Tudo o que rolou nos dois primeiros dias da GGRF. - NoSet
Geek

Tudo o que rolou nos dois primeiros dias da GGRF.

Evento termina neste domingo, 22, com a final do brasileiro feminino de Rainbow 6 e participação de Kami e Picoca, do LOL, no Game Stadium, além de Choque de Cultura no Geek Station

 

Rio de Janeiro, 20 e 21 de julho de 2018 – O tão aguardado Geek & Game Rio Festival começou. Já foram dois dias de emoção, encontro de aficcionados por cosplay, games, quadrinhos e tudo que envolva o universo geek e nerd.

Passei por todos os estandes e espaços do evento e a recepção sempre foi calorosa. Esse post é uma rápida matéria para destacar o que estará aguardando vocês, com base no que vi nos dois primeiros dias.

Concurso de cosplayers: além dos cosplayers que transitam em todos os recantos do espaço, a GGRF promoveu um concurso por dia para destacar os melhores cosplays. Muitos são conhecidos do público, mas eles sempre conseguem surpreender o público. Este ano o nível dos selecionados está impressionante, mas sem que fiquem restritos ao nicho “Marvel/DC”. Games, HQ, animes e mangás também são fontes de inspiração para dar vida aos melhores personagens. O último dia contará com a participação dos melhores do melhores no Geek Stadium.

Também tivemos a participação de Édgar Vivar e Ana de la Macorra, do seriado Chaves, além de Tom Wlaschiha (Game of Thrones). Imaginem o que terá hoje, neste domingo.

A galera do UTC (Ultimate Trocadilho Championship) levou o público à loucura com os sensacionais Marcos Castro, Matheus Castro,  Ed Gama, Fred Mascarenhas, Henrique Fedorowicz e Luciana D’Aulizio, além do icônico Gigante Leo.

Parte do elenco do UTC estará também hoje para conversar com os fãs e promover dois jogos deles: A lenda do Herói e o app UTC.

No espaço Games From Rio, iniciativa do Sebrae em parceria com Prefeitura do Rio, o público pode experimentar 25 jogos desenvolvidos por empreendedores cariocas. A estudante de Design Camila Schmitz integra o grupo que há um ano vem desenvolvendo o programa “Politicagem”, que em breve será disponibilizado ao público. “A interação com o game possibilita ao usuário vivenciar o dia a dia de um político por meio de um personagem criado para o jogo, permitindo que as pessoas fiquem por dentro desse cotidiano de uma forma divertida e simples de ser utilizada”, explica.

Crianças, jovens e adultos não deixaram de participar do Just Dance, jogo eletrônico desenvolvido pela Ubisoft. Com hits de sucesso do mercado musical, o game, mais uma vez, animou o público presente, que além de dançar e ter seus minutos de fama, aplaudiu e brincou junto com quem se apresentava.

Outra opção para quem visita o evento é o Arkadium, área de jogos de console e computador. Em apenas dois dias de evento, cerca de 4 mil pessoas experimentaram neste espaço diferentes games pra PC, Xbox e de realidade virtual. Na D20 District, área de jogos de tabuleiros e cartas, Dixies e Black Stories encabeçaram a lista dos mais vendidos hoje.

Quem caminha pelo pavilhão 4 do Riocentro, poderá conferir diversos estandes de camisetas e objetos colecionáveis, livros de literatura fantástica e do universo gamer. No Artist Alley é possível encontrar, conversar e adquirir as obras de vários autores nacionais, incluindo Carlos Ruas (Um sábado qualquer), Rodney Buchemi e outros.

Neste domingo, último dia do evento, além de inúmeras atividades, o público terá a oportunidade de assistir a grande final do primeiro campeonato feminino de Rainbow Six, no Game Stadium. Ainda neste espaço, um workshop ao vivo com os jogadores da Pain Game Kami e Picoca, do League of Legends. Já no Geek Station, estará o quarteto do Choque de Cultura em um bate-papo aberto ao público divertido e completamente descontraído para os amantes da sétima arte.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo