Astro Boy: Do Mangá (1952) a Animação (2009)

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje falamos de mais uma belíssima animação para os cinemas.

Astro Boy (2009):

Direção David Bowers, produção Maryann Garger, roteiro Timothy Harris e David Bowers, baseado em Astro Boy de Osamu Tezuka. Com narração de Charlize Theron, elenco Nicolas Cage, Kristen Bell, Samuel L. Jackson, Charlize Theron, Bill Nighy, Matt Lucas, Elle Fanning, Donald Sutherland, Alan Tudyk e Freddie Highmore. Produção Imagi Animation Studios, Imagi Crystal e Tezuka Production Company Ltd, distribuição Summit Entertainment.

Sinopse: Metro City é uma cidade avançada que se situa no céu. Ela é o lar do Dr. Tenma, um brilhante cientista que usa seus dons para construir um robô que deverá substituir o filho que perdeu. Ele o programa com todas as qualidades positivas dos seres humanos. Astro Boy também é dotado de poderes muito além da capacidade humana. Quando ele não consegue satisfazer seu criador, é expulso da cidade e, descendo a terra, tenta compreender sua existência como um robô não humano.

Crítica: Linda animação que infelizmente não agradou nem aos fãs do personagem, nem ao público que não o conhecia. O remake do Astroboy cai no mesmo problema de animações profundas que procuram respostas sobre a vida, a existência e a humanidade, não conseguem agradar as crianças, por ser complexo e nem a maioria dos adultos que procuram uma animação americana e não um Anime Japonês, simplesmente porque o fundamento cultural é muito diferente de um para o outro. Astroboy é uma viagem interior da humanidade, do consumismo desenfreado e do que causamos ao mundo. Em um comparativo infeliz, é quase como um filme do diretor Neil Blomkamp (Distrito 9), que gosta de demostrar abertamente a desigualdade social do nosso planeta, o que para muitos é extremamente chato.

Astro Boy (1952):

Astro Boy (Poderoso Atom) é um mangá de Osamu Tezuka produzido de abril de 1952 a março de 1968, que ganhou diversas adaptações em anime. Por ter sido a primeira série animada exibida no Japão, tornou-se referência na área. As transmissões tiveram início a partir de 1963, com seu sucesso deram origem à indústria japonesa de animação.

A História: Tetsuwan Atom (“Astro Boy”) é uma série de ficção científica ambientada em mundo futurístico, onde androides convivem com seres humanos. A série tem seu foco nas aventuras do personagem título, “Atom”, um poderoso robô criado pelo chefe do Ministério da Ciência, Dr. Tenma, para substituir seu filho Tobio, que havia falecido em um acidente automobilístico. Dr. Tenma construiu Astro à semelhança de Tobio e o tratava com tanto afeto quanto tratava o Tobio verdadeiro, mas logo percebeu que aquele pequeno androide não poderia preencher o vazio da perda de seu filho, principalmente porque o robô Tobio não podia crescer ou expressar a estética humana (em uma parte do mangá, o robô Tobio aparece preferindo as formas mecânicas dos cubos ao invés das formas orgânicas das flores). Na edição original de 1952 e anime de 1963, Tenma rejeitou o robô e acabou vendendo-o para um dono de circo cruel chamado Hamegg pelo qual remearia o robô Tobio como Atom. Algum tempo depois o Professor Ochanomizu, o novo chefe do Ministério da Ciência, viu uma apresentação de Atom no circo e tentou convenceu Hammeg a entregar-lhe, porém ele se recusa. Mais tarde, após um acidente o circo pega fogo e os robôs do circo pelos quais Hamegg tentou descartar acabaram salvando as pessoas que estavam assistindo o circo e Atom então salva seu dono mais tarde. Após esse evento, robôs acabam ganhando direitos iguais aos humanos e Dr. Ochanomizu finalmente tira Atom de suas mãos. Então, ele o levou e passou a tratá-lo de maneira gentil e afetuosa, tornando-se seu tutor legal. Logo ele percebeu que Atom era dotado de poderes e habilidades superiores, e também da capacidade de expressar emoções humanas. Atom então começa a combater crimes, o mal e a injustiça. A maior parte de seus inimigos são robôs que odeiam humanos, robôs raivosos, humanos que odeiam robôs, gângsteres ou aliens invasores. Quase todas as histórias incluíam uma batalha de Atom contra outros robôs. Após várias aventuras ele consegue uma família robô incluindo pais robóticos, um irmão chamado Cobalt e uma irmã chamada Uran. No anime de 1963, Atom também ganhou um irmão na forma de bebê chamado Chi-tan.

Curiosidades: O mangá foi publicado originalmente na revista Shonen da editora Kobunsha entre 1952 e 1968 e compilados em 23 volumes. Entre 2000 e 2002, protagonizou mangás educativos com as biografias de Helen Keller, Albert Einstein, Madre Teresa, Beethoven e Anne Frank. De 2003 a 2009, Naoki Urasawa com a ajuda de Takashi Nagasaki, escreveu uma série inspirada em Astro Boy, Pluto, entre 2003 e 2004, a editora Shogakukan publicou um mangá em três volumes por Akira Himekawa, baseado no anime de 2003. A editora Gold Key Comics, selo de HQs da Western Publishing, publicou uma história em uma revista one-shot publicada em 1965 e na Edição 285 da revista “March of Comics”, a Gold Key afirmava que possuía licença da NBC Enterprises, anos mais tarde Osamu Tezuka declarou que essa adaptação não foi autorizada por ele. Na década de 1970, na Argentina, a Editorial Mo.Pa.Sa. publica a revista Las Fantásticas Aventuras de Astroboy, ilustrada por Norberto Vecchio e Prys. Outra revista de Astro Boy foi publicada pela american Now Comics em 1987, ilustrada por Ken Steacey, novamente sem licença oficial. A editora também publicou revistas de Speed Racer. Por conta do lançamento do filme em CGI de 2009, a IDW Publishing conseguiu a licença para produzir histórias em quadrinhos ambientadas no universo do filme. O anime original foi produzido em 1963 pela Mushi Production, essa série em preto e branco foi a primeira série de anime regular exibida no Japão, o segundo anime, dessa vez colorido foi produzido em 1980 e o terceiro foi produzido em 2003. Em 2014, foi anunciada a série Robot Atom, co-produzida pela Tezuka Productions e o Channel Tv da Nigéria. Em 2015, foi anunciada a série animada Astro Boy Reboot, co-produzida pela Tezuka Productions, Shibuya Productions e Caribara Animation. A lista de filmes do personagem são Astro Boy: Hero of Space (1964), Astro Boy: Shinsen-gumi (1985), Astro Boy: Mighty Atom – Visitor of 100,000 Light Years, IGZA (2005) e Astro Boy (2009). No Brasil, o anime original nunca foi exibido, nos anos 80 foi exibido o anime O Menino Biônico, uma série inspirada em Tetsuwan Atom criada pelo próprio Osamu Tezuka. O anime de 2003 foi exibido pelo Cartoon Network e pela Rede Globo na TV Globinho. Em 2007, a Panini Comics publicou o mangá de Akira Himekawa. O brasileiro Maurício de Sousa foi amigo de Tezuka nos anos 80, em 2012, fez um crossover entre os seus personagens e os de Tezuka em Turma da Mônica Jovem número 43.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.thor/

Marcelo Moura

Marcelo Moura

http://www.noset.com.br

Moura gosta de Cinema, Tv, Livros, Games, Shows e HQ´s, do moderno ao Cult. Se diverte com o Trash, Clássico e Capitalista. e um pouco de tudo isso você vai encontrar aqui. Muitos dizem que quem escreve é a sua esposa ou mesmo seus três filhos. É ler para crer....

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *