The Tim “Batman” Burton, a franquia dos anos 90. - NoSet
Cinema

The Tim “Batman” Burton, a franquia dos anos 90.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar dos altos e baixos da franquia do Batman de Burton.

b1
Batman (1989):
Batman é um filme americano baseado no personagem da DC Comics, criado por Bob Kane e dirigido por Tim Burton. No elenco Michael Keaton, Jack Nicholson, Kim Basinger, Robert Wuhl e Jack Palance.

b3

Sinopse:
Para uma Gotham cercada de vilões, surge Batman e seu algoz, O Coringa.

Crítica:
Com um orçamento de US$ 30 Milhões e sem nenhuma referência de sucesso do Cavaleiro das Trevas a seguir, Burton cria um incrível universo que se perpetua até hoje nos games Lego com um dos personagens mais amado das HQs. O sucesso de bilheteria foi arrebatador passando da casa dos US$ 200 milhões, algo quase inacreditável para um personagem de HQ até aquele momento. Timothy Walter Burton ou apenas Tim Burton é um conceituado cineasta americano. Frequentemente, seus filmes acompanham os atores Johnny Depp e Helena Bonham Carter, com quem foi casado por anos. Meu único susto com Burton foi sua tentativa, graças aos céus frustrada, de fazer um Superman com Nicholas Cage. A eterna trilha sonora do filme foi criada pelo ex-líder da banda Oingo Boingo, Daniel Robert Elfman, cantor e compositor, responsável por diversas trilhas musicais do cinema.

b2

No elenco Michael Keaton, mais conhecido por seus papéis cômicos, como em Beetlejuice ou no drama Birdman, foi um tiro no escuro de Burton usar um ator baixo e comediante para um papel tenso e sério, mas o pior é que funcionou bem. Jack Nicholson é ator, cineasta, produtor de cinema e roteirista norte-americano, foi indicado ao Oscar doze vezes, e ganhou o Oscar de melhor ator por duas vezes. Merecia pelo menos a indicação ao Oscar por sua magnífica personificação do Coringa. Kim Basinger é uma premiada atriz norte-americana, famosa por sua beleza que sobrevive à idade. Jack Palance, falecido ator norte-americano, ficou famoso por seus papéis em Western. Michael Gough foi ator britânico mais conhecido do público internacional por seu papel como Alfred Pennyworth nos primeiros quatro filmes da franquia Batman e o único a estar presente em todos da produção Burton.

b7

Batman Returns (1992):

Batman Returns é um filme americano, baseado no personagem Batman da DC Comics, produzido e dirigido por Tim Burton. O diretor já havia dirigido o primeiro Batman em 1989 e não tinha interesse em dirigir outro filme do personagem. Mas, graças aos deuses do dinheiro, fez um filme melhor que o seu anterior. Infelizmente como matou o Coringa, Nicholson não retornou a essa continuação.

b4

Sinopse:

Batman deve, nesta nova aventura, enfrentar não só vilões, mas políticos que desejam conquistar Gotham.

Crítica:
Com um orçamento mais ousado, US$ 65 Milhões, Returns não trouxe o sucesso esperado pelos produtores, mesmo que para muitos fãs este seja o melhor dos quatro filmes por causa da fidelidade com que o elenco e personagens foram tratados, mas mesmo assim ficou abaixo da bilheteria de seu antecessor. Michael Keaton volta ao papel principal, mas tem problemas sérios de contrato, pedindo um cache muito alto para usar o manto do Batman e quase ficou fora do elenco. Michelle Pfeiffer é atriz, cantora e modelo americana. Ficou perfeita de Mulher Gato e até hoje é cultuado por sua atuação na franquia. Michael DeVito é um ator, humorista, cineasta e produtor, venceu um Globo de Ouro e um Emmy. Está impagável de Pinguim, simplesmente encarnou o personagem de maneira única que até hoje tem referências nas HQs e Animações. Christopher Walken é um ator de teatro e cinema americano. Apareceu em mais de 100 filmes e programas de televisão, incluindo Annie Hall, The Deer Hunter, The Prophecy e The Dogs of War. Foia única crítica do elenco no filme, pois Walken parecia perdido e muito teatral.

b8

Batman Forever (1995):
Batman Forever foi produzido por Tim Burton e dirigido por Joel Schumacher. Baseado no personagem Batman da DC Comics, com Val Kilmer, Tommy Lee Jones, Jim Carrey, Chris O’Donnell e Nicole Kidman.

b6
Sinopse:
Batman deve ajudar Dick Grayson a encontrar seu caminho após a tragédia familiar no circo.

Crítica:
Com um orçamento de US$ 100 Milhões, é aqui que a franquia inicia sua queda magistral. Com a mudança de direção e elenco, o filme começou a ir para o brejo. O diretor Joel Schumacher (Tempo de Matar e 8 Milímetros), assume o manto que era de Burton e tenta inovar a franquia, deixando o lado gótico de lado e puxando para o lado cômico da série da televisão que tanto fez sucesso nos anos 60.

b16

Mesmo assim o público gostou e o filme rendeu mais de US$ 300 milhões em mundo todo, principalmente pela introdução do Robin no elenco. Só que a produção do filme teve problemas demais e pior, uma briga de socos entre Schumacher e Kilmer nos bastidores dificultou o término do filme e criou o medo avassalador que as mudanças de elenco e direção tenham levado o filme para o buraco, mas para os produtores, ainda não foi desta vez. Val Kilmer se tornou popular em meados da década de 80 após estrelar vários filmes de comédia, mas difícil de se trabalhar, principalmente por causa do seu temperamento forte, Kilmer chegou a ameaçar a produção de abandonar o filme.

b14

Tommy Lee Jones é um premiado ator, cineasta e produtor de cinema americano. Venceu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, em 1994 pela performance em The Fugitive. Aqui faz uma papel fraco e sem graça do Duas Caras que ficou para o esquecimento. Jim Carrey é ator, comediante e produtor canadense, conhecido por interpretar papéis cômicos em filmes como Ace Ventura, Dumb and Dumber, The Mask, The Cable Guy e Liar Liar, está simplesmente péssimo no papel de um terrível Charada e sem química nenhum com Jones. Chris O’Donnell é um ator norte-americano que atualmente interpreta G. Callen na série NCIS: Los Angeles. Péssimo ator que fez sucesso em filmes como Os Três Mosqueteiros e a série do Batman de Burton, mas logo sumiu do cinema. Nicole Kidman é atriz e produtora de cinema australiana nascida nos Estados Unidos, vencedora do Oscar e de diversos outros prêmios de prestígio. A carreira cinematográfica de Kidman começou em 1983, mas aqui realmente não conta.

b11
Batman & Robin (1997):
Batman e Robin é o pesadelo de todo fã de quadrinhos, de uma produção indigna do nome, dirigido novamente pelo péssimo Joel Schumacher, que enfia de vez a série no buraco com um filme pastelão / comédia sem nenhum atrativo. No elenco Chris O’Donnell, George Clooney, Alicia Silverstone, Uma Thurman, Arnold Schwarzenegger e John Soursby Glover.

b10

Sinopse:
Batman e Robin devem enfrentar o Sr. Frio e o péssimo roteiro para salvar Gotham.

Crítica:
Com um orçamento de US$ 125 Milhões e um roteiro lixo, o filme até que conseguiu fazer de bilheteria US$ 238 Milhões, mas foi demais criticado e encerrou a franquia, principalmente por causa das dificuldades de conseguir um elenco que não criticasse abertamente o filme como Clooney e dos fãs que não suportavam ver o Cavaleiro das Trevas indo a festas e tirando fotos, um roteiro péssimo e adaptações totalmente equivocadas dos personagens. Chris O’Donnell assume o papel principal do filme, daí da para ver o que vem por aí.

b13

George Clooney é um premiado ator, produtor e diretor de cinema e televisão. Aqui, tinha acabado de sair da série de TV e precisava de um papel no cinema. Como Clooney mesmo falou, ao acabar de ler o roteiro, sabia que teria uma bomba nas mãos, mas aceitou bem o sacrifício. Alicia Silverstone é atriz, modelo, escritora, produtora de cinema, socialite e empresária, mais conhecida por sua atuação nos filmes de Hollywood como As Patricinhas de Beverly Hills. Sua personagem Batgirl é péssima, e ainda errônea ao colocá-la como Sobrinha do Alfred e não filha do Comissário Gordon.

b12

Falam as más línguas que Silverstone teve que fazer um regime daqueles para caber no uniforme. Uma Thurman teve seu papel mais vergonhoso de sua carreira como Hera Venenosa. Arnold Schwarzenegger é um ex-fisiculturista, ator, empresário e político austro-americano, tendo servido como 38º governador do estado da Califórnia. Talvez o único que se divertiu o filme todo como Mr. Freeze. John Glover. é ator norte-americano, vencedor do Tony Award e do Emmy Award, conhecido por interpretar Lionel Luthor no seriado de tv Smallville. Péssimo como cientista maluco e uma péssima adaptação do personagem da Vertigo Homem Fluônico. Sói para não deixar de mencionar, o vilão secundário era o Bane, mas é melhor nem lembrar.

b15

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo