American Horror Story: Hotel (5a temporada) - NoSet
Review

American Horror Story: Hotel (5a temporada)

Salve Nosetmaniacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje falamos da quinta temporada de AHS: Hotel e eu sonolentamente recomendo.

American Horror Story: Hotel
American Horror Story: Hotel é a quinta temporada da série de televisão American Horror Story da FX. Estreou em 7 de outubro de 2015. A série foi renovada em Outubro de 2014, com o subtítulo Hotel sendo anunciado em fevereiro de 2015. Hotel marca a primeira temporada que não dispõe da presença da veterana atriz Jessica Lange. Voltando ao elenco de temporadas anteriores da série incluem: Evan Peters, Sarah Paulson, Denis O’Hare, Lily Rabe, Kathy Bates, Angela Bassett, Chloë Sevigny, Finn Wittrock, Wes Bentley, Mare Winningham, Matt Bomer, John Carroll Lynch e Anthony Ruivivar, juntamente com os novos membros do elenco: Lady Gaga, Cheyenne Jackson e Max Greenfield. Rompendo com o formato antológico de Freak Show, a temporada está interligada à primeira temporada, denominada Murder House, aparecendo como recorrentes os personagens Dr. Charles Montgomery (Matt Ross), proprietário original da casa, a corretora de imóveis Marcy (Christine Estabrook), a medium Billie Dean Howard (Paulson) e a bruxa de Coven, Queenie (Gabourey Sidibe). O enredo gira em torno do enigmático Hotel Cortez em Los Angeles, Califórnia, que chama a atenção de um detetive de homicídios (Bentley). O Cortez é o anfitrião do estranho e do bizarro, liderada pela sua proprietária, a Condessa (Lady Gaga), que é uma vampira fashion. Esta temporada apresenta duas ameaças de morte sob a forma do Assassino dos Dez Mandamentos, um serial killer que justifica suas ações, de acordo com os ensinamentos bíblicos; e O Demônio do Vicio, que percorre o hotel, armado com um vibrador em forma de broca. De acordo com os criadores Brad Falchuk e Ryan Murphy, tematicamente Hotel é muito mais sombria que as temporadas anteriores. A inspiração veio de antigos filmes de terror ambientados em hoteis e de hoteis reais situados no centro de Los Angeles com uma reputação de eventos sinistros, incluindo o The Cecil. O ciclo também marca um retorno das filmagens em Los Angeles, onde as duas primeiras temporadas foram gravadas. Hotel dispõe de um dos maiores sets da história da série, com o desenhista de produção Mark Worthington construindo dois ambientes em estúdio, incluindo um elevador e uma escadaria. A partir de julho de 2015, a FX lançou uma campanha de marketing para a série, com a maioria dos trailers e teasers divulgando o envolvimento de Gaga.

Sinopse: A série centra-se no hotel de Los Angeles conhecido como “Hotel Cortez”, que foi comprado pelo estilista Will Drake (Cheyenne Jackson). O hotel é amaldiçoado, cheio de demônios e fantasmas misteriosos, incluindo o seu fundador James Patrick March (Evan Peters), a viciada em heroína Sally (Sarah Paulson), além da vampira de 115 anos de idade, Elizabeth, conhecida como “A Condessa” (Lady Gaga) e seu amante, o ex viciado em drogas Donovan (Matt Bomer). Os funcionários do hotel incluem a mãe de Donovan, Iris (Kathy Bates) e o barman conhecido como Liz Taylor (Denis O’Hare), que ajudam a Condessa a se alimentar do sangue dos infelizes visitantes do hotel, e a camareira Miss Evers (Mare Winningham).

Crítica: AHS Hotel começou muito bem, depois de duas temporadas muito inferiores, com um roteiro agressivo, violento, sanguinário, assustador e com Lady Gaga nitidamente homenageando Catherine Deneuve no clássico Fome de Viver (1983). A série prometia retornar ao terror antológico das memoriais primeira e segunda temporada em que fez muito sucesso, principalmente a Muder House, e até a metade de Hotel isso foi muito bem descirto e apresentado com fantasmas, vampiros, serial killers e etc. Me lembro até agora daquela cena do rapaz que é enterrado dentro do colchão, me dá calafrios até agora. Só que infelizmente o excesso de personagens e um roteiro truncado tentando unir vários pontos das histórias dos personagens e outras temporadas tornou a série lenta e confusa de se acompanhar. Personagens encantadores, fortes e aterradores se tornaram em seres humanos , frágeis, delicados e menos assustadores. A série de terror de sua metade para o final virou um grande drama e perdeu o que mais encantava, o glamour dos personagens sombrios e góticos que passaram a ser apenas almas humanas atormentadas. Com a saída da fantástica Jessica Lange, Lady Gaga não tem perfil para uma atriz principal, por mais carisma que tenha e é uma pena que o papel da ótima atriz Sarah Paulson seja extremamente ruim, quase imperceptível e inútil sua participação no contexto de Hotel, Evan Peters não convence como um vilão passando mais como um bobalhão dono do hotel e somente Dennis O´Hare parece aproveitar a oportunidade e realmente realizar um trabalho expressivo e elogiavel. A sexta temporada já está garantida e agora é esperar que pelo menos estejamos voltando ao bom nível da série.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo