Stranger Things na CCXP 2018. - NoSet
Geek

Stranger Things na CCXP 2018.

Salve pessoal, eu sou o Moura (Marcelo.moura.1253) e a CCXP está chegando com muitas novidades e entrevistas. Além dos já confirmados elenco de Stranger Things que estará neste evento de 2018, teremos ninguém menos que Sandra Bullock (Miss Simpatia), o camaleão Andy Serkins (Senhor dos Anéis, O Hobbit, Vingadores e Pantera Negra), o novo Shazam da DC Comics  o ator Zachary Levi e Brie larson, nossa Capitã Marvel da Marvel Comics. A CCXP será na Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, em São Paulo SP, com fácil acesso se você for pelo metrô Jabaquara nos dias 06 a 09 de dezembro, funcionando quinta e sexta das 12h as 21h, sábado 11h as 21h e domingo 11h as 20h. Agora é só se divertir lendo um pouco mais de Stranger Things enquanto o evento não vem.

Stranger Things: Primeira e Segunda temporada

Criadores The Duffer Brothers, produtores executivos Karl Gajdusek, Cindy Holland, Brian Wright, Matt Thunell, Shawn Levy, Dan Cohen, The Duffer Brothers e Iain Paterson, elenco Winona Ryder, David Harbour, Finn Wolfhard, Millie Bobby Brown, Gaten Matarazzo, Caleb McLaughlin, Natalia Dyer, Charlie Heaton, Cara Buono, Matthew Modine, Noah Schnapp, Sadie Sink, Joe Keery, Dacre Montgomery, Sean Astin e Paul Reiser. Empresas de produção 21 Laps Entertainment e Monkey Massacre, emissora de televisão original Netflix.A série se passa na década de 1980, e é altamente tematizada pelos elementos culturais da época, com uma trilha sonora remetente aos marcantes sintetizadores da época e inúmeras referências a obras de Steven Spielberg, John Carpenter e Stephen King, considerados as grandes inspirações dos irmãos Duffer para a realização do projeto. Na trama da primeira temporada, um garoto desaparece misteriosamente na pequena cidade de Hawkins, Indiana, e faz seus amigos partirem por sua busca, que, no caminho, encontram uma estranha garota com poderes telecinéticos. A segunda temporada, intitulada Stranger Things 2, se passa um ano depois, e lida com as tentativas dos personagens de retornar à normalidade e as conseqüências acarretadas pelos acontecimentos da primeira temporada.

Curiosidades: A primeira temporada foi disponibilizada pela Netflix em 15 de julho de 2016 e contém oito episódios, sob roteiro e direção dos irmãos Matt e Ross Duffer e produção de Shawn Levy. Recebeu críticas bastante positivas pela sua caracterização, ritmo, atmosfera, atuações, trilha sonora, direção, roteiro e homenagens a filmes do gênero da década de 1980. Em 31 de agosto de 2016, a Netflix renovou a série para uma segunda temporada de nove episódios, que foi lançada em 27 de outubro de 2017. Em dezembro de 2017, a Netflix anunciou uma terceira temporada, que começou a ser produzida em abril de 2018 e contará com oito episódios, tendo previsão para ser lançada em meados de 2019. Stranger Things originalmente chamaria-se Montauk, e se passaria na cidade de mesmo nome, em Nova York, Estados Unidos. No entanto, acabou sendo filmada em Jackson, Geórgia, nos Estados Unidos.

Sinopse: A série se passa na cidade rural fictícia de Hawkins, em Indiana, nos Estados Unidos, durante a década de 1980. O Laboratório Nacional de Hawkins, localizado nas proximidades, é conhecido por realizar ostensivamente pesquisas científicas para o Departamento de Energia dos Estados Unidos. No entanto, a instalação executa secretamente experimentos paranormais e sobrenaturais, envolvendo inclusive testes humanos, o que começa a afetar os moradores inconscientes de Hawkins de maneiras calamitosas. Em novembro de 1983, na pequena cidade de Hawkins, Indiana, um garoto de 12 anos, Will Byers desaparece misteriosamente. A mãe de Will, Joyce, torna-se frenética e tenta encontrar Will, enquanto o chefe de polícia Jim Hopper começa a investigar, assim como os amigos de Will: Mike, Dustin e Lucas. Uma menina psicocinética que sabe o paradeiro de Will é encontrada pelos garotos. À medida que eles descobrem a verdade, uma sinistra agência do governo tenta encobri-los, enquanto uma força mais insidiosa espreita logo abaixo da superfície. Um ano após os eventos do desaparecimento de Will, o garoto voltou para casa e para a companhia de seus amigos, mas ainda está conectado ao Mundo Invertido. Mesmo depois de tanto tempo, a pequena cidade de Hawkins, Indiana, não está completamente à salvo e não demora muito até que fragmentos do Mundo Invertido façam seu caminho até eles novamente.

Crítica: Não dá para não comparar e não sentir a homenagem de Stranger Things com os clássicos livros, filmes e séries de terror, como IT: A Coisa (Livro 1986 e Filmes 1990 e 2017) e The Mist (O Nevoeiro – Livro 1980, Série 2017 e Filme 2007), além de outros como Cemitério Maldito e uma série de livros e filmes do mestre do horror, Stephen King. O clima, a neblina e todo o ambiente de terror são clássicos utensílios cinematográficos e literários dos anos 80 que nos causavam medo no cinema e em uma boa leitura.

Do elenco todos são fantásticos, mas alguns chamam a atenção em especial, e não estou falando dos jovens atores da série, que são espetaculares. Começando pela atriz que parece tentar renascer, Winona Ryder (Drácula, Beetlejuice e Edward Mãos de Tesoura) já fez um pouco de tudo e após o término do namoro com Johnny Depp, afundou-se e foi parar na prisão por roubo de roupas em uma loja. Agora faz pontas em filmes como Cisne Negro e Star Trek e na série Stranger Things, onde não está nem perto do talento que teve como uma jovem e promissora atriz.  David Harbour esteve em vários filmes de sucesso, e mesmo em segundo plano chama atenção pelo seu talento. É o novo Hellboy na nova franquia do personagem das HQs. Ainda na séries estão Sean Astin, famoso ator de Goonies mas mais lembrado pelo Sam do Senhor dos Anéis e o vilão interpretado por Paul Reiser, mais conhecido por filmes como Aliens e Um Tira da Pesada, dão o toque mais leve da série.

Stranger Things recebeu aclamação da crítica especializada e do público. O site Rotten Tomatoes registrou para a série uma aprovação dos críticos de 95% baseando-se em 61 críticas, com uma nota média de 8,1/10 e uma aprovação do público de 95%. O consenso crítico do site afirmou: “Emocionante, de partir o coração, e às vezes assustador, Stranger Things é uma viciante homenagem aos filmes de Spielberg e à televisão vintage dos anos 1980”. Já o Metacritic registrou uma nota média de 76/100 para a série, com base em 34 críticas, indicando “críticas geralmente favoráveis”.[8] No IMDb, Stranger Things atualmente detém uma nota 9 de 10. A série foi nomeada a vários prêmios, incluindo duas indicações ao Emmy, ao Globo de Ouro, ao Grammy e ao Hugo. A série ganhou, em diferentes categorias, os prêmios Emmy, MTV Movie & TV Awards, Screen Actors Guild Awards, Saturn Awards, entre outros. A trilha sonora original de Stranger Things, contendo 36 músicas de Kyle Dixon e Michael Stein que foram divididas em dois volumes, primeiro em formato digital e depois em físico, conta ainda com a participação de atores da série, como Millie Bobby Brown cantando e Finn Wolfhard tocando guitarra, ambos muito elogiados em suas apresentações e demonstrando talento em seus instrumentos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo