a consultoria de Iniesta, Lenda do Barcelona responsável por redefinir o mecanismo de dribles, emprestando um pouco de sua visão, habilidades e raciocínio logico dentro de campo, para ensinar os desenvolvedores do jogo técnicas para sair da forte marcação com dribles curtos. Outro importante aspecto de jogabilidade que impressiona é a física do jogo, Pes2020 é um jogo mais cadenciado, rodando a 60 fps á uma importante evolução na movimentação dos jogadores, no contato físico, toque e chutes de bola mais preciso.  As circunstâncias do jogador afeta cada movimento dele, o que em pratica é um jogador que desloca a marcação e dispara até a linha de fundo para fazer o cruzamento na área, podendo não pegar tão bem na bola ou até saindo forte demais, ou até mesmo fraco. Os jogadores se diferenciam-se um dos outros em vários aspectos tanto técnico, físico, resistência e ate de habilidade, isso também é visível com os esquemas táticos e a variação do estilo de jogo que o player propõem para o time exercer durante as partidas, que reflete no desempenho do rival e vice-versa em campo. Konami não muda o nome título de seu principal jogo de eSports como uma estratégia de marketing para chamar atenção e vender seu produto, eFootball é o início promissor de uma franquia que eleva seu patamar estando muita a frente de sua geração e concorrência, entregando aos fãs e público o simulador digno de sua atual geração.

Assista o vídeo trailer de eFootball PES 2020 – Global Lauch:

Topo