Conhecendo a Paramount Studios Tour em Hollywood - NoSet
NoSeTour

Conhecendo a Paramount Studios Tour em Hollywood

Este é o último (ufa!) de 4 posts onde eu comento sobre o que conhecer nas visitas aos estúdios de Hollywood em Los Angeles. O assunto do dia é a Paramount, estúdio responsável por grandes títulos do cinema mundial. O filme “Crepúsculo dos Deuses” foi inteiramente filmado aqui. A Paramount está localizada bem no centro de Los Angeles, na Melrose Av. em West Hollywood, portanto de fácil acesso. Em alguns pontos do tour é possível ver o famoso letreiro de Hollywood! Possui um estacionamento privativo ao lado (pago, obviamente) e próximo a vários outros pontos turísticos para você montar um roteiro legal para o restante do dia. Assim como nos demais estúdios, o tour normal dura aproximadamente 2 horas (existe um tour VIP, que custa 3x mais, mas você passa o dia inteiro lá dentro e até almoça no restaurante junto com os artistas, mas não tive “tempo” pra isso). Atualmente o tour custa cerca de U$ 55 dólares, e  não faz parte de nenhum programa tipo Go Card. Mas o tour é uma aula de cinema, além de você saber que realmente esteve no cenário de vários filmes memoráveis. Eles provam isso! Vou contar abaixo.

IMG_5934

IMG_4880O passeio na Paramount é a mais organizada no quesito estrutura. Você chega na área de check-in, apresenta seu ticket (é bom comprar com antecedência pelo site, pois costumam se esgotar rápido dependendo do dia) e recebe um crachá personalizado, legal pra guardar de lembrança depois. Também recebe equipamento de áudio para ouvir melhor tudo o que o guia vai falar durante o passeio. Além disso, durante todo o passeio o guia vai mostrando em um tablet fotos e cenas de filmes e artistas que estiveram nos locais aonde estamos visitando. Se a Warner é o tour mais emocionante e com mais coisas para ver e tirar foto, sem dúvida aqui é o tour mais preparado para receber os turistas. Após o procedimento de registro, vamos para uma salinha de espera. Lá existe um telão enorme onde ficam passando trechos de filmes do estúdio, no centro alguns objetos, bustos e materiais de filmes e, ao fundo, bem protegido por uma parede de vidro, Oscar’s em exposição, como “O Poderoso Chefão”, “Gladiador” e “Bonequinha de Luxo”. Quando o grupo é chamado, ouvimos todas as instruções do guia, entramos no carrinho de golf e seguimos para o passeio.

Aqui cada galpão é chamado de Stage e possui um número enorme pintado na fachada, além de uma plaquinha ao lado da porta com os filmes que foram rodados lá dentro. Como já foi dito em todos os outros posts, os procedimentos são os mesmos. Se algum filme ou série estiver em produção, você é desviado do local sem dó nem piedade. No dia que fui, duas séries estavam em gravação, portanto passamos longe do local. É meio frustante, até porque o guia te fala todo empolgado que tal série está naquele momento sendo filmada, com tais artistas, mas aí avisa que você não pode chegar nem perto. Mas você pode dar a sorte de algum deles estar atravessando a rua ou entrando/saindo de algum local de gravação. No meu turno, enquanto uma parte do grupo estava perto do guia prestando atenção nas curiosidades durante uma das paradas (eu estava com esse grupo), outra parte ficou um pouco para trás tirando fotos e um dos atores de Breaking Bad passou por eles.

IMG_5951Você passeia por cenários e fachadas, vê os galpões do lado de fora, pode entrar em um estúdio preparado para visitação, passa por praças, jardins, escritórios (passei em frente ao escritório usado por Alfred Hitchcock) e demais ambientes de trabalho e gravação, e termina na lojinha. Um momento muito legal é passar pelo famoso portão dos arcos, Melrose Gate. Esse portão era usado como entrada dos artistas antigamente, mas como a rua ficava muito tumultuada de fãs e fotógrafos, mudaram a entrada principal para outro local. Dizem que segurar no portão dá sorte. Na dúvida, segurei na ida e na volta.

