Critica - Na Mira do Atirador. - NoSet
Cinema

Critica – Na Mira do Atirador.

O longa é dirigido pelo veterano em filmes de ação Doug Liman (No Limite do Amanhã e A Identidade Bourne) com roteiro escrito pelo estreante Dwain Worrell. Embora seja uma ficção escrita a partir de uma idéia pessoal com o pano de fundo da Guerra do Iraque, a verossimilhança é garantida com a consultoria de produção do Nicholas Irving, atirador de elite veterano da guerra do Afeganistão conhecido como Ceifador por abater 33 alvos em suas operações.

Biografias:

Aaron Taylor-Johnson (Sargento Allan Isaac): Vencedor do Globo de Ouro – como melhor ator coadjuvante em “Animais Noturnos” (2016) – Taylor-Johnson vem impressionando o público com atuações memoráveis. Em maio de 2015, o ator britânico se juntou a Robert Downey Jr., Chris Evans, Scarlett Johansson, Chris Hemsworth, Samuel L. Jackson e Mark Ruffalo na segunda edição da franquia “Vingadores: Era de Ultron”.

Em 2014, Taylor-Johnson estrelou o remake de Godzilla. Dirigido por Gareth Edwards, o filme arrecadou mais de US$ 200 milhões no mercado interno. No ano de 2012, o ator deu vida ao Conde Vronsky, na adaptação de “Anna Karenina”, ao lado de Keira Knightley. Mais cedo naquele ano, em julho de 2012, Taylor-Johnson estrelou “Selvagens”, de Oliver Stone, com Taylor Kitsc, Blake Lively e um elenco de apoio estelar, incluindo Salma Hayek, John Travolta e Benicio Del Toro.

O ator protagonizou, em 2010, o cult “Kick-Ass”, ao lado de Nicolas Cage, Chloe Grace Moretz e Christopher Mintz-Plasse. Em agosto de 2013, Taylor-Johnson retomou seu papel na tão esperada sequência “Kick-Ass 2”.

Em 2009, Taylor-Johnson foi visto em “O garoto de Liverpool”, de Sam Taylor-Johnson, no qual interpretou John Lennon durante seus turbulentos anos adolescentes. Seu desempenho fascinante lhe valeu vários prêmios. Papéis anteriores incluem um jovem Edward Norton no filme “O Ilusionista”. Também atuou em “Shanghai Nights”, com Jackie Chan e Owen Wilson; “The Thief Lord”, com Caroline Goodall e Jasper Harris; e também em várias séries da televisão britânica, incluindo “Feather Boy”, “Family Business”, “Nearly Famous” e “Talk to Me”.

John Cena (Sargento-mor Shane Matthews): John Cena é ator, produtor, apresentador, empresário e estrela do WWE (uma espécie de show de luta americano, no qual é 16 vezes campeão). Ele também acabou de assinar para estrelar a comédia “The Pact”, ao lado de Leslie Mann e Ike Barinholtz. John recebeu muita atenção para seu papel na comédia “Descompensada”, ao lado de Amy Schumer. Ele também pode ser visto nos filmes “Sisters” e “Daddy’s home”. Em 2016, Cena apresentou e produziu o reality show “American Grit”, cuja segunda temporada está prometida para junho de 2017.

Doug Liman (diretor e produtor): Em 2000, ele produziu e dirigiu “A identidade Bourne”, que gerou uma franquia de cinco filmes (dos quais ele foi produtor executivo). As filmagens de Liman o levaram a outras aventuras, incluindo Bagdá, durante a guerra, para rodar “Jogos de poder” e Egito, na véspera da revolução, para “Jumper”.

Seus outros créditos incluem “Swingers”, “Go”, “Sr. e Sra. Smith” e “No limite do amanhã”. Ele também produziu várias séries de TV de sucesso incluindo “Suits”, “The O.C.” e “Covert Affairs”.

Dwain Worrell (roteirista): Dwain Worrell nasceu em St. Michael, Barbados, onde viveu até os 10 anos de idade, antes de se mudar para South Boston, Massachusetts. Dwain frequentou a Georgia State University com bolsa integral. Lá tornou fluente em mandarim, o que o levou a se mudar para Pequim, por quase uma década. Foi durante seu tempo na China que Dwain se tornou um roteirista, enquanto trabalhava no sistema educacional e na indústria do entretenimento, como escritor e ator.

No verão de 2014, Dwain completou seu roteiro de “Na mira do atirador” (seu vigésimo roteiro em poucos anos) e entrou para o Amazon Screenplay Competition, onde foi adquirido pela Amazon pouco depois. Em seguida, Dwain deixou Pequim e mudou-se para Los Angeles, como um roteirista profissional.

Além de trabalhar em “Na mira do atirador”, Dwain escreveu, recentemente, para a série de televisão “Punho de Ferro” (Netflix/Marvel). Além disso, a Warner Bros contratou Dwain para escrever uma história contemporânea de “Dante’s Inferno”, que está sendo produzido por Gianni Nunnari (“300”, “Os infiltrados”) e pela produtora vencedora do Oscar Akiva Goldsman (“Uma mente brilhante”, “Código Da Vinci”).

Sinopse: Dirigido por Doug Liman (No limite do amanhã, Sr. & Sra. Smith e Identidade Bourne), “Na mira do atirador” é um thriller psicológico que mostra dois soldados americanos encurralados por um atirador iraquiano com nada além de uma parede em ruínas entre eles. A batalha envolve inteligência e precisão. Aaron Taylor-Johnson (Animais Noturnos, Kick-Ass) e John Cena (Busca Explosiva e Descompensada) estrelam o longa.

Crítica: Os dois sargentos americanos Shane Matthews (John Cena) e Allen Isaac (Aaron Taylor-Johnson) concluem após vinte e duas horas de espera que o local de construção de abastecimento de água abatido por eles está limpo. Até a hora de serem atingidos por Juba (Laith Nakli), nome genérico entre os soldados americanos para qualquer atirador inimigo. Assim começa a luta pela sobrevivência deles no meio do deserto até chegar o resgate.

Issac se esconde atrás da frágil parede de pedras enquanto seu aliado está abatido no chão totalmente exposto aos inimigos. Ferido, com pouca água e rádio quebrado pra buscar ajuda, Issac parece conseguir contato com aliados se um sotaque não denunciasse o falante do outro lado da linha.
Assim começa o dialogo entre o sargento americano e o sniper iraquiano sobre quem vai ceder primeiro.

Um cenário, três atores e múltiplos ângulos de câmera aguardam o público. Aaron basicamente sustenta todo o drama do filme, enquanto John pouco aparece em cena (não foi um trocadilho, juro). Do Juba, apenas vemos seu olhar através de binóculos e sua voz pelo rádio de Isaac.
É o estilo de filme onde a atuação do ator é primordial para segurar o público até o final.

Ficha Ténica:

 

Direção: Doug Liman

Roteiro: Dwain Worrel

Produção: David Bartis

Produção executiva: Ray Angelic

Direção de fotografia: Roman Vasyanov

Designer de produção: Jeff Mann

Edição: Julia Bloch

Figurino: Cindy Evans

Casting: Mindy Marin

Elenco: Aaron Taylor-Johnson, John Cena e Laith Nakli

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo