Lovecraft Country: A Série - Primeira Impressão (2021) - NoSet
Review

Lovecraft Country: A Série – Primeira Impressão (2021)

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje falamos de mais uma série de terror da HBO, com produção de JJ Abrams, baseado no mestre do terror gótico que influenciou autores como Stephen King, H. P. Lovecraft.

Lovecraft Country é uma série de terror americana para a tv desenvolvido por Misha Green com base em um romance de mesmo nome lançado em 2016 por Matt Ruff. Estrelado por Jurnee Smollett e Jonathan Majors , estreou em 16 de agosto de 2020 na HBO. A série é produzida pela Monkeypaw Productions, Bad Robot Productions e Warner Bros. Television.

Lovecraft Country: Primeira Temporada.

Baseado em Lovecraft Country de Matt Ruff, desenvolvido por Misha Green, estrelando Jurnee Smollett, Jonathan Majors, Aunjanue Ellis, Courtney B. Vance, Wunmi Mosaku, Abbey Lee, Jamie Chung, Jada Harris e Michael K. Williams. Produtores executivos Misha Green, JJ Abrams, Jordan Peele, Yann Demange, David Knoller (piloto), Bill Carraro, Ben Stephenson e Daniel Sackheim, produtores Christina Varotsis e Dana Robin. Empresa produtora Afemme, Monkeypaw Productions, Bad Robot Productions e Warner Bros. Television, rede original HBO, lançamento original em 16 de agosto de 2020.

Sinopse: A série é sobre um jovem negro que viaja pelos segregados Estados Unidos da década de 1950 em busca de seu pai desaparecido, aprendendo sobre segredos obscuros que assolam uma cidade na qual o famoso escritor de terror HP Lovecraft supostamente baseou a localização de muitos de seus contos de ficção.

Lovecraft Country segue “Atticus Freeman quando ele se junta a sua amiga Letitia e seu tio George para embarcar em uma viagem pela América Jim Crow dos anos 1950 em busca de seu pai desaparecido. Isso dá início a uma luta para sobreviver e superar os terrores racistas dos brancos América e os terríveis monstros que poderiam ser arrancados de uma brochura de Lovecraft “.

Crítica: Lovecraft Country é uma incrível viagem fantasiosa sobre os preconceituosos anos 50 dos EUA, quase uma mistura do premiado filme Green Book: O Guia (2019) com a série American Horror Story (2011) e uma pitada de Stephen King (fã de Lovecraft assumido), com aquele dedo de sucesso do mega produtor de séries e filmes Abrams.

Não há como não dizer que a série não toca na ferida americana, repetida ao extremo nos cinemas, em séries e na vida cotidiana, da violência branca contra as etnias e classes menos favorecidas, e o pano de fundo do terror é apenas um acréscimo ao verdadeiro terror bem humano, aumentando a qualidade do roteiro desenvolvido brilhantemente por Misha Green, focado em um assunto infelizmente tão vivo 80 anos após.

O terror de H. P. Lovecraft ganhou força no nosso século, eu que sou fã e tenho alguns dos seus livros em casa, já tinha assistido ao morno filme Color Out of Space (A Cor que caiu do Espaço – 2019) do repetitivo Nicolas cage. Aqui na série, este terror Lovercraftiano parece mais bem estruturado como pano de fundo, mesmo que tenho um peso diferente a cada capítulo, traz um bom entretenimento para os fãs de séries de terror.

Curiosidades: Em 16 de maio de 2017, foi anunciado que a HBO havia dado um pedido de série para Lovecraft Country. Os produtores executivos incluem Misha Green, Jordan Peele, JJ Abrams e Ben Stephenson. Além disso, Green serve como showrunner da série e escreveu o episódio piloto. As produtoras envolvidas na série incluem Monkeypaw Productions, Bad Robot Productions e Warner Bros. Television. Foi relatado que Peele originalmente trouxe o projeto para a Bad Robot Productions e convocou Green para desenvolver o show. Em 5 de março de 2018, foi anunciado que Yann Demange iria dirigir e produzir executivo o episódio piloto.

A fotografia principal da série começou em 16 de julho de 2018 em Chicago, Illinois. As filmagens também ocorreram no Chicago Cinespace Film Studios em Elburn, Illinois e no White Pines State Park em Mount Morris, Illinois, nos Blackhall Studios em Atlanta, Georgia e Macon, Georgia.

Lovecraft Country estreou em 16 de agosto de 2020, na HBO e contém dez episódios em sua primeira temporada.

Na revisão agregador site Rotten Tomatoes , Lovecraft Country detém um índice de aprovação de 89% com base em 97 comentários, com uma classificação média de 8,68 / 10. O consenso dos críticos do site diz: “Ancorado pelas performances heróicas de Jurnee Smollett-Bell e Jonathan Majors, Lovecraft Country de Misha Green é uma abordagem emocionante da tradição Lovecraftiana que prova que os Deuses Anciões não são a única coisa que faz barulho no cosmos.” No Metacritic, a série tem uma pontuação média ponderada de 79 de 100, com base em 41 críticos, indicando “críticas geralmente favoráveis”.

Escrevendo para o The AV Club, Shannon Miller elogiou a capacidade do programa de equilibrar as visões políticas mais problemáticas de Lovecraft com “uma apreciação por [sua] visão incomparável”. Brian Tallerico do RogerEbert.com apontou para o uso de narrativa de gênero “para descascar camadas da história americana e revelar os problemas sistêmicos subjacentes”, ao mesmo tempo que descreveu como “maravilhosamente divertido”. Hugo Rifkind do The Times descreveu o show como “brutal e furioso”. Chicago Tribune’ s Michael Phillips, em referência a tentativas anteriores e menos bem-sucedidas de adaptação das obras de Lovecraft, disse que a série “teve sucesso onde outros não tiveram” e elogiou a série em seus temas, apesar de chamar os cinco episódios disponíveis para análise inicial de “desiguais”.

Mike Hale do The New York Times creditou o “trabalho impressionantemente perfeito … em empunhar as metáforas culturais” de Green como parte da força do show. Em uma crítica para o The Dispatch , Alec Dent elogiou o sucesso do show em “examinar o racismo no passado da América através de um gênero inesperado”, chamando-o de um bom lembrete de que “muitas vezes o verdadeiro mal assume uma aparência normal”. Em uma revisão mais crítica, Daniel D ‘Addario of Varietyescreveu que “a violência do horror de Lovecraft é tão extrema […] que mesmo os impulsos mais malignos da humanidade parecem um contrapeso inadequado”.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Topo