The Woods: Silêncio na Floresta ou O Bosque (Netflix) - NoSet
Review

The Woods: Silêncio na Floresta ou O Bosque (Netflix)

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje falamos da nova série policial polonesa da Netflix.

The Woods (W Głębi ziemi): The Woods, Silêncio na Floresta ou em polonês W Głębi ziemi, é uma webminissérie polonesa policial de suspense e drama, baseada no romance homônimo de Harlan Coben. A série estreou no Netflix em 12 de junho de 2020. Criado por Harlan Coben, baseado em O Bosque de Harlan Coben, escrito por Agata Malesińska e Wojciech Miłoszewski, dirigido por Leszek Dawid, Bartosz Konopka. No elenco Grzegorz Damięcki, Agnieszka Grochowska, Hubert Miłkowski e Wiktoria Filus, produtor executivo Andrzej Muszyński e Harlan Coben, rede original Netflix.

The Woods se passa em 1994 e 2019 e conta uma história do promotor de Varsóvia Paweł Kopiński. Ele não pode se recuperar da perda de sua amada irmã há muitos anos, que desapareceu em circunstâncias inexplicáveis ​​durante o acampamento de verão. A descoberta inesperada de um corpo cuja morte parece estar ligada ao desaparecimento da garota pode finalmente levar a um avanço na investigação.

Crítica: Muito parecido com a série White Lines, também da Netflix, The Woods é uma mine série policial dramática polonesa que conta a história do promotor Pavel, um homem que vive assombrado pela morte e desaparecimento de quatro amigos em um campo de férias, entre eles sua irmã, o abandono de sua mãe na adolescência e a morte de sua mulher por câncer o obrigando a cuidar de sua filha sozinho.

Resumindo a série, é muita merda para uma pessoa só. Se você assistiu o primeiro filme Sexta Feira 13, White Lines e Defendendo Jacob e gostou, vai se entreter aqui com uma mistura de tudo isso, deixando claro que no primeiro Sexta Feira 13, Jason não aparece e o culpado não é ele, fica a dica!.

Infelizmente a série é lenta, repetitiva e se prolonga demais na apresentação de situações e personagens por toda a temporada e isso se repete até no penúltimo capítulo, onde finalmente é revelado quem é quem para dar um rumo a história e desvendar os mistérios, que se encerram no último capítulo não precisando de uma segunda temporada de jeito nenhum.

Como há muitos flashbacks, senti falta de uma química coesa no elenco do presente com o dos passado, e esses cortes a todo momento não os favoreceram a narrativa, deixando a história muito mais interessante e movimentada no passado, o que não ocorre por exemplo em White Lines, que consegue, apesar do crime unir o passado e presente, ter duas histórias diferentes, pois se baseiam em personagens distintos em cada narrativa. O Pavel do presente de nada lembra com as atitudes do Pavel no passado, nem mesmo trejeitos trabalhados para uma lembrança física.

The Woods é mais uma interessante série do pacote da Netflix que vale a pena conferir e apreciar diferentes fomas de se contar uma história, aqui com um estilo polonês. Já assisti na Netflix séries indianas, coreanas, chinesas, inglesas, norueguesas entre outros e apesar do formato ser muito semelhante, as atuações e ritmos são muito diferentes e tem seu mérito. Nunca pensei que teria oportunidade de tantas opções em apenas um canal.


Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Topo