Powers (Da HQ a Série de TV - Primeira Temporada): - NoSet
Review

Powers (Da HQ a Série de TV – Primeira Temporada):

Salve Nosetmaníacos. Noset dormiu assistindo a primeira temporada de Powers mais de uma vez.

powers 1

Powers (HQs): Powers é centrado em um mundo onde super poderes são relativamente comuns. A história segue as vidas de dois detetives, Christian Walker e Deena Pilgrim, agentes da polícia em um departamento de Chicago Homicide, dedicado aos casos que envolvem “Powers” ou pessoas com superpoderes. Walker era um super-herói fantasiado chamado Diamond, mas tornou-se um oficial de polícia após perder suas habilidades e poderes. O primeiro arco introduz Walker salvando uma jovem chamada Calista de um condenado. Walker é posteriormente apresentado a Pilgrim enquanto investiga o seu primeiro caso, o assassinato de uma super-herói popular chamada Retro Girl, que é encontrada morta fora de uma escola com a garganta cortada. O boato era que ela estava grávida de Diamand, embora Walker não tivesse conhecimento disso. Com o aprofundamento das investigações, Deena descobre o passado de Walker como Diamand, bem como suas relações com a Retro Girl e um super-herói controverso chamado Zora.

powers_comi_book

Christian Walker e Deena Pilgrim:

Christian Walker – Detetive de homicídios da divisão de Powers, o policial veterano Walker foi anteriormente um herói chamado Diamond antes de perder suas habilidades. Há muitas coisas sobre ele que ainda não sabemos como a sua extrema longevidade e imortalidade, há uma história que pode ser do início da humanidade. Seus contatos com os “Powers” podem tanto ajudar como atrapalhar suas investigações. Deena Pilgrim – A novata começou como uma policial humilde nas ruas de Chicago, sob o comando de um capitão corrupto chamado Adlard, que foi assassinado sete anos antes de seu pedido de transferência para trabalhar com Walker como parte do departamento Powers Homicídios. Pouco mais se sabe do seu passado, embora ela revelou que seu irmão era um Power chamado “Hoodwink”. O personagem de Deena é baseado, em parte, na esposa Bendis e em parte em Oeming, que são ambos indisciplinados e engraçados. Deena foi eleita como o melhor personagem de quadrinhos pela revista Empire.

powers
Powers (série de TV dos Estados Unidos):

Powers é um série de TV americana em Live Action baseada na HQs Powers de Brian Michael Bendis e Michael Avon Oeming pela Marvel Comics e transmitida pelo canal PlayStation Network desde 10 de março de 2015. Os dois primeiros episódios da série foram escritos por Charlie Huston e dirigido por David Slade, sendo a série desenvolvida por Brian Michael Bendis e Charlie Huston. No elenco Sharlto Copley, Susan Heyward, Noah Taylor, Olesya Rulin, Adam Godley, Max Fowler, Michelle Forbes e Eddie Izzard.

powers (1)

Sinopse: Em um mundo onde os seres humanos e super-heróis coexistem um ex Power, Christian Walker, tem que se reinventar como detetive de homicídios após perder seus poderes. Ele e sua parceira Deena Pilgrim trabalham em um departamento de polícia especial chamado Powers Division, que investiga crimes envolvendo super-humanos.

powers1280jpg-74e79c_1280w

Crítica: Com um que de Heroes, Powers em sua primeira temporada parece uma daquelas séries que carecem de um roteiro mais pesado e ousado, com um conteúdo mais agressivo que prenda o público a sua história. Senti o mesmo problema em Jessica Jones no início de sua primeira temporada, mas isso foi corrigido logo no terceiro capítulo, mas aqui em Powers não. Como primeiro assisti a série, tive muita dificuldade de entender o conceito que até achei pobre e sem sal, mas quando li a HQ mudei de opinião e dei mais uma chance a série. Powers lembra um pouco do que poderia ser uma adaptação para a HQ The Boys na TV, se tivesse todo o humor negro e sacanagens que a concorrente oferece, só que Powers passa longe disso com uma moralidade e uma falta de ousadia que até cansa, provavelmente culpar de um canal jovem e sem expressão como o Plasytation Channel. As HQs são para adultos e não para crianças, mas a série não se posiciona bem quanto a isso e apesar de falar de morte e drogas o tempo todo, a forma como trabalha adaptação é quase infantil, se é que posso dizer assim. Com 10 capítulos e quase 55 minutos de duração cada, falta um ritmo mais rápido e dinâmico de se desenvolver a história de detetive em um mundo de Super Heróis corruptos. Do elenco Sharlto Copley é um bom e versátil ator, estava ótimo em Malévola, Esquadrão Classe A, Distrito 9 e é engraçado ver um ator magro aparecer agora bombado na série. Susan Heyward tem a chance de estrear na série, que até o momento indicaria mais para um fã de HQs do que um Fã de boas séries.

Powers-TV-Series-Wallpaper

 

Att.
Marcelo The Moura.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo