Static Shock: O Super Choque na DC FanDome. - NoSet
Review

Static Shock: O Super Choque na DC FanDome.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e no dia 22 de agosto tivemos do incrível DC FanDome. Neste incrível evento tivemos o anúncio de um Live Action da animação de 2000, o Super Choque do selo Milestone Media da DC Comics.

Não é a primeira vez que Super Choque tem uma possível adaptação para um Live Action, até mesmo cogitado a ser interpretado por Jaden Smith (filho de Will Smith), mas devido a problemas de direitos autorais e versões como Black Lighting (o Raio Negro da The CW e DC Comics) e Vulcão Negro (Hanna Barbera), super heróis com poderes e etnia iguais ao Super Shock (Milestone Medi), o fizeram ficar sempre em segundo plano nas produções Live Actions.

Milestone Media é uma empresa mais conhecida por criar o selo de HQs americanos Milestone Comics, distribuído pela DC Comics, e a série de animações Static Shock. Fundada em 1993 por uma coligação de roteiristas e desenhistas afro-americanos, composto por Dwayne McDuffie, Denys Cowan, Michael Davis, e Derek T. Dingle. Até aquele momento, os fundadores acreditavam que as minorias eram severamente sub representadas nas HQs e criaram a Milestone Media para resolver esta questão. A partir de 2016, os personagens e universo se tornaram propriedade da DC Comics.

Super Shok Fan Film Live Action (2019):

Existe um incrível Fan Film Live Action do Super Coque escrito e dirigido por David Kirkman. O longa teve um orçamento de US$ 3 mil dólares e na trama, enquanto seu pai concorre a prefeito, Virgil Hawkins luta para encontrar seu lugar no mundo e entender seus novos superpoderes. Tudo é posto em xeque quando é descoberto que algumas das ações da gangue da cidade estão diretamente ligadas à figuras no poder.

Embora publicamente endossado por vários criadores e artistas da Milestone Media, este filme não é de forma alguma afiliado à empresa ou à DC e a Warner Bros. Isto foi feito de fã para fã e em apreciação pelo trabalho inovador que a Milestone Comics alcançou.

Super Choque (200 – 2004):

Criadores Dwayne McDuffie, Denys Cowan, Michael Davis e Derek Dingle, baseado em  Static da Milestone Media e DC Comics, distribuição Warner Bros. Television. Dublagem Phil LaMarr, Jason Marsden, Danica McKellar, Kevin Michael Richardson e Michele Morgan. Empresas produtoras DC Comics e Warner Bros. Animation, exibição emissora original nos Estados Unidos e Cartoon Network, no Brasil Cartoon Network Brasil e SBT.

Super Choque (Static Shock) é uma série animada produzida pela Warner Bros. Television, tendo estreado em 23 de setembro de 2000 no canal americano Cartoon Network, no bloco dedicado à animações infantis às 11 da manhã. Foi exibida por quatro temporadas, num total de 52 episódios, no Brasil foi exibido pelo SBT no programa Bom Dia e Companhia mais tarde foi a vez do Cartoon Network Brasil exibir a série.

Uma curiosidade do novo estúdio Milestone era o fato que todos os seus personagens eram negros e residiam em sua grande maioria em Dakota. As histórias em sua grande maioria embora fossem de super-heróis, tratavam basicamente de desigualdades sociais, envolvimento com drogas e brigas com grandes corporações.

O cenário e a base para os personagens foram inspiradas no personagem Static, e muitos episódios da série adaptam elementos das HQs, incluindo outras séries da Milestone Comics, como Blood Syndicate, de onde surgiu a inspiração para diversos dos “Bang Babies”. Um dos vilões da série, Edwin Alva, foi baseado num personagem da série Hardware, enquanto o Centro Comunitário Freeman tem seu nome inspirado num dos personagens principais do título Icon.

Dwayne McDuffie, fundador da Milestone e co-criador do personagem, manteve durante toda a série certo controle sobre a série e a caracterização dos personagens, chegando a escrever diversos episódios. No início, de forma similar as HQs originais, a série mostrava-se fora do Universo DC Comics e no DC Animated Universe (criado por Bruce Timm), com personagens como Superman sendo tratados como meramente fictícios. Num dado momento, Virgil chegou a declarar que “até Clark Kent tem um trabalho diário”. Entretanto, já na segunda temporada a série começou a exibir crossovers com personagens de séries animadas da DC, incluindo The New Batman Adventures, Batman Beyond, além da própria Liga da Justiça, que na época estrelava uma série homônima, estabelecendo-se como parte daquele universo. Uma versão envelhecida do personagem viria inclusive a aparecer num episódio em duas partes da série Justice League Unlimited.

Entre as participações especiais da série incluíram-se celebridades da vida real, que dublaram a si mesmas, como o jogador de basquete Shaquille O’Neal, A.J. McLean (membro dos Backstreet Boys) e o cantor Lil’ Romeo, que também foi responsável pela música-tema usada no seriado em suas duas temporadas finais.

A família Hawkins: Virgil Ovid Aldecort Hawkins (Super Choque/Static Shock) tem muito dos personagens tradicionais das HQs. Sua origem e transformação lembram muito a do jovem Peter Parker no início de sua carreira com a nova versão Mile Morales. Virgil Ovid Hawkins é um estudante afro-americano, estuda no Colégio Dakota Union e vive na cidade de mesmo nome nos Estados Unidos. Virgil é um jovem esperto, inteligente, atlético, vivaz e muito bem-humorado que foi exposto acidentalmente a um gás desconhecido. Ele ganhou superpoderes eletrostáticos e os usou para tornar-se um super-herói chamado Super Choque (Static Shock). Todos as pessoas que estavam no acidente e foram afetadas pelo gás desconhecido foram denominados de “transformados” ou “meta-humanos”. O maior ódio de Virgil é de armas de fogo, já que sua mãe, Jean Hawkins, foi há 5 anos assassinada por uma bala perdida no peito durante um tiroteio de gangues. Ele não gosta que seu nome do meio seja mencionado, Aldecort.

Richard “Richie” Osgood Foley (Gear) é o melhor amigo de Virgil. No momento em que Virgil foi afetado pelo gás da explosão de transformados, Richie também foi afetado e seus poderes se manifestaram no decorrer da segunda fase, que é seu grande intelecto. É considerado o mais calmo do grupo e também é o que mais analisa a situação graças a sua auto sofisticada mochila e ajuda o Super Choque a combater os transformados com a ajuda de seus Zap-caps, são grandes amigos e conhecidos também como a dupla dinâmica de Dakota, além de Batman e Robin.

Robert Hawkins é o pai de Virgil e Sharon e diretor do Centro Comunitário Homem Livre (Freeman Community Center). Robert era e ainda é fã do super-herói Soul Power, foi jogador de futebol americano no colégio (seu apelido era “Rastro”) e professor do jogador de basquetebol Shaquille O’Neal. Sua esposa Jean Hawkins foi morta em uma grande briga de gangues há 5 anos (os Tumultos de Dakota), ela era enfermeira, no dia de sua morte ela saiu às ruas, pois nada a impedia de ajudar as pessoas. Viúvo e pai de dois adolescentes, Robert é rígido e severo, mas bondoso, caridoso e bastante compreensivo. Ele desconhece a identidade secreta de seu filho quase toda a série na TV, só no penúltimo capítulo ele descobre que seu filho e Richie são super-heróis.

Sharon Hawkins é a irmã mais velha de Virgil, e uma mulher enérgica, mas é uma jovem caridosa. Ela frequenta a faculdade e é conselheira de jovens no Centro Comunitário Homem Livre em parceria com o diretor (seu pai). Sharon sempre implica com Virgil. Ela foi namorada de Adam Evans, o Homem-Elástico, durante um tempo. Ao contrário de seu pai, Sharon não chega a descobrir que seu irmão e Ritchie são super-heróis, apesar de Ato entre irmãos, da segunda temporada, no qual ela chega a desconfiar da identidade do super Shock, porém este consegue engana-la com a ajuda de Mirage.

Jeanie Hawkins – a falecida esposa de Robert e mãe de Sharon e Virgil. Paramédica, era uma mulher valente e determinada, que não se deixava deter diante de nada para ajudar quem precisasse. E numa de suas jornadas para cuidar de pessoas inocentes, ela adentrou os Tumultos de Dakota há 5 anos, na qual acabou assassinada por uma bala perdida no coração. Por estar morta ela só aparece no episódio flashback como um fantasma ou em flashbacks ocasionais ao longo da série. Virgil é quem menos conviveu com ela, por isso ele é quem sofre mais com isso. Em uma viagem no tempo, ela conhece seu filho crescido, mas como um super-herói. Ela chegou a mencionar ao Robert de Virgil de como ele se tornaria num Super-herói futuramente, sendo que o que o deles atualmente era só um recém-nascido.

Poderes, habilidades e equipamentos:

Os superpoderes do Super Choque são totalmente baseados na eletricidade, sendo seu corpo uma poderosa fonte de energia. Assim sendo, ele é capaz não apenas de produzir, mas também de controlar vários tipos de energia, principalmente a energia eletromagnética e a energia eletrostática, além de ter a capacidade de extrair eletricidade de outras fontes e armazenadores. Em seus primeiros momentos como herói, Super Choque tinha de improvisar um veículo para se deslocar com rapidez de um local a outro, então ele teve a ideia de usar algo de metal propelido por um campo eletromagnético com tampas de latas de lixo e tampões de bueiro, até que Richie resolve criar o Disco Statico, um tipo de disco metálico que se abre e fecha como um leque e pode ser guardado dentro da jaqueta. Energizando-o, o herói pode voar nele.

Shock-Vox – Um tipo de “walkie-talkie” comunicador que alcança centenas de quilometros construído por Richie. Zap-Caps – Também inventados por Richie, são pequenas esferas com efeitos diversos: podem conter energia elétrica para “recarregar” Super Choque, gerar explosões, reverter energias de outros meta-humanos e assim por diante. A Mochila – O principal acessório de Richie (Gear) para combater o crime ao lado do Super Choque. A Mochila, como ele a chama, tem diversos equipamentos, radares e sensores para usos diversos, de captar sinais e leituras de materiais perigosos até voar e agir independente de seu dono. A Mochila tem esse nome porque quando não está em uso vai atachada às costas de Gear. Patins a Jato – Gear os utiliza para correr ou voar em alta velocidade e acompanhar o Super Choque. Nem o exército dos EUA poderia criar algo tão bom ou melhor.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

 

Topo