Messiah da Netflix (Primeira Temporada) - NoSet
Review

Messiah da Netflix (Primeira Temporada)

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar de Messiah, uma série de TV americana de suspense criada por Michael Petroni . A primeira temporada consiste em dez episódios, que foram lançados na Netflix em 1 de janeiro de 2020. A série é estrelada por Mehdi Dehbi, Tomer Sisley, Michelle Monaghan, John Ortiz, Melinda Page Hamilton, Stefania LaVie Owen, Jane Adams, Sayyid El Alami, Fares Landoulsi e Wil Traval e fala da possível volta do Messias ao mundo, mas será um golpe político ou um verdadeiro profeta?

Sinopse: A série se concentra na reação do mundo moderno a um homem, que aparece pela primeira vez no Oriente Médio, alegando ser o retorno escatológico de ‘Isa (Jesus). Sua aparição repentina e aparentes milagres despertam um número crescente de seguidores internacionais, lançando dúvidas sobre quem ele realmente é, um caso investigado por um oficial da CIA.

Crítica: Não é nenhuma novidade séries em que abordam conflitos entre várias agências do mundo, que batem cabeça pelo poder e simplesmente ignoram se estão sob a mesma bandeira ou não. Assassinos, espiões, mercenários e inquisidores são usados, não importando os meios e sim o resultado, para conquistar a informação, essa sim, o verdadeiro “terceiro poder”.

Com essa premissa, o que difere Messiah de tudo que já vimos é a autenticidade ou não dos fatos apresentados pelo profeta, “milagres”criados ou não através de uma poderosa organização criminosa para desequilibrar o mundo ou através de um verdadeiro profeta, e esse jogo de dúvida e autenticidade dá o folego de toda a primeira temporada, sem dar certeza ao público do sofá, que tem que gostar de uma boa espionagem e viradas alucinantes para acompanhar a série. Os dramas apresentados pelos personagens são bem humanos e condizem com quem escolhe este tipo de vida política internacional, as relações familiares são bem mostradas, assim como a frieza no trabalho e a dificuldade de se relacionar com o mundo real, como simplesmente criar um filho ou ter um simples relacionamento profundo e a longo prazo.

Do elenco Mehdi Dehbi (Al-Massih) cumpre bem o papel do enigmático Messias, sabendo deixar até o público em dúvida sobre sua autenticidade ou quais são suas verdadeiras intenções de seus atos. O impressionante Tomer Sisley (Aviram Dahan) leva a série nas costas com uma caracterização de seu personagem violento, carismático, perverso, mas no fundo um sofrido pai de família e esposo. A sua autodestruição, conforme a série evolui, prova que o ator soube aproveitar cada capítulo para se tornar o principal personagem da trama. Michelle Monaghan (Agente da CIA, Eva Geller) tem aquele rosto muito comum de Hollywood, que você tem certeza que já viu em algum momento em séries e filmes, por isso se afeiçoa a ela. Monaghan tem um papel fundamental na série, porque trabalha muito bem o Girl Power, a responsabilidade da mulher no topo do poder, mas se desconstrói ao mostrar também, como isso afeta sua vida real fora da Agência, uma vida particular deixada em segundo plano, como aceitar a perda da mãe e a doença do Pai, e quanto se tem que abdicar para se tornar quem é no mundo da espionagem e das Agências.

Controvérsia: O trailer recebeu no Twitter recepções negativas de vários muçulmanos sunitas, devido a supostas semelhanças entre o personagem interpretado por Mehdi Dehbi, al-Masih e a concepção islâmica do Anticristo, Al-Masih ad-Dajjal. Um usuário alegou ter sido bloqueado pelas contas oficiais do Twitter do Messiah e Netflix por sugerir que o personagem era o Dajjal. Alguns usuários do Twitter consideraram isso uma indicação da incapacidade da Netflix de atender a um público que não fala inglês, em dezembro de 2019, foi anunciado em uma conferência de imprensa que a Royal Film Commission da Jordânia solicitou à Netflix que se abstivesse de transmitir o Messias no país devido ao assunto provocativo e ao controverso conteúdo religioso coberto pela série.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Topo