Mindhunter – 1ª e 2ª temporada na Netflix - NoSet
Review

Mindhunter – 1ª e 2ª temporada na Netflix

Salve pessoal, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar de uma das melhores séries que já vi na Netflix.

Mindhunter:

Mindhunter é uma série de TV norte-americana de drama policial criada por Joe Penhall, e baseada no livro Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit escrito por John E. Douglas e Mark Olshaker. A série é produzida por David Fincher e Charlize Theron entre outros, e estreou na Netflix em 13 de outubro de 2017. Mindhunter foi renovada para uma segunda temporada em abril de 2017, seis meses antes da estreia da primeira. No elenco Jonathan Groff, Holt McCallany, Anna Torv, Hannah Gross e Cotter Smith. A série se passa em 1977 e gira em torno de dois agentes do FBI, interpretados por Jonathan Groff e Holt McCallany, que entrevistam assassinos em série presos para tentar resolver casos em andamento.

Sinopse: Em 1977, nos primeiros dias da psicologia criminal e do perfil criminal no Federal Bureau of Investigation, Mindhunter gira em torno dos agentes do FBI Holden Ford (Jonathan Groff) e Bill Tench (Holt McCallany), que entrevistaram assassinos em série presos, com o intuito de entender como esses criminosos pensam e aplicam esse conhecimento para resolver os casos em curso.

Crítica: Eu adoro séries inteligentes, que desafiam a platéia, e Mindhunters é uma das melhores que já vi. Tudo bem que não é nenhuma novidade uma série sobre o FBI ou policial, temos desde o lendário Arquivo X, passando por Criminal Minds, Black List, Fronteiras, CSI até Quântico, mas mesmo com essa competição, a Netflix conseguiu se superar criando uma série como primórdio de tudo isso eu falamos, explicando como o FBI deixou de ser apenas uma polícia especial para prender bandidos difíceis para uma polícia que analisa situações e perfis psicológicos da mente humana.  Uma aula de enredo e história policial baseada em fatos verídicos.

Do elenco gosto muito do rodado ator Holt McCallany (Clube da Luta) que faz Bill Tench, um policial das antigas, adorado e respeitado por seu trabalho e carisma por todos no FBI, mas com muita curiosidade pelo desconhecido psicológico dos criminosos. Tench tem problemas familiares comum a nossa época, principalmente para policiais, como sua constante ausência em casa e um buraco na relação familiar.  Já o novato Jonathan Groff (Glee) tem o papel principal e motor da série. Seu personagem, Ford, é o que podemos chamar de Geek e Nerd nos tempos atuais, mas que naquela época, tem a cara e o jeito de Fox Mulder do Arquivo X, sendo rejeitado e escorraçado por todos como uma pária no seu meio. Para fechar o trio temos Anna Torv como a Psiquiatra Wendy. Torv é mais conhecida por seu papel marcante na antiga série Fronteiras como uma das líderes da equipe.

Eu sei que citei muito as séries Fronteiras e Arquivo X aqui, mas tenha certeza que isso não foi uma coincidência ou erro da minha parte, pois mesmo que fossemos pensar que esta é uma série voltada a psicologia de criminosos, do que os famosos casos scy fy das séries citadas, trabalhar com o desconhecido e sua aceitação para a época é a temática, com uma mistura de policiais e psicólogos crentes e descrentes, são fórmulas já bem exploradas em todas estas séries, o que não tira o brilho de MindHunters.  Ainda descrente e se eu citar que tem mais um ator de Fronteiras na série, Michael Cerveris, que é chefe da equipe e careca, igual ao ator Mitch Pileggi, também conhecido como o chefe do departamento X Walter Skinner, também coincidência? A VERDADE ESTÁ LA FORA >:)

Curiosidades: O personagem de Holden Ford é baseado no agente do FBI John E. Douglas, e Bill Tench é baseado no agente do FBI, Robert K. Ressler. A Dra. Wendy Carr é baseada na psicóloga Dra. Ann Wolbert Burgess, professora proeminente do Boston College, cujo trabalho se baseia no tratamento de sobreviventes de trauma de abuso sexual e no estudo do processo de pensamento de criminosos violentos. Os personagens assassinos foram modelados nos criminosos condenados e os cenários de prisões foram retirados de entrevistas reais.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Topo