Vamos falar de Musicais? Vamos entender e conhecer alguns dos mais famosos filmes do gênero. - NoSet
Cinema

Vamos falar de Musicais? Vamos entender e conhecer alguns dos mais famosos filmes do gênero.

O que é um musical? O que descreveria melhor esse gênero de filme? Primeiro, o que NÃO é um musical: não é apenas um filme onde se canta muito. Não é um show em DVD. Não é um filme sobre cantores famosos. Nada disso. Uma característica marcante dos musicais é que grande parte das falas dos atores são cantadas. São raros os musicais onde se canta em 100% do tempo. A maioria intercala falas e músicas. Mas esse traço essencial deve existir para se caracterizar como musical.

Em “Glee”, série de TV musical produzida pela FOX, a treinadora Sue Sylvester diz porque detesta musicais: “não entendo como de repente uma pessoa começa a cantar e todos sabem a letra e a coreografia. ” (Glee teve seis temporadas e fez muito sucesso na TV. Perfeita para os fãs de musicais)

Nos musicais, magicamente, começa uma música de fundo e os personagens começam a cantar o que eles iriam dizer. E ambos sabem as musicas. E as coreografias. E ao invés dele explicar o porque de gostar tanto de um dia de sol, ou porque se sente tão bem ao lado do outro, ele apenas canta isso, com as palavras perfeitas para aquele momento. Não é uma música deslocada ou apenas um acessório ao filme. É uma fala importante da história, com uma melodia. E é muito envolvente para o público. Eu mesma, muitas vezes tenho vontade de ver minha vida transformada num musical. Quero acordar e cantar sobre o frio, sobre o dia que vai começar, sobre o meu cansaço ou alegria. Mas…imagino que os meus vizinhos me achariam no mínimo maluca…E olha que as palavras e melodias realmente aparecem em minha mente! Adoraria ser como a Bela, em “A Bela e a Fera” e sair cantando pelas colinas!

 

Enfim, agora que definimos o que são os “Musicais”, vamos falar sobre alguns deles.

Se isso fosse um vídeo, eu já estaria cantando esse texto para vocês. Mas não sendo, vamos tentar fazer sua mente entrar no ritmo. Primeiro musical e meu predileto: “Mamma Mia” (2008). Um filme que conta a história de Sophie, (Amanda Seyfried) uma garota que mora com a mãe em uma ilha paradisíaca na Grécia. A mãe (Meryl Streep) administra um “hotel” turístico e prepara o casamento de Sophie com Sky (Dominic Copper). Nesse meio tempo, Sophie encontra um diário antigo da mãe e descobre que tem três possíveis pais. E resolve chamá-los para seu casamento, sem o conhecimento da mãe, pois acredita  que apenas ao vê-los saberá quem é seu pai. Mas não acontece bem assim e uma série de situações cômicas e trágicas se desenrolam até o mistério do filme se revelar. Será? Esse filme foi adaptado de uma peça de mesmo nome, e é muito divertido, pois todas as canções são grupo ABBA, muito famoso nos anos 70.

O musical “Moulin Rouge” (2001) conta a história de um escritor, Cristian (Ewan McGregor) e sua amada Satine (Nicole Kidman). Cristian vai para a boêmia Paris de 1899 para poder escrever e viver a liberdade e o amor. Após conhecer um grupo de boêmios, eles convencem Cristian a apresentar sua poesia à Satine, uma cortesã de luxo, o “diamante cintilante” do Moulin Rouge. Porém, Satine o confunde com um Duque, que iria fazer um grande investimento e para isso queria encontrar com a cortesã à sós. Quem entra no quarto é Cristian, e  acabam se apaixonando e vivendo um romance às escondidas. Mas Satine tem pouco tempo de vida. E pouco tempo para proteger seu amado. O visual é deslumbrante e as músicas entram no filme de maneira inusitada, pois são músicas pop já conhecidas, repaginadas para o filme, o que o torna bastante divertido em certos momentos, como, por exemplo, a cena em que o diretor do Moulin Rouge canta “Like a Virgin” , de Madonna. Impagável.

 

Em “Chicago”(2002), Roxie Hart (Reneé Zelweger)  e Velma Kelly (Catherine Zeta-Jones) estão presas na mesma cadeia, acusadas de assassinato. Velma assassinou seu marido, após flagrar sua irmã e ele na cama. Roxie, o seu namorado. Ambas tem o mesmo desejo: fama. Para isso, se utilizam da mídia da época, os jornais, para voltarem ao estrelato após a saída da prisão. Detalhe: elas são rivais e farão de tudo para vencer e voltar ao showbiz. Para mim um dos melhores momentos é quando Velma canta “All that Jazz”, com Roxie assistindo e almejando ter o sucesso dela. Aliás, Chigago pegou carona no sucesso de Moulin Rouge.

“Hairspray” (2007) é um outro filme também baseado numa peça da Broadway. Se passa no ano de 1962. Todos os jovens tem um sonho: dançar no programa de TV “The Corny Collins Show”. Tracy (Nikki Blonsky), uma garota fora dos padrões de beleza, consegue chamar a atenção dos juízes e participar do show. Mas terá que lutar para se manter e quebrar os preconceitos para vencer o concurso de miss Hairspray. John Travolta faz o papel da mãe de Tracy.

Um filme bem interessante é “Caminhos da Floresta” (2014). Um padeiro e sua mulher vivem em um vilarejo, onde convivem com vários personagens dos contos de fadas. Uma bruxa lança sobre eles um feitiço, para que nunca tenham filhos. Ela diz que o feitiço só será desfeito se trouxerem quatro coisas que ela pedir. Então eles adentram a floresta atrás dos objetos e tudo acontece de maneira mágica e musical. Destaque para Johnny Deep de Lobo Mau.

Quem gosta de musicais não pode deixar de fora “Os Miseráveis” (2012). Outra adaptação da Broadway, inspirada em uma clássica obra do escritor Victor Hugo. Jean Valjean (Hugh Jackman), durante a Revolução de julho da França do século XIX, rouba um pão para matar a fome de sua irmã e é preso. Anos depois ele cumpre sua pena mas fica sob liberdade condicional. Mas ele quebra a condicional e passa a ser perseguido pelo inspetor Javert (Russell Crowe), durante décadas. Paralela a esta história vemos Fantine (Anne Hattaway), uma garota abandonada grávida pelo namorado que passa por inúmeros sofrimentos, e que terá seu destino cruzado com o de Valjean. Só tem a versão legendada pois o filme é todo cantado e foi gravado ao vivo, sem “playback”, como se estivessem mesmo em uma peça da Broadway.

Além desses, temos outros musicais atuais e interessantes: “A poção da juventude” (Lovestruck, The  Musical), “Teen Beach Movie” tem elementos de ficção e seguem a linha da comédia. Temos também”La la Land”, um dos mais recentes e que foi indicado a vários Oscars, ganhando em várias categorias. Também “A Bela e a Fera”, de 2017.

E claro, não nos esqueçamos dos clássicos: “Mary Poppins”, “A noviça rebelde”, “Cantando na chuva”, “O mágico de Oz”, “Funny Girl”, “Grease”… Obrigatórios para os fãs do gênero. E… as animações da Disney! Inesquecíveis.

Acredito que com essa listinha já dê para fazer várias noites da pipoca e guaraná com os amigos, regada à música da melhor qualidade!

 

 

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo