Como Jimmy McGill está destruindo Better Call Saul - NoSet
Opinião

Como Jimmy McGill está destruindo Better Call Saul

Existe algo especial em Jimmy McGill, interpretado por Bob Odenkirk, que me fascina. Ele não é um anti-herói e muito menos um vilão. Jimmy é um workaholic.

Ele não vai parar de trabalhar até conseguir o que precisa. E mais: ele gosta do processo, ele é viciado nisso, é seu talento, é quem ele é.

Tempos atrás, li em algum lugar que temos uma tendencia de apreciar pessoas que se esforçam no trabalho. Não lembro as fontes cientificas e muito menos o porquê de gostarmos de pessoas viciadas em trabalho, você vai ter que simplesmente acreditar em mim. Mas eu acredito que boa parte do carisma que retemos de Jimmy venha daí.

Ele se esforça e no final não acaba importando muito o que fez para atingir o que queria. Isso se torna fascinante a partir do momento que Better Call Saul deixa claro que estamos vendo um trem prestes a descarrilhar.

E abusando da metáfora, conhecemos um Jimmy que quer se manter nos trilhos, aquela velha perseguição de Michael Corleone pela legalidade, a preocupação de Jax Teller de não se tornar um monstro. Mas isso é maior que eles. Foi maior com Michael Corleone, como também foi para Jax Teller e por mais que Jimmy queira deixar a vida de golpes e easy money de lado para se ver reconhecido por Kim e pela empresa do irmão, a HHM, Saul Goodman se torna mais presente a cada episódio.

Jimmy está se autodestruindo, pulando cercas de uma moralidade que interessa cada vez menos à ele. O importante é conseguir o que precisa. A terceira temporada é sobre essa jornada de distanciamento de Jimmy do que ele considera ser o limite, até o momento que Chuck, em um diálogo fascinante dessa season finale diz:

“Você destrói tudo e todos a sua volta, Jimmy”

E é verdade. Ele destrói e depois tenta consertar fazendo algo que provavelmente vai piorar tudo.

Jimmy está prestes a descarrilhar. Ele está prestes a morrer. Mas ele não para. E ter assistido Breaking Bad e saber exatamente no que isso vai dar, deixa tudo mais interessante.

Afinal, eu sei que Jimmy vai se render à Saul Goodman. Eu sei que vai acontecer. E dói ver Kim, Chuck e até mesmo Howard cada vez mais perto de serem obliterados por esse tornado que é a vida e as escolhas do McGill caçula.

É como se ele tivesse nascido para se tornar Saul Goodman alguma hora. É como se Jimmy não fosse realmente ele ainda.

É triste e fascinante.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo