Saint Seiya: Saintia Sho – A Versão Feminina dos Cavaleiros do Zodíaco. - NoSet
Anime

Saint Seiya: Saintia Sho – A Versão Feminina dos Cavaleiros do Zodíaco.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar de mais uma tentativa de fazer sucesso com a franquia dos Cavaleiros do Zodíaco, agora com uma versão feminina.

Sainto Seiya: Saintia Shō (2013)

Saint Seiya: Saintia Sho é um mangá escrito e ilustrado por Chimaki Kuori, publicado pela editora Akita Shoten na revista Champion Red. O mangá é um spin-off da série clássica Saint Seiya de autoria de Masami Kurumada. Chimaki Kuori é conhecida pelo seu trabalho na adaptação em anime do mangá Gundam Wing. Saintia Sho começou a ser serializado substituindo o Episode.G que chegou ao seu final na revista Champion Red e uma adaptação em anime foi anunciada pela Toei Animation para 2013. A animação foi produzida pelo estúdio Gonzo, sob supervisão da Toei.

Sinopse: A série apresenta uma nova classe de guerreiras de Athena, conhecidas como Saintia, diferentes das guerreiras que apareciam no trabalho de Kurumada, chamadas de Amazonas, no original. As Saintia são a Guarda pessoal de proteção à Athena, e só são vistas protegendo-a, por isso são consideradas lendas para os outros Cavaleiros. A história de Saintia Sho acontece em paralelo com a trama dos cavaleiros de bronze/ouro. Ou seja, Seiya continua como o cavaleiro de Pégaso ao lado de seus companheiros, os Cavaleiros de Ouro continuam guardando suas casas no santuário e toda essa parte das histórias clássicas continua sem alteração. A ideia não é substituir os cavaleiros clássicos ou a história que já existe, mas sim mostrar uma trama paralela a história principal. Saint Seiya: Saintia Shō apresenta alguns lugares e personagens em comum com Saint Seiya: Next Dimension (sequência do mangá clássico de Saint Seiya). Deixando indícios de ligação nos mangás. Shoko é a protagonista da série, é capaz de controlar e canalizar seu cosmo. Kyoko, irmã mais velha de Sho, era Saintia de Cavalo antes de passar a Armadura para sua irmã. Katya utiliza a Armadura de Bronze da Coroa do Norte. Depois de ter sido envenenada por Eris no passado, ela começou a trabalhar diretamente com o Mestre do Santuário contra os desejos de Saori. Eris é a deusa maligna da discórdia, inimiga mortal de Athena desde as eras mitológicas. Nessa era, escolheu o corpo de Kyoko para sua reencarnação. Mayura de Pavão é a Amazona de Prata de Pavão, ferida durante a revolta no santuário de Athena, treze anos antes e confinada a uma cadeira de rodas. Ela concorda em treinar Sho para se tornar uma Saintia e ajuda as Saintias em vários momentos da história. O mangá Saint Seiya: Saintia Shō teve uma prévia publicada na Champion Red em 19 de julho de 2013, posteriormente começou a ser serializado a partir do primeiro capítulo em 19 de agosto de 2013, e segue em publicação mensal pela revista, tendo seu primeiro volume tankobon publicado em 6 de dezembro de 2013. No Brasil, é licenciado pela editora JBC e teve sua publicação iniciada em 2016.

Crítica: Interessante spin off dos Cavaleiros do Zodíaco, optando nesta versão pelo mundo feminino aos invés do masculino, mantendo  assim intacto tudo aquelo que aprendemos a gostar, sem nada demais por serem mulheres, como muitos podem pensar. O estilo do traço é igual e gostei muito do pouco que vi, tem menos sequências de suspense antes de uma batalha, coisa que cansava demais na clássica saga, mas mesmo assim infelizmente possui os mesmo defeitos de tantas outras adaptações e spin offs do mesmo universo, não traz nada de novo, com a mesma fórmula de bem contra mal, onde o assistente do vilão é um cara do bem que foi convertido ao mal e o herói tem que provar seu valor e superar seus medos e desconfiança de todos e por aí vai. A adaptação temporal é muito bem feita e não afeta em anda a história principal que já cansamos de ver, muito pelo contrário, dá um tom de como a saga dos Cavaleiros do Zodíaco afetaram tudo que estava em volta. Se você é fã, vale a pena conferir, pois é superior a outras bombas como as Sagas de Asgard ou mesmo Poseidon.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo