Review: eFootball PES 2021

Sejam muito bem vindos meus caros amigos(a) e amantes de eSports para a análise de eFootball PES2021 Season Update, e como o próprio sub título diz “atualização de temporada” nada mais é que uma versão que usa o seu antecessor (eFootball PES 2020) como base para melhorias significativas em relação a importantes elementos, como equipes, elenco, aspectos visuais e de jogabilidade. Minha experiência só foi possível graças a Konami, a quem agradeço pela parceria com a Noset por disponibilizar a cópia oficial do jogo. dito isso, vamos para analise.

A Konami tirou ao máximo de proveito da Fox Engine e conseguiu elevar a franquia  a um novo patamar que foi estabelecido com o PES 2020 que recria atmosfera magica do futebol com toda a emoção em partidas disputadas por grandes equipes no calor da torcida empurrando o clube do coração no estádio. Sem dúvida nenhuma é um grande marco na geração atual [ Playstation 4 e Xbox One] que neste ano chegaram no seu auge,  presenteando os fãs apaixonados pelo esporte e eSports, que tiveram uma das melhores experiências no considerado o “melhor jogo do ano de 2019”, premio recebido pela Konami durante evento da E3 do ano passado. Aliás, prêmios foram uma parte normal da vida útil desse incrível simulador que agora da lugar a seu sucessor.

A chegada da nova geração não é nenhuma novidade, tendo em vista os anúncios mais recentes que datam o dia de lançamento dos poderosos consoles [Playstation 5 e Xbox Series X] e os lançamentos de jogos mais aguardados para o próximo ano, a Konami por sua vez moveu-se rapidamente de maneira inteligente ao apresentar publicamente seu mais ambicioso projeto eFootball 2022, visto com bons olhos pela grande maioria. Apesar disso, ainda existe outra parcela de consumidores mais crítico e receosos sobre o que poderia esperar da versão PES 2021, que estaria a tomar o mesmo caminho da concorrente ao trazer uma versão com capa nova e atualizações sem mudanças significativas ou correções de problemas. Mas se você é desses, venho trazer com muita segurança que PES 2021 surpreende positivamente bem ao tirar o máximo da Fox Engine e entregar uma versão que mantem a franquia no posto de melhor simulador de futebol da atualidade.

Inicializando pela primeira vez o jogo nota-se a mudança no visual que traz novas cores, com destaque para os jogadores que ilustram a capa do PES 2021 e que estão presentes em cada opção do menu, que não houve mudanças em relação a versão lançada no ano passado e além disso, novas músicas de gênero pop/rock/ indie/eletrônica são destaques que abalam em uma agradável playlist renovada. Diferente da sua concorrente a Konami em questão de licenciamento fica atrás, existe uma enorme carência nas principais ligas de futebol mundial La liga por exemplo, conta apenas com a parceria do Barcelona que renovou contrato com a desenvolvedora ate 2023, enquanto a Premier League traz os gigantes ingleses Manchester United e Arsenal, o campeonato francês mantem a maioria de seus equipes licenciadas, enquanto a Série A do italiano, temos dois desfalques de licenciamento da Internazionale e Milan, por outro lado a desenvolvedora japonesa fechou contrato com a Roma tradicional equipe Italiana que se une a poderosa Juventus como parceira oficial do PES 2021. A Busdesliga que já seguia ausente a algumas edições continua de fora, sendo possível apenas jogar com Bayer Leverkusen, Bayern de Munique  e Schalke 04. Outras ligas como Campeonatos Russo e Turco, estão presentes no titulo mas sem chamar os holofotes para si. No Brasil, os campeonato brasileiro série A e B ganham importante suporte e estão licenciados ou quase, a bola fora fica com a equipe do palmeiras que não conseguiu renovar seu contrato e passa a se chamar de “São Paulo da Barra funda V”, já o Grêmio não tem seus jogadores licenciados e muitas equipes brasileiras não estão com seus elencos 100% atualizados e em comparação ao ano passado o maracanã não estava presente de início, chegando através de uma atualização tempos mais tarde e agora disponível para todos os amantes do simulador fazer grandes partidas no lendário estádio do rio de janeiro. A perda de licenciamento pode ser um golpe para a desenvolvedora e o fãs, já que algumas das principais ligas terão times com nome, escudo e camisas genéricas, sendo necessário uma atualização por fora para colocar tudo no eixo. Em sua maioria, as equipes independentemente de serem licenciadas ou não, trazem jogadores com suas fotos atualizadas e outros que apesar de não terem fotos apresentam faces realistas com os mínimos detalhes caprichados.

E mais uma vez teremos a UEFA 2020 licenciada, o torneio que estava presente no jogo antecessor – e que teve seu adiamento para o próximo ano- agora sendo herdado pelo PES 2021 servindo como um substituto temporário para suprir a falta dos principais torneios do futebol mundial [Champions League e Libertadores da America] que estão sobe as asas da EA, o que deixa claro que não houveram mudanças  nos modos de jogos que se matem os mesmos, principalmente pelas Copas genéricas sem a verdadeira emoção proporcionada por ambas competições que trazem fortes emoções nos dois maiores torneios mais cobiçados do mundo. Os modos estrela e Master League retornam intocáveis, o segundo em questão foi destaque por ter sido remasterizado no ano passado e bem elogiado pelas novidades que trouxe junto do aprimoramento e aperfeiçoamento de vários sistemas integrados ao modo de jogo e para esse novo ano não traz melhorias, contando apenas com a adição de três novos manager [R. Giggs, F. Lampard, J. Cruyff] que se unem aos técnicos já presentes como opção para comandar a sua equipe. Até mesmo o Myclub que não havia sido mencionado ate aqui continua o mesmo, sem quaisquer mudanças relevantes que o fizesse ganhar destaque. Mas se por um lado uma repaginação e mudanças não ocorreram de forma a trazer novos conteúdos de grande relevância, o modo continua sendo um dos melhores e mais viciantes, permitindo horas de diversão jogadas apenas para gerenciar sua equipe e montar seu time dos sonhos atingindo metas e desafios, disputas de torneios online, partidas de ranking que vão gerar bônus tático, aumento de pontuação individual e recompensas como GP, moedas de ouro, treinador especial, bilhete contratual e recuperação de resistência.

Diferente da minha primeira review em que relatei toda minha emoção durante as duas primeiras partidas no jogo, dessa vez serei mais direto possível dando minha visão a respeito do que acredito que tenha mudado e também o que não mudou em comparação a jogabilidade do PES 2020 de maneira breve. Minha experiência com bola rolando traz os finalistas da última Champions League 2019-2020 que consolidou o Bayern de Munique o grande campeão. Para ser mais justo, joguei com o PSG numa tentativa de vingar o clube francês em um amistoso- que particularmente pareceu uma grande final- para ter uma sensação de desafio optei por jogar no nível estrelato, o que explica o que falei anteriormente. Ambas as equipes demonstram grande poder ofensivo com os comandos respondendo mais rápido pude sentir os jogadores mais leves, se movimentando com maior liberdade diferente do jogo cadenciado e com jogadores mais duro na versão 2020. O que não significa que tenha sido algo ruim na época, dando imersão ao futebol mais técnico e de contato, com grande troca de passes e estudado. mas aqui o que vemos é um jogo mais fluido, bem movimentado, com a bola solta em campo e um sistema de impacto melhor, onde os jogadores durante o jogo de muito contato físico não caem facilmente, não apenas taticamente ou por um sistema defensivo mais complicado de ser perfurado, mas por ter uma inteligência artificial aprimorada que se torna um rival digno de um grande desafio. Por outro lado, os goleiros se mostram mais espertos conseguindo alcançar chutes mais precisos, mas o posicionamento durante a cobrança de falta continua a pecar o que dá margem pra chances reais de gol. E mesmo a arbitragem recebendo uma calibragem, continua pecando ao dar faltas desnecessárias e muitas vezes por leves contatos físicos ou mínimos contato sem pretensão de falta, e quando acontece a lei da vantagem, vez ou outra o juiz acaba voltando atrás dando a falta, o que prejudica a equipe – que sofreu a falta-   caso esteja com a posse de bola com um benefício que tira a chance real de gol.  Pois bem, e caso você tenha ficado curioso sobre o placar final de PSG x Bayern… derrota do time da capital de paris por 2 a 1 para os alemães.

Conclusões finais

Em um atípico ano e com a chegada da nova geração a Konami acerta na decisão de não lançar um novo jogo e trabalhar em cima do PES 2020 trazendo uma versão atualizada e refinada, contando com novas faces, correções importantes na jogabilidade que foi lapidada e na física de movimentação mais ágil, com alguns pontos positivos a se destacar referente a gameplay na questão tática e ofensiva, da mesma forma como o futebol muda o PES 2021 se adequa ao ritmo e ideias do liverpool de Jurgen Klopp e Bayern de Munique de Hans-Dieter Flick que seguem a filosofia de posse de bola e pressão sobre o contra-ataque adversário. Claro que tudo isso é pensado, visando o futuro ao preparar terreno para a chegada do eFootball PES 2022 que chega no mercado daqui 1 ano – o que parece pouco tempo para um projeto que promete revolucionar- que vai estabelecer o inicio de uma nova era pra franquia eFootball PES. a Desenvolvedora mais uma vez merece elogios pelo licenciamento das Series A e B do campeonato brasileiro, já que o Brasil é um forte mercado com fãs apaixonados. Por mais que a Konami invista nos principais clubes do velho continente, ainda existe uma carência com a necessidade de obter o licenciamento por completo dos principais campeonatos europeus e os torneios do mundo. Em relação a narração de Milton Leite e Mauro Beting, continua praticamente intocável com a mesma narrativa e bordões protagonizados pelo comentarista, existe uma adição de frases novas sem dar tamanha variedade e ainda vem com péssima qualidade deixando uma falha na voz do mauro beting que fica abafada, quase não dando pra ouvir o que ele tem a falar. Se por um lado a Konami não investe em grandes mudanças,  por outro ela oferece um produto honesto e muito prazeroso de se jogar e sem fazer propaganda falsa com o máximo de respeito a seu público. Com tamanha repercussão com a decisão tomada pela desenvolvedora japonesa e os valores da mídia física de 150,00 / midia digital standard edition 99,90 e a versão edition por 119.90 (ficando acessível a custos menores com os descontos de final de ano) volta a levantar a velha discussão em relação a lançamentos anuais de jogos de esporte  que poderiam chegar como uma DLC ao invés de um jogo novo que não apresente uma real evolução de maior imersão e uma experiência inédita aos jogadores.

Nota: 4/5

eFootball PES 2021 esta disponível nas plataformas: Playstation 4, Xbox One, Microsoft Windows (via Steam).

Jonathan Xavier

Jonathan Xavier