A Festa - A última saideira da sua vida. - NoSet
Cinema

A Festa – A última saideira da sua vida.

Feminismo, política e relacionamentos amorosos são os temas tratados no longa-metragem escrito e dirigido por Sally Potter com a supervisão de roteiro Walter Donohue. Em West London, Janet (Kristin Scott Thomas), uma política de esquerda, prepara um almoço em comemoração a sua nomeação como Ministra da Saúde pelo Partido de Oposição. Os convidados são sua amiga de vários anos a cínica e sincera April (Patricia Clarkson) com seu marido alemão e mentor pessoal Gootfried (Bruno Ganz), a professora de estudos feministas Martha (Cherry Jones) e sua parceira chef de cozinha Jinny (Emily Mortimer ) e o marido da secretária particular de Janet o bancário, Tom (Cillian Murphy).
Essa aparente simples reunião de amigos não vai terminar bem pois o marido de Janet, Bill (Timothy Spall), mantém uma expressão de desilusão, ouve músicas, bebe vinho e fica sentado no centro da sala. Enquanto prepara o almoço, Janet troca mensagens de celular com um amante e se defende dos sarcasmos de April. Tom nervoso aspira cocaína enquanto põe balas no revólver e se encoraja no espelho. Assim tem início a tragicomédia onde toda uma vida pode ser destruída.
O roteiro tem traços de Quem tem medo de Wirginia Wolf? de Mike Nichols e os 8 Odiados de Quentin Tarantino. Há discussão sobre a política na Inglaterra e os movimentos feministas de início até migrar para o sentido do amor e da vida. Os diálogos se baseiam em conflitos entre os casais com o andar da história. Assim como as diferentes visões de mundo. O idealismo pró-feminino da Janet contra o realismo político inglês de April ou esta contra a metafisica de Gootfrield.

Patricia Clarkson retrata com equilibra uma mulher sofisticada e de livre expressão de fala e discurso sincero. Bruno Ganz, famoso por interpretar Adolf Hitler em A Queda! As Últimas Horas de Hitler (2004), é o alívio comico do filme não-intencional. Cillian Murphy é o barril de pólvora podendo explodir ou não. A performance de ansiedade e revolta são bem conciliadas. Timothy Spall, ao lutar durante dois anos contra um câncer, teve um ótimo material para encarnar o sofrimento do personagem, lhe rendendo uma atuação convincente. Agora, a protagonista de Kristin Scott Thomas é a personagem com maior desenvolvimento do filme e a guia do público dessa tragédia romântica. Tudo graças ao portfólio teatral do elenco. Cujos salários foram pagos de modo igualitário, uma campanha de conscientização comprovada pelas atrizes para futuras mudanças na indústria do cinema.

Apesar da locação ser uma típica casa de classe média britânica, as filmagens duraram duas semanas em ordem cronológica. Mesmo sendo preto e branco, a equipe tinha um colorista com três assistentes. A trilha sonora do filme é diegética ou seja, são as músicas ouvidas pelos personagens e pelo público, se o toca-discos para, então há o silêncio. A lista de reprodução fica por conta de Bill.

Se não bastasse a cena de abertura de Janet abrindo a porta e apontando uma arma pra câmera. O público está convidado a descobrir porque recusar o convite era uma boa escolha ou descobrir quem ficará vivo para a saideira.

Trailer

Nome original: The Party
Direção: Sally Potter
Roteiro: Sally Potter, Walter Donohue
Elenco: Kristin Scott Thomas, Patricia Clarkson, Bruno Ganz, Cherry Jones, Emily Mortimer, Cillian Murphy, Timothy Spall

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo