Cobra Kai: A Volta do Karate Kid (2ª Temporada) - NoSet
Review

Cobra Kai: A Volta do Karate Kid (2ª Temporada)

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e após falarmos aqui no Noset sobre a franquia do Karate Kid, é hora de falarmos sobre a série que segue o clássico.

Cobra Kai (Websérie): Criadores Josh Heald, Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg, baseado em The Karate Kid, de Robert Mark Kamen, produtores Katrin L. Goodson e Bob Wilson, produtores executivos Ralph Macchio, William Zabka, Will Smith, James Lassiter, Caleeb Pinkett, Susan Ekins, Josh Heald, Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg. Elenco Ralph Macchio, William Zabka, Courtney Henggeler, Xolo Maridueña, Tanner Buchanan, Mary Mouser, Jacob Bertrand, Gianni Decenzo, Martin Kove e Thomas Ian Griffith. empresas de produção Hurwitz & Schlossberg Productions, Overbrook Entertainment, Heald Productions e Sony Pictures Television, emissora de televisão original YouTube Premium.

Cobra Kai é uma websérie americana de comédia dramática, baseada no primeiro filme da trilogia Karate Kid, criada por Robert Mark Kamen, que estreou em 2 de maio de 2018 no YouTube Premium. A série foi criada por Jon Hurwitz, Hayden Schlossberg, e Josh Heald e é estrelado por Ralph Macchio e William Zabka, que reprisam seus papéis dos filmes. Em 10 de maio de 2018, foi anunciado que a série foi renovada para uma segunda temporada e vai estrear em 2019.

Sinopse: Cobra Kai acontece 34 anos depois do filme original e segue um Johnny Lawrence fracassado, que busca redenção, ao reabrir o infame dojo Cobra Kai, reacendendo a sua rivalidade com o agora bem-sucedido Daniel LaRusso, que tem lutado para manter o equilíbrio em sua vida sem a orientação de seu mentor, sr. Miyagi. Dois homens que direcionam os traumas do passado e as frustrações do presente na única maneira que eles sabem como resolver: através do karatê.

Paralelamente ao conflito dos dois, estão as histórias dos alunos de Lawrence e LaRusso. Por exemplo, há os alunos do Cobra Kai: um grupo de adolescentes marginalizados que encontram uma camaradagem e autoconfiança sob a tutela de Johnny, mas levando longe demais a filosofia agressiva de seu mentor, à medida que eles começam a se degenerar na notória brutalidade da época do antigo sensei Kreese, ao que Johnny tenta combater as tendências do passado enquanto ajuda seu vizinho Miguel, um garoto pobre e tímido que sofre bullying pelo vilão Kyler e seu grupo de valentões e aprende a se defender através das aulas de Johnny, que sabe como funciona o bullying e quer ajudar Miguel e outros a combater seus agressores, enquanto Miguel vê em Johnny a figura paterna que nunca teve. Em contraste, o filho distante de Johnny, Robby Keene, está sob o domínio de Daniel, que demonstra uma influência positiva para o menino quando ele começa a buscar a redenção enquanto aprende as filosofias do Sr. Miyagi. Enquanto isso, a filha de Daniel, Samantha, pertence a um grupo de patricinhas interesseiras e é namorada de Kyler, sendo uma das mais populares do colégio, mas se mostra uma garota simples e bondosa e é pega no meio desses conflitos enquanto aprende quem são seus verdadeiros amigos e um caminho melhor para seguir.

Crítica: Karate Kid: A Hora da Verdade (1984) foi, se não me engano, a primeira vez que vi o assunto de Bullying (que não era esse nome na época), ser levado tão a sério nos cinemas, tendo causa e conseqüências dramáticas, assim como seu reboot Karatê Kid (2010), o filme tinha uma mensagem clara quanto a violência juvenil. Eu que acostumado com filmes comédias pastelão americanizada sobre o assunto, como o clássico Te Pego lá Fora (1987), fiquei assombrado ao ver as cenas violentas para época em um filme adolescente e gritei muito na cena final ao ver Daniel se recuperar de uma lesão e voltar ao tatami para a batalha final, era quase um Van Damme e seu Grande Dragão Branco juvenil.

Ao ver a primeira e segunda temporada de Cobra Kai, todo esse saudosismo dos anos 80 voltou, ligados a uma época de ouro do cinema, onde não existiam tantos super heróis de capa e Daniel e Miyagi eram nossos heróis que lutavam a cada filme, comprometidos com a verdade e a justiça, contra os vilões tão normais quanto eu e você. Não posso deixar de citar que o reboot do filme teve o ótimo Jackie Chan representando tudo que Pat Morita criou com seu personagem.

A série, aqui produzida pelo Will Smith (que produziu o reb0ot com seu filho Jadem Smith) e pelo Karate Kid original, Ralph Macchio, tenta trazer aquele universo simples e direto, para os anos 2000, com a tecnologia e as dificuldades financeiras de se manter aberto uma micro empresa ou as diferenças sociais, mas apesar desta diferença, tudo é claro, assim como na série original, preto no branco, não existe atalho para o bem.

Como referência de uma época, o Sr Miyagi  (Pat Morita) é citado pelo menos três vezes a cada capítulo e sua foto aparece uma vez sempre referência do homem que Daniel gostaria de ser. Se você é um saudosista como eu ou gosta de relembrar uma época clássica do cinema, então Kobra Kai é uma boa pedida.

Curiosidades: Um desenho animado foi criado em 1989 para seguir os passos do karatê Kid.

The Karate Kid: A Animação  (série de TV): Baseado em Karate Kid de Robert Mark Kamen, dirigido por Larry Houston, dublagem Joey Dedio, Robert Ito e Janice Kawaye, produtor executivo Haim Saban e  Andy Heyward, produtor Larry Houston, empresa de produção DIC Animação Cidade, Saban Entretenimento e Columbia Pictures Televisão, distribuidor Columbia Pictures Television.

O Karate Kid é uma série animada de 1989 que estreou na programação da NBC namanhã de sábado. O programa foi originalmente planejado para distribuição diária para o outono de 1988, com 65 episódios, antes de, eventualmente, estabelecer em apenas de 13 episódios para as manhãs de sábado da NBC em 1989.

O programa mantém o aprendiz Daniel LaRusso (dublado aqui por Joey Dedio) e seu mentor Sr. Miyagi (dublado aqui por Robert Ito ), mas abandona o motivo do torneio de karatê para um cenário de aventura / missão. Um santuário em miniatura com poderes mágicos é retirado de seu local de descanso em Okinawa , e cabe a Miyagi e Daniel recuperá-lo. Juntamente com a garota de Okinawa, Taki Tamurai (dublada aqui por Janice Kawaye ), os karatekas pesquisam o mundo e, naturalmente, encontram várias oportunidades para combater os problemas.

Os episódios geralmente seguem uma fórmula semelhante: Miyagi obtém uma pista sobre a localização do santuário em algum canto exótico do mundo. Daniel e Taki fazem o acompanhamento e, no processo, encontram alguns vilões que obtiveram ou estão buscando obter o santuário para seus próprios propósitos malignos. Depois de envolver e derrotar os vilões, Daniel chega perto de recuperar o santuário, apenas para que ele escape de suas garras por acaso (por exemplo, se afastando depois de ser amarrado a um monte de balões ou ser arrastado para o oceano), garantindo assim que a pesquisa continue no próximo episódio.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

 

Topo