Durante o tour passamos por um cenário fixo de nova York, com direito a estação de metrô. Você não diz nunca que aquilo é só um cenário, muito impressionante o nível de realismo. Existe um anfiteatro muito bonito, utilizado para eventos, exposições e também, como quase tudo no estúdio, como cenário para filmes. Dentro deste espaço também existe uma sala de cinema muito moderna e confortável, onde são exibidas as pré-estreias para atores e executivos. Visitei o estúdio do programa Dr. Phil, tipo um “bem-estar” de lá. Não podia tirar foto, claro.

Em um determinado momento, o carrinho parou em um estacionamento próximo à caixa d’água e pensei que era para a gente poder tirar a foto de um ângulo legal. Mas o guia explicou que nós estávamos em uma área chamada “Tank B”. Bom, tanque = água, né?  Então nos explicaram que, em um impressionante aproveitamento de espaço, o estacionamento é inundado quando precisam fazer cenas de tsunami, naufrágio ou outras situações no mar. E o telão na frente simula paisagens ou é utilizado para inserir imagens de fundo. Uma cena de Benjamin Button gravada neste local foi mostrada no tablet, mas vários outros filmes também foram gravados aqui, inclusive de outros estúdios. Já comentei que os estúdios alugam espaço para os “concorrentes”, e algo muito comum por la.

Outra parte muito legal é o pátio do estúdio. Lá está o escritório da antiga chefona do estúdio, Lucile Ball, e uma praça bem conhecida. Neste local foi filmado uma das cenas icônicas do cinema, do filme Forrest Gump. E o banco original está lá. Existem alguns bancos que também foram utilizados para gravação espalhados pelos EUA, sempre nos restaurantes da franquia Bubba Gump, mas esse aqui é o principal, e encontra-se até hoje exatamente no mesmo local de uma das tomadas. 

“Coisas para foto”: o último galpão está reservado para isso. É um depósito onde os diretores e produtores doam ou descartam material utilizado nos filmes. Você tem direito a uns 15 minutinhos para observar os objetos e tirar fotos. Os destaques são o caminhão Optimus Prime e o Bumblebee, em escala real, além de alguns objetos do último filme de Star Trek.

Depois que o tour terminar, já que você está em Hollywood, que tal ir até a calçada da fama? Fica bem pertinho. Dá pra ir até de metrô. A calçada em si é o que você vê nas fotos e reportagens: estrelas no chão com nome de personalidades do mundo do cinema, tv e música. Mas é aqui onde você diz com certeza que esteve em Hollywood! Aproveite e passe em frente ao Teatro Chinês, onde na fachada existem as marcas de mãos e pés de famosos, e foi o cinema aonde em 25 de maio de 1977 estreou o filme Star Wars (este cinema deveria ser tombado como patrimônio histórico da humanidade por este motivo). Bem pertinho está o Dolby Theatre, atual palco de entrega do Oscar. Você pode fazer uma visita guiada no teatro e, caso não foi na Warner, olhar um Oscar de pertinho (só não pode segurá-lo). E é um passeio baratinho, para os padrões americanos: 30 min – U$15,00. Ao lado do Dolby está uma praça/shopping chamada Hollywood & Highland. Suba no terceiro andar e aprecie (só) um pouco mais de perto o famoso letreiro. Bem em frente está o cinema El Captain, local de pré-estreias dos filmes da Disney, além de outros locais muito legais para visitar, como o museu de cera Madame Tusseaud, o Hollywood Museum, que possui o maior acervo do mundo sobre Marylin Monroe, e o famoso  Hotel Roosevelt.

E aqui termina nossa série especial. Em nenhum momento nosso intuito foi “querer aparecer”. Pelo contrário, que sirva de incentivo, sugestões de onde realmente vale a pena gastar/investir seu suado dinheirinho e informações sobre o que de legal você vai encontrar em Los Angeles – Califórnia. Nosso foco foi o cinema, mas a cidade e seus arredores tem muita coisa legal pra visitar. É perfeitamente possível e, se planejando com antecedência, pode ficar até mais barato do que uma viagem pelo Brasil. Se você passar por algum destes locais, nos diga como foi sua experiência. Se organize, se prepare, se arrume e boa viagem!

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo