Rede Vida: Pela Vida! - NoSet
Podcast

Rede Vida: Pela Vida!

Muitas pessoas, por comodismo ou mesmo por desconhecimento, acabam assistindo sempre a mesma programação na televisão aberta. Se levarmos em conta que 60% dos assinantes de tv a cabo também preferem os canais abertos, temos uma dimensão da importância desse segmento para o setor de comunicações no Brasil.

ebf11a2183053839c3f0926d4961fc70

Foto: Reprodução Rede Vida

Globo, SBT, Record, Band e Rede TV!, nessa ordem, ocupam as primeiras posições no painel nacional de televisão, o PNT, porém vários outros canais tem conquistado à audiência do telespectador, exemplo disso é a TV Gazeta, a Rede Aparecida, sendo que a última vem crescendo de forma rápida e constante em seus números ao passo em que investe pesado em entretenimento de qualidade, filmes, séries e programas jornalísticos.

Outra emissora que se destaca entre as de sinal aberto é a Rede Vida de Televisão, emissora de propriedade do INBRAC (Instituto Brasileiro de Comunicação Cristã), e que atinge 1.500 municípios e um público potencial de 140 milhões de pessoas.

O canal completou 21 anos, foi a primeira emissora católica do país, está presente nas 26 capitais e no Distrito Federal. É a segunda emissora no ranking de digitalizações, tendo mais de 300 cidades operando o sinal digital. Exibi 780 programas mensais inéditos. Esta no ar 24 horas por dia.

Além da maior cobertura do cenário católico, a Rede Vida se destaca pela transmissão do Rodeio de Barretos, o Programa Família Sertaneja com o Padre Alessandro Campos, os campeonatos de futebol das séries de acesso, e o programa Vida Melhor, que vai ao ar todos os dias.

Neste ano a emissora lançou a campanha “Rede Vida, pela vida!”, lembrando que a missão da emissora é levar, todos os dias, mensagens de fé, lições de amor e solidariedade, acolhimento e paz às famílias brasileiras.

A campanha lembra que o apoio dos telespectadores contribui para mantermos o compromisso de levar o anúncio do Evangelho a milhões de pessoas.

Por Patrick Canterville

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo