Zing: curta-metragem divertido sobre a responsabilidade da morte - NoSet
Cinema

Zing: curta-metragem divertido sobre a responsabilidade da morte

Zing é um curta-metragem produzido na Alemanha e lançado em 2011. O tema principal pode parecer mórbido, mas há muito por trás dessa animação de apenas 8 minutos. A obra foi dirigida por Kyra Buschor e Cynthia Collins.

A história mostra um homem velho que tem um trabalho bem peculiar: ceifar vidas. Sem qualquer remorso, esse homem determina o fim das vidas, inclusive de animais. Para tristeza de alguns, um gato é uma das primeiras vítimas desse homem. Mas nada passa despercebido por ele. Ou quase nada…

A confusão (e a diversão) começam quando uma criança interrompe o trabalho do Ceifador ao tocar a campainha da casa dele. Ela tem a foto do gatinho recém-falecido e aparenta estar muito insatisfeita. Sem saber o que fazer, o velho é surpreendido pela criança que invade a residência dele e transforma sua pacata rotina num caos sem precedentes.

Apesar do tom cômico e do ritmo ágil a partir do surgimento da criança, este documentário deixa nas entrelinhas pequenos lembretes sobre a vida e a morte. O primeiro deles é o destaque da fragilidade de todos os seres vivos, já que não há qualquer garantia de que a vida permanecerá no segundo seguinte (logo, viva intensamente!). Outro ponto interessante está na quebra da rotina e da organização do trabalho do Ceifador. Pode parecer estranho, mas a fluidez e o equilíbrio do mundo dependem da correta relação entre a vida e a morte. Sem o fim, este mundo seria um caos absoluto que ditaria um estilo de vida bem pior do que podemos imaginar. Cabe relembrar que a morte nem sempre é envolta em “malignidade”, pois ela é para muitos uma fonte de paz e descanso.

O roteiro deste curta mostra que cada um tem seu papel no universo. Mesmo a Morte tem suas “obrigações” que, como mostrado, não podem ser executadas por qualquer um.

Ao final da história, o que encontramos é uma fábula simples e bem estruturada na qual fica o ensinamento não só sobre a fragilidade da vida como também sobre a necessidade de aproveitar aquilo que a vida oferece.

A animação contou com a trilha sonora de Maryna Aksenov e foi escrita pelas diretoras da obra, Kyra Buschor e Cynthia Collins.

Confiram o curta na íntegra no vídeo abaixo:

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo