Marvel´s Luke Cage – Netflix (Primeira Temporada 2016): - NoSet
Review

Marvel´s Luke Cage – Netflix (Primeira Temporada 2016):

Salve Nosetmaníaco, eu sou o Marcelo Moura e falamos de mais uma parceria da Marvel e Netflix.

luke-2

Luke Cage da Marvel (2016):

Criação Cheo Hodari Coker, distribuição Netflix, elenco Mike Colter, Mahershala Ali, Frankie Faison, Simone Missick, Theo Rossi e Frank Whaley. Produção Marvel Television e ABC Studios, exibição Netflix.  Programas relacionados na Séries do UCM: Demolidor, Jessica Jones e Punho de Ferro. Mike Colter interpretará Luke Cage, um homem com super-força e pele impenetrável que agora luta contra o crime. O desenvolvimento da série começou em 2013 e em 2014, Colter foi escolhido como Cage, pra aparecer como personagem recorrente em Marvel’s Jessica Jones. Em março de 2015. Coker foi contratado como showrunner. As filmagens começaram em Nova York em setembro de 2015, com no total de 13 capítulos na primeira temporada. Todos os episódios estarão disponíveis em 30 de Setembro de 2016.

Sinopse: Quando um experimento sabotado o dá super-força e pele impenetrável, Luke Cage se torna um fugitivo tentando reconstruir sua vida no Harlem, em Nova York, e deve em breve enfrentar seu passado e lutar uma batalha pelo coração de sua cidade.

luke-3

Crítica: No mesmo estilo da série Jessica Jones, Luke Cage é um heróis que protege o subúrbio Nova Iorquino, assim como Demolidor e Justiceiro, onde os grandes heróis citados na série como Capitão América e Thor, não alcançam.  A série se situa na cronologia logo após Jessica Jones, onde Luke se esconde para encobrir os erros do passado, apesar disso não fica claro e tem uma pegada mais cercada nos problemas políticos, brigas de gangues e uma polícia corrupta. A série trabalha os problemas sociais dos menos favorecidos, mesmo que de pano de fundo, muito utilizado por séries com o mesmo contexto como Todo Mundo Odeio o Cris e filmes de Spike Lee, onde até Richard Prior entre outros atores são citados, Tarantino também não fica de fora. Com tanta informação, inclusive da origem do personagem e uma ótima piada com suas roupas originais da geração Black Power, a série é lenta em seu início, normal para quem está construindo um mito e seu primeiro arco já se encerra na metade da séria, uma decisão acertada para evitar, mesmo em uma série pequena de treze capítulos aquela chatice de capítulos sem nenhuma expressão. A participação da atriz brasileira Sofia Braga no elenco, não empolga, mas é legal vê-la atuando de novo. Outro ponto que gostei foi a aparição da personagem clássica Misty Knight (Simone Cook), um dos primeiros amores de Cage nas HQs.

cage-6

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo