Cidade Invisível: Série de Carlos Saldanha, começa a ser gravada no Brasil - NoSet
Novidades

Cidade Invisível: Série de Carlos Saldanha, começa a ser gravada no Brasil

Nova série original brasileira que marca a estreia de Carlos Saldanha na Netflix, Cidade Invisível começou a ser rodada pela Prodigo Films em São Paulo, Ubatuba e no Rio de Janeiro. Indicado duas vezes ao Oscar, Saldanha é o criador e produtor-executivo da trama, seu primeiro seriado live-action, que levará ao mundo inteiro histórias com um olhar atual sobre o folclore brasileiro.

O ator Marco Pigossi (Tidelands, Onde Nascem Os Fortes, A Força do Querer) estrela o seriado como o detetive Eric, da Delegacia de Polícia Ambiental. Após encontrar um estranho animal morto em uma praia carioca, o policial se envolve em uma investigação de assassinato e descobre um mundo habitado por entidades míticas normalmente invisíveis aos seres humanos. 

No papel de Inês, dona de uma casa noturna que é muito mais do que aparenta, Alessandra Negrini (Mulheres Alteradas, Orgulho e Paixão, Boogie Oogie) também faz parte do elenco principal da série.

Cidade Invisível é produzida por Beto Gauss (Prodigo Films) e Francesco Civita (Prodigo Films), com Caito Ortiz (Prodigo Films), Maresa Pullman (BottleCap Productions) e Marco Anton (Boipeba Filmes) também assinando a produção executiva. Mirna Nogueira é a roteirista-chefe. A série é dirigida por Julia Jordão, com direção-geral de Luis Carone, e será lançada com exclusividade na Netflix, globalmente, em 2020.

Sobre Carlos Saldanha: Nascido no Rio de Janeiro, Carlos Saldanha é um diretor/produtor indicado duas vezes ao Oscar e fundador das produtoras BottleCap Productions (Estados Unidos) e Boipeba Filmes (Brasil). Co-dirigiu A Era do Gelo (2002) e Robôs (2005), além de dirigir o curta-metragem de animação indicado ao Oscar A Aventura Perdida de Scrat (2004). Também assinou a direção de A Era do Gelo 2 (2006) e A Era do Gelo 3 (2009). Em 2011, criou e dirigiu Rio, uma carta de amor à sua terra natal, que se tornou um grande sucesso no mundo todo e ganhou a sequência Rio 2. Mais recentemente, o diretor carioca esteve a cargo da direção da animação O Touro Ferdinando (2017), indicada a dois Oscar.

Topo