Born Strong: Documentário destaca a luta para ser o homem mais forte do mundo. - NoSet
Documentário

Born Strong: Documentário destaca a luta para ser o homem mais forte do mundo.

Post com audiodescrição!

A Netflix disponibilizou esse documentário que aborda não só os bastidores do campeonato criado e dirigido por Arnold Schwarzenegger, o Arnold Strongman Classic. Na verdade, Born Strong aborda as dificuldades e a trilha traçada por cada um dos competidores do torneio que definirá quem é o homem mais forte do mundo.

Ver homens com mais de 180 quilos, capazes de levantar pesos de mais de 400 quilos, é impressionante, porém não temos a menor ideia dos percalços para que alguém chegue a esse patamar. Mais do que isso, Born Strong evidencia as dificuldades dos competidores e o esforço de seus familiares, já que ninguém chega a esse nível sozinho.

Arnold Schwarzenegger.

O ator, ex-político e oito vezes Mister Olympia fala sobre alguns dos competidores e traça paralelos com sua própria carreira como fisiculturista. Por ser alguém que viveu também no meio, Arnold enxerga com perfeição os acertos, erros e cada barreira que esses gigantes precisam transpor.

Mais do que um comentarista ou narrador, Arnold faz o papel de um analista e admirador desses homens que se entregam quase em tempo integral para alcançar seus sonhos.

Luta diária.

Ao se deparar com um cara de 2,10m e 190 quilos é impossível não se impressionar. Gigantes entre nós, eles são muralhas que intimidam e servem de inspiração para outros que também buscam chegar ao nível de excelência deles. Contudo, há muito mais do que as aparências podem revelar.

Para se tornar um Strongman é vital ter foco. É preciso saber que o tempo com sua família será pouco, que as diversões darão lugar aos treinos e, acima de tudo, ter a consciência que sua atividade pode decretar a sua morte. Afinal, forçar o corpo a limites inimagináveis para nós, pessoas comuns, pode também significar a aproximação de um ponto onde a estrutura física não mais suporte.

Os competidores do Arnold Strongman Classic treinam para alcançar o ápice daquilo que o ser humano pode fazer. Alguns deles pagam um alto preço e vivem em uma rotina muitas vezes solitária, mas certamente são exemplos de determinação e vontade.

Modalidades.

Após algumas particularidades dos principais competidores, incluindo Hafthór Júlíus Björnsson (o Montanha de Game of Thrones), Eddie Hall (recordista mundial de levantamento terra), Brian Shaw (o arqui-inimigo de Z) e Zydrunas Savickas (sete vezes campeão do Arnold Strongman, popularmente conhecido por Z), chega a hora da competição. Para quem não conhece o evento, a primeira ideia é a de que basta levantar o maior peso e ganhar o cinturão de homem mais forte do mundo. Só que as coisas não são tão simples…

A primeira modalidade é a de levantamento de peso terra, onde o menor peso levantado é de 317 quilos. Nesse documentário vocês verão o esforço para a quebra do recorde mundial de Eddie Hall, a Besta.

A segunda é chamada de Austrian Oak ou Carvalho Austríaco e requer muita força e concentração.

Na terceira modalidade temos o arremesso de peso, onde o Strongman deverá levantar em uma mão e permanecer por alguns segundos com 136 quilos.

Depois chega uma modalidade que abusa na quantidade de peso. Em trinta segundos o competidor deverá levar por 4 metros o peso inacreditável de 700 quilos. Esse é o Fardo de Carregar.

A última competição é mais leve que a anterior, porém acrescenta um obstáculo: uma subida. São 500 quilos que o levantador terá que transportar no menor tempo possível. Sem paradas, sem descanso.

Ao assistirem esse documentário, vocês descobrirão quem foi o campeão dessa edição do Arnold Strongman Classic Ohio. Isso, porém, não é um resultado definitivo. Os demais competidores não irão ficar cabisbaixos e interromper suas trajetórias. Tal qual armas disparadas, eles só pararão ao encontrar o alvo… ou outro obstáculo de igual ou maior poder. Esse é o mundo dos Homens Fortes. Fortes física e mentalmente, cientes de seus limites e dispostos a superá-los.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo