Silvetty Montilla em "É O QUE TEM PRA HOJE!" Drive-in Arena Estaiada - NoSet
Teatro

Silvetty Montilla em “É O QUE TEM PRA HOJE!” Drive-in Arena Estaiada

Uma das maiores artistas da noite LGBTQIA+.Silvetty Montilla volta aos palcos agora no formato DRIVE IN!

Com agenda cheia e shows lotados em casas noturnas em todo Brasil, (pelo menos era assim a vida da rainha da noite e dos palcos paulistanos antes do covid19) Silvetty Montilla volta a São Paulo com o espetáculo “É O QUE TEM PRA HOJE!”, primeiro Stand Up criado por ela, no dia 5 de agosto, em duas sessões: 19:30 e 22h, no Arena Estaiada Drive In.

“É O QUE TEM PRA HOJE!” foi criado para os amantes do humor inteligente. O público pode esperar a irreverência e o improviso que são características da artista. O Stand Up foi dirigido pelo produtor artístico Vagner Cavalcante, que também atua em participação especial no espetáculo que também receberá a atriz, performance e transformista Thália Bombinha

Comemorando 34 anos nos palcos, Silvetty Montilla é uma das maiores artistas da noite LGBTQIA+. Entretanto, seu talento e carisma já ultrapassaram este legado, fazendo de sua plateia uma verdadeira festa da diversidade. Prepare-se para boas gargalhadas!

Serviço:

“É O QUE TEM PRA HOJE!”

by Silvetty Montilla

Participação especial: Thália Bombinha e Vagner Cavalcante.

Direção: Vagner Cavalcante

Local: Arena Estaiada – Drive in

Av. Ulysses Reis de Mattos, 230, Real Parque, SP

Capacidade para 100 carros

Data: 5 de agosto de 2020

Sessões:  19h30 e 22h

vendas – ingresse.com

R$100,00 por carro – limite de 4 pessoas por carro

Realização Ventilador de Talentos

Elenco, Silvetty Montilla, Vagner Cavalcante e Thália Bombinha

Direção: Vagner Cavalcante

Téc. de Som: André Omote(radar sound)

Téc. de Luz: Manu Cruz

Assessoria de imprensa: Flavia Fusco Comunicação

Diretor de produção: Paulo Marcel

Silvetty Montilla, 34 anos de noite, começou na extinta Wall Show como bailarino, participando dos shows de transformistas e de concursos de miss. Seu trabalho consiste no mais puro improviso. Sua marca é sua simpatia e simplicidade. Hoje, sua agenda é bastante disputada. Em São Paulo (capital) durante a semana, faz shows fixos (uma vez por semana) em sete boates: Aloca, Blue Space, Cantho Club, Danger Club, Freedom, Queen e Tunnel. Aos sábados se dedica a shows fora do Estado de São Paulo, nos principais clubes do Brasil, como: Metrópole (Recife), Heaven Club (Uberlândia), Level (Fortaleza), Diesel (Goiânia), The Gaarden (Rio de Janeiro), entre tantos outros. Participa ainda de festas e eventos.

Sua estreia no teatro aconteceu em 1998, com a peça “Cindy ou Fregi” de Carlos Alberto Sofredini, uma comédia inspirada em Cinderela. Depois recebeu o convite do mesmo autor para fazer “Os Garotos da Sauna” e depois a peça “Non é Vero é Veríssimo” dirigida por Imara Reis e escrita por Ricardo Peixoto. Em 2012, atuou em “As Três Marias” de Marcos Martinelli a qual ficou três temporadas em cartaz.

Recentemente (2013 e 2014), esteve fixa no elenco do Projeto TERÇA INSANA. Link para uma apresentação:

Interpretou Dona Vera no filme DO LADO DE FORA, dirigido por Alexandre Carvalho. Uma comédia sobre amigos que fazem um pacto para “saírem do armário” depois de se encontrarem na Parada Gay de São Paulo. Além dela, no elenco, estavam: Marcello Airoldi, André Bankoff, Titi Muller, Luis Fernando Vaz,

Maurício Evanns, Fernanda Viacava, Tânia Granussi, Tatiana Eivazian e Nara Sakarê. O filme já passou dos 12 mil espectadores, visto em mais de 20 cidades do Brasil, vendido para mais de 10 países e apresentado na seleção do Festival de Cinema de Taoyuan na China.

Topo