Sherlock – Quarta temporada (2016): - NoSet
Review

Sherlock – Quarta temporada (2016):

Salve Nosetmaníacos, eu sou Marcelo Moura e hoje vamos falar de uma das melhores séries sobre o maior detetive de todos os tempos.

Sherlock – A Série da BBC

Criadores Mark Gatiss e Steven Moffat, baseado em Sherlock Holmes de Arthur Conan Doyle, produtores Sue Vertue e Elaine Cameron, produtores executivos Mark Gatiss, Steven Moffat e Beryl Vertue, elenco Benedict Cumberbatch e Martin Freeman. Sherlock é uma série de televisão britânica de drama policial baseada nas histórias de Sherlock Holmes escritas por Sir Arthur Conan Doyle. Criado por Steven Moffat e Mark Gatiss, é estrelado por Benedict Cumberbatch como Holmes e Martin Freeman como o Doutor John Watson. Sendo exibida desde 25 de julho de 2010, já foram produzidos treze episódios para série, transmitidos em quatro temporadas de três episódios cada, além de um especial exibido no inicio de 2016.

Sherlock é uma co-produção entre a British Broadcasting Corporation (BBC) e a WGBH Boston para sua série antológica Masterpiece exibida na Public Broadcasting Service (PBS), com Sue Vertue e Elaine Cameron da Hartswood Films servindo como produtores. A série é filmada principalmente em Cardiff, País de Gales, além de North Gower Street em Londres, que é usada ​​para gravações no exterior da casa de Holmes e Watson na 221B Baker Street. Sherlock Holmes retrata um “detetive consultor” que auxilia a Polícia Metropolitana de Londres, principalmente Greg Lestrade (Rupert Graves), na resolução de vários crimes. Holmes é assistido pelo seu colega de apartamento, Dr. John Watson, que voltou do serviço militar no Afeganistão. Embora a série descreve uma variedade de crimes e criminosos, o conflito de Holmes com seu nêmesis Jim Moriarty (Andrew Scott) é um recurso recorrente. A patologista Molly Hooper (Louise Brealey) auxilia o detetive em seu laboratório. Outros papéis recorrentes incluem Una Stubbs como Sra. Hudson, a proprietária do apartamento onde os protagonistas moram, Vinette Robinson como a sargento Sally Donovan e Mark Gatiss como o irmão de Sherlock, Mycroft Holmes. A recepção crítica da série é altamente positiva, com muitos comentários elogiando a qualidade dos enredos, performances e direção. Sherlock foi nomeado para vários prêmios, incluindo o BAFTA, Emmy e Globo de Ouro, tendo ganhado em várias categorias. A terceira temporada se tornou a série de drama mais vista do Reino Unido desde 2001. O programa também foi vendido para mais de 200 territórios. Todas as temporadas foram lançadas em DVD e Blu-ray, juntamente com os contos originais de Conan Doyle e a trilha sonora composta por David Arnold e Michael Price.

O Enredo da Série: Sherlock leva as histórias do famoso detetive da Era Vitoriana, Sherlock Holmes, à Londres do século XXI. O Dr. John Watson é atingido por uma bala enquanto serve como médico no exército britânico na Guerra do Afeganistão e é forçado a regressar a Londres. Como consequência, Watson desenvolve um coxeio psicossomático que o obriga a deslocar-se com uma bengala e uma depressão, além disso encontra-se desempregado e não tem meios para pagar aluguel de um imóvel em Londres.

Enquanto passeia no parque um dia, Watson encontra um velho amigo que diz conhecer um homem que procura alguém com quem dividir um apartamento no centro de Londres. Esse homem é Sherlock Holmes, um detetive consultor a quem a Scotland Yard recorre nos casos mais complicados para os quais não consegue encontrar solução. Sherlock Holmes é visto como um excêntrico por todos os que o conhecem uma vez que consegue descobrir todos os aspectos das vidas das pessoas apenas por as observar e fazer deduções, além disso poucos toleram a sua personalidade. Watson acaba por se mudar para o apartamento de Sherlock Holmes e, ao longo da série, os dois trabalham juntos na resolução de homicídios e enfrentam o antagonista intelectual máximo de Holmes, Jim Moriarty.

Crítica: A quarta temporada é excelente, igual as suas anteriores sem tirar nem por, mas mais madura, aproveitando cada detalhe dos personagens de todo o elenco. É uma série dinâmica, com um elenco grandioso e cada vez mais entrosado, mesmo com o longo tempo de quase dois anos entre uma temporada e outra. No elenco rotativo ponto para a atriz Amanda Abbington (Mary Morstan), espiã e agente secreta do governo que rouba a cena como esposa do Dr. Watson, implicando e interagindo com as neuroses de Holmes. Andrew Scott (Alice Através do Espelho)  também faz uma incrível e hilária adaptação de Jim Moriarty, nunca tinha visto algo igual e tão inesperado. Mas é no elenco principal, que a cada temporada amadurece e envelhece seus personagens, que a série se segura.

Sou fã da dupla Benedict Cumberbatch (Dr. Estranho) e Martin Freeman (Hobbit), que conhecia muito pouco do trabalho dos atores e me apaixonei por esta dupla inglesa pelo talento e a obra. Não posso me esquecer de Mark Gatiss (Victor Frankstein) como Mycroft Holmes. Gatiss conseguiu transformar um personagem secundário e até possível vilão na primeira temporada em um personagem indispensável e tão louco quanto seu irmão Sherlock. A Quarta temporada brinca com os vícios de Holmes, sua inteligencia e intuição, assim como o jeito militar de Watson e suas perdas de maneira profundo e hilária. É uma das minhas séries preferidas que brinca com um facilidade entre o drama e o humor inglês. Beijos para Una Stubbs, minha governanta preferida.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo