Um dia com Mia, a gata de apartamento - NoSet
Crônicas

Um dia com Mia, a gata de apartamento

By Giovzz

Oi, gente! A chefe do meu bando foi dar uma voltinha e esqueceu essa caixinha preta de letras ligada. Sempre vejo ela apertando várias coisinhas aqui e saindo várias historinhas da carochinha, então eu tive vontade de fazer o mesmo. Sim, sou Mia, uma gata de apartamento de 4 meses de idade. Sobre o fato de eu saber escrever, não pense sobre isso. Apenas aproveite minha historinha.

 

Todos os dias a chefe de meu bando acorda muito cedo. Na mesma hora que eu, coincidentemente. E logo peço um pouco de ração, pois passo a madrugada toda acordada e sinto muita fome. Como vejo ela indo à caixinha de areia dela, que no caso nem areia tem, apenas água, eu vou pra minha também. O engraçado é que a caquinha que ela faz vai embora depois que ela aperta um botãozinho. Coisa mais chata. O legal mesmo é enterrar.

Depois disso, eu fico doida por um colinho, afinal, ela passa a noite toda trancada na caminha dela e eu correndo por aí. Dentro do apartamento, claro. Sou uma gatinha de apartamento. Mas ela me diz: agora não posso. Fico chateada, mas não desisto! Começo a correr entre as pernas dela, andar na frente dela, para que me olhe e me pegue! Então ela sorri pra mim e me pega. E eu fico toda contente, ronrono. Mas logo minha alegria acaba pois ela me põe no chão e vai trocar sua pelagem. Aliás, queria entender como ela consegue mudar de cor todos os dias. Por mais que eu tome meu banhinho, perco apenas uns pelinhos. Ela perde tudo e pega um outro na caixa grande do quarto dela. Eu adoro entrar nessa caixa grande. Mas ela sempre diz: sai, Mia! Eu tento me esconder, mas ela me tira. Mas eu entro lá quando ela sai e esquece a porta aberta. Tem muitas presas lá. Tem umas coisas penduradas nas pelagens dela. Umas cobrinhas coloridas. Ela brigou outro dia porque matei uma delas. Poxa, eu só queria ajudar…

Ela sai e eu vou logo achar um lugarzinho pra dormir. Gosto da caminha dela, do beliche da outra gata do bando, uma menor, mas não é a chefe. Gosto dela porque sempre me diz: vem com a mamãe. O engraçado é que não vejo semelhança entre nós? Também tenho um túnel rosa muito legal, com um lugarzinho que uso para afiar minhas unhas. Tenho que estar preparada para qualquer presa que eu encontre!

miau

Tem um gato, maior que a chefe, que passa a manhã comigo. Às vezes tiramos um cochilo juntos. Outras vezes ele fica numa outra caixa de letrinhas, só que bem maior que essa que estou usando.

Quando minha barriguinha começa a roncar de novo, a chefe chega. E o parceiro dela também. Gosto muito dele porque brincamos de mordidinhas. No caso, eu o mordo. E ele sempre diz “ai”! E eu fico contente e continuo, pois ele deve ter gostado! Eles me dão meu papá e fico esperando um colinho de novo. Mas muitas vezes o telefone toca e o gato chefe sai correndo. E a chefe do bando vai lavar as vasilhas de ração deles. Eles bebem água numa tigela comprida e transparente, diferente da minha. Acho que eu não conseguiria, até porque as patas deles conseguem segurar a tigela. As minhas não. Mas eu consigo pular de muito alto e eles não.

Depois que todos saem, minha mãe gata e o gatão grande ficam batendo papo comigo e chega minha hora de ir vigiar lá fora. Subo em cada uma das janelas do apê e olho tudo. Tem uma plantas suspeitas que eu queria pegar mas a chefe colocou uma tela que impede que eu saia. Já tentei mordei, mas ela não rasga.

mia-na-janela-crop

À noite é minha hora preferida, pois o bando todo se reúne pra comer ração e olhar para uma caixa falante que fica na parede. Eu não sei o motivo disso, mas o que gosto mesmo é de ficar no colo de todos eles, que conversam comigo e brincam, que me afagam e dizem que sou bonita. Amo meu bando. Só não entendo porque todos vão para suas caminhas na hora mais legal! Eu pulo neles mas me põem pra fora e fecham a porta. Eu corro e bato na porta mas não abrem. Bom, então eu deixo os chefes dormirem e vou pra caminha dos gatos menores. Eles me dão um lugarzinho e eu durmo um pouquinho. Até eu ver uma presa e sair correndo para pegá-la!

E esse é um dia na minha vida. Sou Mia, a gata de apartamento. Lambeijos a todos vocês!

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo