A Memória do Mar - Khaled Hosseini - NoSet
Livros & HQs

A Memória do Mar – Khaled Hosseini

Ano: 2018 / Páginas: 64
Idioma: português
Editora: Globo Livros

Um pai embala o filho enquanto contempla a noite em uma praia, à espera do amanhecer que trará o barco que os levará a uma nova vida do outro lado do Mediterrâneo. O homem conta para o menino sobre as lembranças da Síria de sua infância, um país encantador que foi destruído pela guerra, obrigando não apenas aquela pequena família, mas milhares de outras, a juntar todos os seus pertences e embarcar rumo ao desconhecido. Publicada em edição capa dura e ricamente ilustrada, a obra é inspirada na história de Alan Kurdi, o refugiado sírio de três anos de idade que se afogou no mar Mediterrâneo quando tentava chegar à segurança na Europa. Escrita com toda a sensibilidade de Khaled Hosseini, A memória do mar é uma obra de amor e esperança.

A Memória do Mar é um livro incrível, sensível e extremamente tocante. Sua breve história nos leva a uma viagem triste, onde nos faz pensar naqueles que sofrem com a guerra e são obrigados a buscar refúgios em outros países. A obra contém ilustrações emocionantes e de tirar o fôlego, todas com pinceladas em aquarela.

Um pai conta ao seu filho, lembranças que ele tem da Síria quando era mais novo. Ele retrata a fazenda dos avós, com animais e plantação, o ar fresco e o sentimento de pertencer a algum lugar. Descreve também a cidade, onde havia mesquitas e igrejas e todos viviam em harmonia.

No breve relato do pai, ele diz como a guerra iniciou, o que levou muita gente aos protestos e logo a chuva de bombas, e a fome em seguida.

A Memória do Mar é um livro inspirado na história de Alan Kurdi, o menininho de apenas três anos que foi encontrado afogado em uma praia na Turquia em Setembro de 2015. Na época, uma foto do menino circulou o mundo e causou um grande impacto. Alan, seu irmão e sua mãe faleceram e foram enterrados pelo pai em Kabane.

Um livro que relata a tragédia com palavras tão poéticas e que tem uma sensibilidade gigantesca. A Tradução feita pelo Pedro Bial e a edição é da Globo Livros e conta com capa dura, folhas resistentes e imagens ricas. Parte dos recursos angariados com a venda deste livro será revertida para a Fundação Khaled Hosseini e para a Agência de Refugiados das Nações Unidas, a UNHCR.

Esse livro mexeu muito com o meu emocional, talvez seja porque tocou na ferida, aquela em que vemos um cenário de guerra e todas as crianças são as vitimas inocentes. Vale a pena ler essa obra.

Topo