Thor: Ragnarok. Tudo sobre o novo trailer. - NoSet
Cinema

Thor: Ragnarok. Tudo sobre o novo trailer.

Thor: Ragnarok.

O título acima é do novo longa-metragem do asgardiano que se uniu à equipe dos Vingadores. Já conhecido do público dos quadrinhos, Thor volta nesta terceira aventura solo (ou quase), mas com um impacto nunca antes visto.

As novidades ficam por conta da presença do Doutor Estranho, do Hulk e de outros personagens que podem transformar esse filme em um novo mega sucesso da Marvel.

Analisarei cada uma das cenas para lhes dar uma noção dos motivos da afirmação acima. Antes, assistam o trailer para compararem com as observações que fiz. Vamos lá?


As primeiras cenas já mostram o herói em maus lençóis. Preso, Thor narra como chegou a essa situação. Ele revela o surgimento de uma vilã mais poderosa que ele, violenta ao extremo e com poder para destruir o martelo Mjolnir. Essas cenas são simplesmente alucinantes!

Para melhorar essa história, quem interpreta Hela é ninguém menos que a linda Cate Blanchett, irreconhecível em um visual gótico e com cabelos negros. A caracterização está inacreditável e surpreende quando ela surge com seus chifres e o rosto marcado pelas manchas negras. A frieza diante do genocídio de asgardianos mostra o quanto a atriz pode ser sinistra. Basta lembrar como ela ficou assustadora ao mostrar o quão poderosa seria como a Rainha Élfica dominada pelo poder do anel em O Senhor dos Anéis.

Passamos para Asgard e lá encontramos Hela diante de um exército asgardiano. Com a simples frase “Asgard está morta”, Hela destrói uma parte da cidade. Os reais efeitos da destruição provocada não são mostrados, mas temos a seguir um Thor caído (literalmente do céu) que para em um mundo guerreiro.

Esse é um ponto muito importante, pois se trata do planeta onde – nos quadrinhos – estão o Surfista Prateado e o Hulk (nota: na animação sobre essa saga, o Surfista é substituído por uma versão do Thor). O nome do planeta é Sakaar e será conhecido futuramente como Planeta Hulk. E o que isso indica? Bem, como o Hulk é um coadjuvante de luxo nesse filme, poderemos esperar em seu filme solo os fatores que o levaram a Sakaar, incluindo o exílio imposto por alguns dos seres mais poderosos da Terra, entre eles o Doutor Estranho, Capitão América, Homem de Ferro e Reed Richards.

 

Nesse planeta as coisas só pioram. Capturado pela Valquíria, Thor tem seus cabelos cortados e ele é lançado em uma arena para lutar como gladiador. A participação da Valquíria ainda tem pontos obscuros, porém há a probabilidade de tê-la como a nova dona do coração do asgardiano. Claro, isso somente após ela lançá-lo na arena. Detalhe: ela parece estar trabalhando para o Grão-Mestre, ao que tudo indica como uma recrutadora de combatentes.

Mas nem só de Hela e Thor viverá o fã da Marvel. Ragnarok promete participações mais do que especiais. Uma delas é a de Heimdall, cujo retorno finalmente o colocará em ação.

Também haverá guerreiros (uma tropa uniformizada) que não sabemos ainda de qual lado está. Depois nos deparamos com a inusitada aparição de Loki. Ele manipula duas adagas com facilidade e, aparentemente, irá entrar em combate. Outra participação bem promissora é a do Executor, cuja única cena o mostra com armamento terrestre ao invés de seu tradicional machado.

Um ponto importante que não pode passar despercebido é o motivo da Valquíria nessa trama. Pouquíssimas cenas mostram a guerreira (ou algumas de suas irmãs) em combate contra Hela. O que vimos mais adiante é a queda de incontáveis Valquírias, o que pode indicar a destruição do reino dela perante a investida (em um provável passado) da deusa da morte, Hela. Essa provável derrota será – tenho quase certeza – o fator que motivará a união entre ela e Thor.

Já na parte final desse sensacional trailer, surge aquilo que todos esperavam com ansiedade. O anúncio (só faltou o Bruce Buffer) da luta entre Thor e o Incrível Hulk. Eu ri muito nessa cena, mesmo após tê-la visto umas dez vezes. A expressão do Thor e sua fala são geniais!

De igual forma, a caracterização do Gigante Esmeralda, suas expressões e a ferocidade estão em total acordo com aquilo que esperávamos baseados em Planeta Hulk. Mas não se deixem enganar. As cenas da arena não são sequenciais, basta observar que os dois surgem armados e, quando partem para a luta franca, não têm armas nas mãos.

Notem que Loki surge ao lado do Grão-Mestre contemplando o combate. E não se deixem enganar. Apesar da aparência fraca, o Grão-Mestre é um ser de extremo poder, cujo prazer consiste em elaborar intricados jogos entre seres superpoderosos.

E para finalizar, vamos agradecer pelos editores do trailer que incluíram a icônica “Immigrant Song” do Led Zeppelin, cuja letra também é inspirada em guerras nórdicas e cita até o Valhalla. A letra completa e sua tradução estão no final do post.

Thor: Ragnarok tem previsão de estreia para o dia 02 de novembro de 2017 e foi dirigido por Taika Waititi. 

Elenco: Chris Hemsworth (Thor), Tom Hiddleston (Loki), Cate Blanchett (Hela), Anthony Hopkins (Odin), Mark Ruffalo (Hulk), Karl Urban (Skurge), Tessa Thompson (Valquíria), Jeff Goldblum (Grão-Mestre), Idris Elba (Heimdall), Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho),  Jaimie Alexander (Sif) e Sam Neill.


                                                  Immigrant Song                                                  

Ah, ah, ah, ah
Ah, ah, ah, ah

We came from the land
Of the ice and snow
From the midnight sun
Where the hot springs blow

The hammer of the gods
Will drive our ships to new lands
To fight the horde, singing and crying
Valhalla, I am coming

On we sweep
With threshing oar
Our only goal
Will be the western shore

Ah, ah, ah, ah
Ah, ah, ah, ah

We came from the land
Of the ice and snow
From the midnight sun
Where the hot springs blow

How soft your fields so green
Can whisper tales of gore
Of how we calmed the tides of war
We are your overlords

On we sweep
With threshing oar
Our only goal
Will be the western shore

So now you’d better stop
And rebuild all your ruins
For peace and trust can win the day
Despite of all you’re losing

Uh, uh, uh
Uh, uh, uh
Uh, uh, uh
Uh, uh, uh

Canção Do Imigrante

Ah, ah, ah, ah
Ah, ah, ah, ah

Nós viemos da terra
Do gelo e da neve
Do sol da meia-noite
Onde as fontes quentes explodem

O martelo dos deuses vai guiar
Nossos barcos para novas terras
Para combater a horda, cantar e chorar
Valhalla, eu estou indo

Avante nós vamos
Com remos surrando
Nosso único objetivo
Será a costa oeste

Ah, ah, ah, ah
Ah, ah, ah, ah

Nós viemos da terra
Do gelo e da neve
Do sol da meia-noite
Onde as fontes quentes explodem

Como são macios e tão verdes seus campos
Podem murmurar contos de matança
De como nós acalmamos as ondas da guerra
Nós somos seus comandantes

Avante nós vamos
Com remos surrando
Nosso único objetivo
Será a costa oeste

Então é melhor você parar
E reconstruir suas ruínas
Por paz e confiança pode-se ganhar o dia
Apesar de todas suas perdas

Uh, uh, uh
Uh, uh, uh
Uh, uh, uh
Uh, uh, uh

2 Avaliações

2 Comments

  1. Filipe Sena Configurações

    12 de abril de 2017 em 11:14

    O trailer tá legal? Tá. Ver o Mjolnir despedaçado, uma versão encapetada de Galadriel e Heimdall (aparentemente) lutando e em trajes comuns criou interesse de ver o filme? Criou. Pra mim tudo seria lindo se isso tudo não viesse cheio de poréns.
    A primeira coisa que me deixou com o pé atrás foi a aparente indefinição (ou falta de uniformidade) do tom do filme. Assim que foi anunciado com o título de “Ragnarok”, o terceiro (e talvez último se pegarmos como exemplo o Homem de Ferro e o gosto de Hollywood pelas trilogias) filme do Thor foi envolto pelo clima que o nome traz consigo. O Ragnarok é o apocalipse dos deuses do panteão nórdico e o mínimo que se espera de qualquer história com esse título é peso, morte, perda, coisas se acabando para iniciar um novo ciclo. Tanto que o primeiro logo do filme que foi divulgado era bem menos colorido do que esse e combina bem com a primeira parte do trailer. Aí o Thor corta o cabelo e pra mim tudo ficou com uma cara meio Guardiões da Galáxia, e isso combina perfeitamente com o logo atual do filme que me lembrou na hora do logo do Far Cry 3: Blood Dragon.
    Outra coisa que me incomoda um pouco é o Hulk nesse filme. Não pelo fato dele estar no filme, mas pelo fato de um filme baseado em Planeta Hulk (que não é só uma história sobre o Hulk vivendo a vida de gladiador) ser imediatamente descartado e, por consequência, Todos Contra Hulk e Hulk Contra O Mundo como fontes complementares da história. Ficou muito com cara de “vamos colocar aqui o Hulk do filme que nunca vamos fazer”.

    • Franz Lima - Apogeu do Abismo Configurações

      2 de junho de 2017 em 08:44

      Compreendo suas apreensões, Filipe. Realmente sinto demais a inclusão do Hulk gladiador como um “extra”, mas é bom relembrar que o Hulk ainda tem a possibilidade de ter suas próprias histórias, incluindo Planeta Hulk. Isso se dá pelo fato de que ele está em Ragnarok como um coadjuvante. O que o levou ao planeta Sakaar é uma incógnita que será desvendada, acredito, em um filme próprio.
      Grato pelo comentário, meu amigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo