Sheila de Charme: Primeira Temporada. - NoSet
Review

Sheila de Charme: Primeira Temporada.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar de uma série nacional de baixíssimo custo que está disponível na plataforma da Amazon Prime Vídeo

Sheila de Charme: Primeira Temporada

Com classificação 14 anos, nove episódios com 12 minutos por episódio, criação e roteiro Danielle Di Donato, direção de produção Vinicius Calamari, elenco Danielle Di Donato, Lena Roque, Gerson de Andrade, Taty Godoi, Rafael Augusto, Chica Portugal, Cinthia Duo, Tony Reis, Mayara Dornas, Vinicius Calamari e Cristiane Lanzellotti, realização Naveia Filmes.

Sinopse:  Atores que não estão na tv. O que comem? Onde trabalham? Por que nunca foram vistos? Acompanhe a jornada de Sharmila na busca pelo sucesso onde ela encontra uma agente que a ensina que é preciso fazer mais do que apenas atuar para ser atriz.

Crítica: Sheila de Charme é um interessante  e inspirador projeto nacional da atriz, roteirista e produtora Danielle Di Donato, disponível na Amazon prime Vídeo em sua primeira temporada. A série se inspira em grandes projetos como Malhação (Globo), Big Brother Brasil (Globo) e um documentário pessoal quebrando a Quarta Parede ao melhor estilo Fleabag (Amazon), sobre a vida da divertida personagem Sharmila e seu jaboti, que seguindo os passos de sua irmã (ou o inverso), tenta se tornar uma estrela reconhecida, questionando os padrões pré estabelecidos do mercado de atores e as necessidades exigidas em redes sociais para ter mais visibilidade.

Difícil não comparar o projeto e talento de  Danielle Di Donato e seu Sheila de Charme com outra obra muito semelhante no seu estilo produção e atuação  da atriz Phoebe Waller-Brigde e seu Fleabag. Ambas tratam o drama da vida com um humor e relacionamento com o público cativante.

O fato de ser um projeto nacional de baixo custo, segurado pelo talento da atriz Donato e um roteiro dinâmico, Sheila de Charme tem que ser apreciado como um “experimento cinematográfico nacional”, com ótimas idéias de desenvoltura e talento, mas pecando em alguns momentos pela falta ou de experiência ou de possibilidade de produção. O resultado final e o reconhecimento em prêmios é justo e não deve nada a se comparado a uma série de grande porte, se apreciado da maneira correta, como um projeto divertido contando uma história de uma jovem atriz atrás de seus sonhos.

A série tem momentos épicos de grande inspiração e que diverte demais que se repete através dos momentos de descoberta da Sharmila, como a cena em que a mesma vai trabalhar de Uber, que me tirou boas risadas em que personagem vai se transformando para não ser reconhecida pelo produtor que está no carro, ou a bem elaborada cena das tentativas da personagem em criar vídeos cozinhando para viralizar nas suas redes sociais, ou na peça  teatral na peça Romeu e Julieta, onde há um destaque para todo o elenco e não só para Donato, dando espaço para a história evoluir e mostrar que outras atrizes tem a mesma dificuldade. Este foi um ponto que talvez a série pudesse ter dado um pouco mais de atenção, colocando também as dificuldades de outros atores para chegar ao sucesso.

Uma novidade aqui que já e muito bem explorado La fora é a Quebra da Quarta Parede. Esta ferramenta é muito usada para dar mais proximidade entre Sharmila e seu público, dando pensamentos, opiniões e diálogos sobre as situações que passa, tornando mais agradável e divertida a interação entre público e personagem principal, já que o bom humor non sense da série é muito bem explorado pela Donato.

Talvez, algumas opiniões sejam necessárias para a produção. Por ter uma curta duração em seus episódios, com apenas doze minutos, e tendo apenas nove capítulos, as aberturas e fechamentos da série, que devem ter em torno de três minutos somados, acabam se tornando enfadonhos e repetitivos. Ver por nove vezes a Donato dançando e fazendo caras e bocas torna a experiencia cansativa e repetitiva, até mesmo na música tema. Entendo que esta deve ser um padrão da plataforma ou uma decisão da produção, mas se a serie tivesse mais tempo e talvez menos capítulos não tornassem essa experiência algo negativo.

Curiosidades: Sheila de Charme é o seriado de menor investimento a ingressar no catálogo da plataforma da Amazon Prime Vídeo. Protagonizado pela atriz Danielle Di Donato, que arcou com projeto, ela interpreta a impagável Sharmila, uma atriz desajeitada em busca do estrelato. Danielle também assina o roteiro e a produção do seriado, cuja primeira temporada soma nove episódios. “Criei a série logo depois que voltei do exterior, com o intuito de mostrar meu trabalho para os produtores. Fiz parcerias ótimas com outros atores que estavam começando e o projeto acabou alcançando um sucesso maior que o esperado”.

Na pele de Sharmila Danielle faturou o prêmio de melhor atriz no festival Internacional do Rio. Em duas edições do evento, a produção foi indicada nas categorias Melhor Série Brasileira, Melhor Elenco e Melhor Série de Comédia.

“Fico muito feliz em poder servir de inspiração para outras mulheres que querem dar o primeiro passo em sua própria produção. Cada vez que alguém vem me contar que se inspirou na série, eu ganho o dia’’, comemora a atriz. Com a quarentena, o número de assinantes brasileiros da Amazon Prime aumentou, mas a quantidade de seriados no catálogo produzidos por aqui ainda é tímida.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

 

 

Topo