O Livro de Jô: Uma autobiografia desautorizada de Jô Soares - NoSet
Livros & HQs

O Livro de Jô: Uma autobiografia desautorizada de Jô Soares


Depois do golpe de 1964, enfrentávamos não só a perseguição política implacável, mas também um triunfo provisório do falso moralismo, da mesquinhez provinciana, do ressentimento da classe média contra as mudanças de costumes.


Volume 1
Ano:
2017 / Páginas: 528

Idioma: português
Editora: Companhia das Letras

Prestes a completar oitenta anos e com verve mais afiada do que nunca, Jô Soares compartilha sua trajetória de astro midiático num livro de memórias escrito para fazer rir, chorar e, sobretudo, não esquecer.

O primeiro volume resgata fatos, lugares e pessoas marcantes da juventude de Jô e reconstitui seus primeiros passos no mundo dos espetáculos, nas décadas de 1950 e 1960. Entre a infância dourada no Copacabana Palace e a dura conquista do estrelato, acompanhamos o autor do nascimento aos trinta anos. Os antecedentes familiares, a meninice privilegiada nos palácios da elite carioca, a mudança para um internato na Suíça, os marcos da formação cultural do futuro showman na adolescência, a paixão pelo jazz, a estreia modesta em pontas no cinema e na televisão, o primeiro casamento e, finalmente, a conquista do sucesso numa São Paulo fervilhante: tudo que você sempre quis saber sobre Jô, ele mesmo conta, com o talento narrativo do romancista de O Xangô de Baker Street e O homem que matou Getúlio Vargas.

O Livro de Jô conta em grande parte a trajetória de Jô Soares, desde uma infância cheia de privilégios no Rio de Janeiro e no exterior, até o inicio de sua carreira artística. A obra contém encontros de Jô com grandes personalidades, sempre no meio de uma efervescência cultural.

O Livro de Jô, Volume 2. Foto: Paulo Vitale

Jô Soares fala com carinho de seus pais e de todos aqueles que contribuíram para a sua formação. Muitos nomes são citados, e há fatos históricos, que fica um pouco difícil para o leitor assimilar tantos e até mesmo imaginar tantas mudanças na vida do apresentador.

A edição está impecável, acompanhada com fotos que ajudam a entender a história, além disso, o livro é muito bem escrito, uma leitura surpreendente para quem tem pelo menos uma mínima admiração por Jô Soares, a escrita é fluida e alguns momentos divertida. Sem dúvidas é uma excelente obra para rememorar aqueles momentos em que passávamos na frente da TV só esperando pelo Beijo do Gordo!.

Recomendo muito a leitura de O Livro de Jô e não se deixe de intimidar pelo numero de páginas. Tem uma boa história de um apresentador que conquistou muitas pessoas.

NOTA: 

COMPRE: AMAZON

JOSÉ EUGÊNIO SOARES, mais conhecido como Jô Soares, é um humorista, apresentador de televisão, escritor, artista plástico, dramaturgo, diretor teatral, músico e ator brasileiro. Filho do empresário paraibano Orlando Soares e da dona de casa Mercedes Leal, Jô queria ser diplomata quando criança. Estudou no Colégio São Bento do Rio de Janeiro e em Lausanne na Suíça, no Lycée Jaccard, com este objetivo. Porém, percebeu que o senso de humor apurado e a criatividade inata o apontavam para outra direção. Dono de um talento versátil, além de atuar, dirigir, escrever roteiros, livros e peças de teatro, Jô Soares também é apreciador de jazz e chegou a apresentar um programa de rádio na extinta Jornal do Brasil AM, no Rio de Janeiro, além de uma experiência na também extinta Antena 1.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo