Starship Troopers de Paul Verhoeven: Livros, Filmes, Games, HQs e Animações. - NoSet
Cinema

Starship Troopers de Paul Verhoeven: Livros, Filmes, Games, HQs e Animações.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje vamos falar de uma das minhas franquias favoritas de ficção.

Tropas Estelares (Romance de 1959)

Starship Troopers é um romance de ficção científica militar escrito por Robert A. Heinlein, publicado na The Magazine of Fantasy & Science Fiction entre outubro e novembro de 1959, cujo filme posterior foi dirigido por Paul Verhoeven. Através de uma narrativa em primeira pessoa, o enredo de Tropas Estelares conta as aventuras futuristas do soldado Juan “Johnny” Rico, membro da infantaria móvel. Após um ataque à Terra, que causa a destruição de Buenos Aires, ocorre uma guerra contra os Insetos, também chamados Aracnídeos, em seu planeta, Klendathu. A obra é considerada um clássico da literatura. Já foi alvo de adaptações para diversos formatos de mídia, como série de TV, cinema, quadrinhos e anime.

Curiosidades: O filme Aliens de James Cameron, de 1986, incorporou temas e frases da novela, tais como os termos “the drop” e “bug hunt”, assim como a empilhadeira exoesqueleto. Os atores representando os “Colonial Marines” (“Fuzileiros Coloniais”) também foram obrigados a ler Starship Troopers como parte de sua preparação antes das filmagens.O criador da série de TV animê mecha Mobile Suit Gundam (1979) tem citado Starship Troopers como inspiração. Em 1988, a Sunrise e a Bandai Visual produziram uma OVA japonesa localmente intitulada Uchū no Senshi.

A versão para o cinema, Starship Troopers, de 1997, foi dirigida por Paul Verhoeven, de filmes como RoboCop e Total Recall, e estrelada por Casper Van Dien, Dina Meyer e Denise Richards. O filme divergiu muito em termos de temas e tramas da novela, e recebeu críticas variadas. Uma sequência seguiu-se em 2004, intitulada Starship Troopers 2: Hero of the Federation, e outra em 2008, Starship Troopers 3: Marauder, e outra em 2012, Starship Troopers: Invasion. Uma série de animação, Roughnecks: Starship Troopers Chronicles, que teve inspiração tanto da novela quanto do primeiro filme, iniciou em 1999 e foi encerrada após 37 episódios.

A franquia foi adaptada para as HQs pelas editoras Dark Horse, Moongoose e Markosia. Em julho de 2012, um filme de animação intitulado Starship Troopers: Invasion foi lançado em DVD e Blu-ray. Ele apresenta novos personagens, Rico, surge como um general, desempenhando um papel de apoio.

Starship Troopers (1997):

Dirigido por Paul Verhoeven, produzido por Jon Davison e Alan Marshall, roteiro por Edward Neumeier, baseado em tropas Estelares, romance de 1959 de Robert A. Heinlein. Estrelando Casper Van Dien, Dina Meyer, Denise Richards, Jake Busey, Neil Patrick Harris, Patrick Muldoon e Michael Ironside, produzido pela companhia TriStar Imagens e distribuído por Columbia TriStar Motion Picture Group .

Com orçamento caríssimo para época de US$ 105 milhões e uma fraca bilheteria de US $ 122 milhões, Starship Troopers é um filme de ação de ficção científica americana dirigido por Paul Verhoeven e escrito por Edward Neumeier . Originalmente veio de um script não relacionado chamado Bug Hunt no Outpost Nine , mas finalmente licenciou o nome Starship Troopers de um romance de ficção científica de Robert A. Heinlein . A história segue um jovem soldado chamado Johnny Rico e suas façanhas na Infantaria Móvel , uma unidade militar futurista. A carreira militar de Rico progride de recruta para NCO e finalmente para oficial contra o pano de fundo de uma guerra interestelar entre a humanidade e uma espécie insectoid conhecida como “Arachnids”. O filme foi nomeado para o Oscar de Melhor Efeitos Visuais na 70ª Academia em 1998. Verhoeven diz que o uso da ironia no filme é “brincar com o fascismo ou imagens fascistas para apontar certos aspectos da sociedade americana. Em 2012, a revista Slant classificou o filme número 20 em sua lista dos 100 melhores filmes da década de 1990.

Sinopse: No século 23, a humanidade tornou-se uma civilização espacial. Ao colonizar novos planetas, os seres humanos encontraram uma espécie insectoide conhecida como Arachnids ou ” Bugs “, com sua casa sendo o mundo distante Klendathu . Os insetos parecem ser pouco mais do que máquinas de matar selvagens, implacáveis, embora haja sugestões de que eles foram provocados pela intrusão de seres humanos em seus habitats.

Crítica: Um dos meus filmes preferidos de ficção, Tropas estelares me conquistou por ser um filme de guerra estelar diferenciado em seu conceito e estilo, humor de roteiro. Não dá para não falar do filme sem falar da semelhança com o famoso game Gear of War da Epic Game em vários detalhes e história.  Minha paixão pelo filme me fez jogar o primeiro Gera e zerar o segundo com muito orgulho.

Paul Verhoeven se tornou um dos meus diretores preferidos de ficção dos anos 80 e 90 por causa da sua audácia de contar uma história sempre polêmica, abusando de conceitos sociais como fobia, sexualidade, preconceitos raciais, corrupção e poder, tudo isso através de uma forte mídia televisiva, detalhes que fazem sempre de seu roteiro um ponto forte e de seus trabalhos algo imperdível. Podemos citar em seus trabalhos mais conceituados os filmes Robocop (1987), Vingador do Futuro (1990) e Instinto Selvagem (1992), filmes imperdíveis em cada detalhe.

Em Tropas Estelares, um filme longo, caríssimo e um elenco juvenil vindo todo de filmes B semi famosos, Paul Verhoeven abusa da ficção e o uso da guerra como controle mental e social. Como já falamos, criticas sociais e políticas através de um humor único e em alguns pontos até negro, com autoritarismo, com pitadas de neo socialismo, em detalhes que vão desde a escola até o uniforme usado pelos oficiais, mas com um enredo profundo e até semelhante a outro filme, Enders games, onde somente através da força e frieza desde a infância, se consegue vencer o inimigo desconhecido, somente importando a lei da sobrevivência.

Do elenco, Casper Van Dien ( John “Johnny” Rico) é um ator famoso de filmes B e conseguiu muito destaque no papel principal.  Dina Meyer (Pvt. Dizzy “Diz” Flores)é uma atriz famosa por filmes B como a franquia de terror Jogos Mortais. Denise Richards (Lt./Capt. Carmen Ibanez) conhecida por ter feito um 007 e participado de um Todo Mundo em Pânico, ex esposa do ator Charlie Sheen. Jake Busey (Pvt. Ace Levy) participou de vários filmes, senod seu último trabalho a série Um Drink no Inferno. Neil Patrick Harris (Coronel Carl Jenkins) é um famoso ator de séries como How I Met Your Mother. Patrick Muldoon (Tenente Zander Barcalow) de Stigmata e Far Cry, Clancy Brown (Sgt./Pvt. Zim) de Um Sonho de Liberdade e Highlander e finalmente Michael Ironside (Lt. Jean Rasczak) de O Vingador do Futuro e Top Gun. Ironside foi o único ator deste filme a já ter trabalhado com Verhoeven em outro projeto.

Curiosidades: O filme começou a produção com um script chamado Bug Hunt. Verhoeven nunca tinha lido o livro e após tentar disse: “Eu parei depois do segundo capítulo, porque era tão chato, é realmente um livro muito ruim. Eu pedi a Ed Neumeier para me contar a história porque eu simplesmente não conseguia ler. É um livro muito direitista. As cenas do “planeta do inseto” foram filmadas no condado de Natrona , no Wyoming. Em várias cenas do filme incluem o produtor Jon Davison como um residente irritado de Buenos Aires que diz à câmera de FedNet “o único inseto bom é um inseto morto!” Novamente o roteirista Ed Neumeier aparece como o assassino rapidamente capturado, condenado e condenado em outro clipe da FedNet. Também um ex- US Marine Dale Dye , cuja empresa Warriors Inc. forneceu conselhos técnicos militares sobre o filme, apareceu como um oficial de alto escalão após a captura do Brain Bug . Mark Wahlberg e James Marsden recusaram o papel de Johnny Rico, que em última análise foi para Casper Van Dien .

Duas cenas de nudez foram mantidas na versão original. O chuveiro e na tenda entre Rico e Dizzy, embora estes tenham sido alterados na versão cinematográfica. O elenco concordou em fazer a cena do chuveiro apenas se Verhoeven dirigisse a mesma nu, o que ele fez. O diretor Verhoeven, o produtor Davison, o escritor Neumeier, os criadores de efeitos de criatura Phil Tippett e Craig Hayes e o compositor Basil Poledouris estiveram envolvidos também com o filme original do RoboCop . O ator Michael Ironside também foi considerado para o papel de Murphy / RoboCop, mas Ironside apareceu no Total Recall de Verhoeven.

O filme inclui alusões visuais a filmes de propaganda como Why We Fight , Triumph of the Will e noticiários de guerra e os símbolos e certos estilos de vestuário da Federação são modelados sobre os dos nazistas ( por exemplo , blusão , ternos, boné, etc. Além disso, os uniformes dos oficiais de inteligência militar têm uma semelhança impressionante com os da Allgemeine-SS). O uso de imagens nazistas para os heróis americanos do filme ocasionou comentários. No momento da estréia do filme, os cineastas não explicaram as razões para essa escolha, com o resultado de que alguns espectadores interpretaram isso como sátira , enquanto outros a leram como uma celebração do fascismo. Nos comentários do DVD, Verhoeven declara claramente suas intenções: a mensagem do filme é que “a guerra faz de todos nós fascistas.” Ele evocou a moda, a iconografia e a propaganda da Alemanha nazista porque a via como uma evolução natural dos Estados Unidos pós- Segunda Guerra Mundial.”

Starship Troopers recebeu críticas negativas dos críticos americanos. Teve uma avaliação de aprovação de 63% no Web site do agregador da revisão do Rotten Tomatoes , baseado em 59 revisões e em 51% em Metacritic , indicando avaliações misturadas ou médias baseadas em 20 críticos. Starship Troopers foi nomeado para uma série de prêmios em 1998, incluindo o Oscar de efeitos visuais.

Starship Troopers 2: Hero of the Federation (2004):

Escrito por Edward Neumeier, dirigido por Phil Tippett, estrelando Richard Burgi, Lawrence Monoson e Colleen Porch, produtor Jon Davison, produção TriStar Imagens e distribuído Sony Pictures Televisão.  Starship Troopers 2: Hero of the Federation é um filme feito para TV de 2004 e um spin off de Starship Troopers de 1997. O filme estreou na Encore Action em 24 de abril de 2004 e foi lançado em DVD em primeiro de junho de 2004.

Sinopse: Em um planeta habitado por aracnídeos, um esquadrão de soldados encontra-se preso e cercado por todos os lados por forças aracnoides, mesmo com sua nova tecnologia de armas a laser e assistência de soldados psíquicos, o ataque de Aracnídeo os sobrecarrega. O General Jack Shepherd (Ed Lauter) decide fazer uma última parada com quatro de seus melhores soldados para permitir que a maioria de suas tropas sobreviventes escapem. O plano funciona e os soldados fogem, incluindo o sargento Dede Rake (Brenda Strong), o tenente psíquico Pavlov Dill (Lawrence Monoson), a soldada Jill Sandee (Sandrine Holt), seu amante o soldado Duff Horton (Jason-Shane Scott) e o soldado Sahara (Colleen Porch). Apesar de alcançar segurança relativa, a equipe é reduzida por tempestades mortíferas e emboscadas de aracnídeos, incluindo o único membro do pelotão com um rádio, o cabo Thom Kobe (Brian Tee). O tenente Dill é incapaz de comandar seus soldados enquanto recebe visões traumáticas da aniquilação absoluta. Ele leva sua raiva para fora no Sahara Privado, que é revelado ter poderes psíquicos, mas perdeu o controle confiável de suas habilidades psíquicas durante a puberdade.

Os refugiados restantes encontram-se abrigando no Hotel Delta 1-8-5, uma estrutura velha e abandonada que contém o capitão VJ Dax (Richard Burgi), um soldado desonrado que matou seu comandante e foi selado em um forno. Quando uma tempestade de poeira mortal dispara, eles se encontram sem comunicações por um longo período de tempo e se protegem com uma cerca de pulso elétrico. Dax assume o comando, para o aborrecimento de Dill, e os dois desenvolvem inimizade. Dax vê Dill como um comandante incompetente, enquanto Dill vê Dax como um traidor para a Federação.

Crítica: Com um razoável filme de US$ 7 milhões de custo, quase US$ 95 milhões a menos que seu antecessor, o roteirista Escrito por Edward Neumeier e o novato diretor Phil Tippett contam uma história spin off de uma equipe presa e sem muitas esperanças, que depende de cada esforço de cada uma para a sobrevivência. Infelizmente isto não é suficiente para entreter ou fazer um clássico, quanto mais um Cult, como é o seu primeiro, mas até que o filme é passável, se você esquecer os pontos mais relevantes do primeiro filme que foram a sociedade, a cultura e a mídia fascista. Isto é quase esquecido nesta continuação.

Com um elenco totalmente novo, temos conhecidos Billy Brown (Stra trek e how to get Away with a Murder) como o soldado Ottis Brick, Colleen Porch (Transformers) como Private Lei Sahara e Ed Lauter(O Artista) como General Jack Shepherd.

Curiosidades: Houve também em 1999 um spin off de CGI de meia hora cada capítulo para uma série de TV intitulado Roughnecks: Starship Troopers Chronicles , que durou apenas uma temporada e terminou a história em aberto sem um final adequado. Em 1997, Avalon Hill lançou Starship Troopers: Prepare-se para a batalha! , Um jogo de tabuleiro baseado na versão cinematográfica e não no livro de Heinlein.   Avalon Hill já tinha lançado anteriormente um jogo chamado Robert Heinlein Starship Troopers em 1976. Um game de táticas em tempo real intitulado Starship Troopers: Terran Ascendancy foi lançado em 2000. Este jogo também incorporou os ternos energizados no romance de Heinlein na versão Verhoeven da Infantaria Móvel. Foi desenvolvido pela empresa australiana de software Blue Tongue Entertainment. Um jogo de tiro em primeira pessoa também intitulado Starship Troopers foi lançado em 15 de novembro de 2005. Esta versão foi desenvolvida pela Strangelite Studios e publicada pelo Empire Interactive. Sega Pinball lançou uma máquina de pinball baseada neste filme. O filme foi lançado simultaneamente com uma novelização em HQ gráfica , que recontou eventos do filme. Houve também séries adicionais que foram lançadas com base no universo Verhoeven, embora não diretamente relacionados com o filme. Outras séries foram publicadas pela Dark Horse Comics e Markosia .

Starship Troopers 3: Marauder (2007)

Dirigido e esc rito por Edward Neumeier, produzido por David Lancaster, estrelando Casper Van Dien, Jolene Blalock, Stephen Hogan, Amanda Donohoe, Marnette Patterson e Boris Kodjoe, distribuído por Estágio 6 Filmes e Sony Pictures Home Entertainment.

Com um melhor orçamento do seu anterior, de US$ 9 milhões, Starship Troopers 3: Marauder é um filme de ficção científica americano que volta ao universo original dos Troopers de 1997. O filme foi lançado diretamente em DVD nos EUA em 5 de agosto de 2008. A produção começou em maio de 2007, com fotografia principal começando na África do Sul. Uma seqüência animada por computador, Starship Troopers: Invasion , foi lançado em 2012.

Sinopse: Nos últimos onze anos de “The Second Bug War”, a Infantaria Móvel melhorou suas armas e táticas. No entanto, como eles se adaptam, o mesmo acontece com os Bugs e muitas novas variantes de Aracnídeo se desenvolveram. A United Citizen Federation agora se encontra envolvida em guerra de trincheira nos planetas da fronteira . A Federação usa toda sua força nos meios de comunicação, usando sua autoridade judicial e militar para suprimir os manifestantes da paz, fanáticos religiosos e fazendeiros de colônias distantes que não aceitam o poder ditatorial da Federação.

O coronel Johnny Rico (Casper Van Dien) está estacionado no planeta agrário Roku San quando o popular marechal do céu, e cantor, Omar Anoke (tephen Hogan) faz uma visita. Fora de serviço, o velho amigo de Rico, General Dix Hauser (Boris Kodjoe), entra em uma briga de bar com fazendeiros protestando contra a guerra. Durante a luta, Rico para Dix antes deste matar um dos agricultores. Dix tenta fazer Rico ser preso, mas as defesas de base fracassam e devido a um ataque surpresa alienígena. Rico bate Dix no chão e sai para ajudar a combater os Aracnídeos. Quando Roku San cai, Rico é culpado pela Media Federal e enviado para execução por insubordinação por golpear um oficial superior.

Crítica: Mesmo com um orçamento baixíssimo, o inteligente diretor Neumeier faz um bom trabalho, retornando ao que há de mais importante em Starship Troopers, o lado da Federação como força fascista e política, além da mídia, do que simplesmente falar dos insetos e de uma equipe presa em um planeta esquecido, quase um Alien sem o mesmo charme de produção.

Starship Troopers 3 aproveita para incluir novos temas como religião, manifestações contra governamentais e casamento, temas que são lidados por um governo que está perdendo uma guerra contra os insetos e sua força interna, dentro das tropas, quanto externas nas colônias distantes  Neste excelente contexto, as reviravoltas são bem implantadas tornando o filme um interessante entretenimento.

Do elenco a volta de Casper Van Dien (Coronel Johnny Rico) foi essencial para a história das certo, Dien nasceu para o papel e o faz de maneira perfeita. A franquia deveria fechar mais filmes com ele. Jolene Blalock (Stra Trek Enterprose) como a Capitão Lola Beck não está muito a vontade, lembrando uma versão pobre da atriz Angelina Jolie. Boris Kodjoe como General Dix Hauser faz uma bom contraponto ao Coronel Rico, Stephen Hogan como o Marechal do Céu Omar Anoke entrega desde o principio suas intenções, o que faz o roteiro perder um pouco do encanto e Marnette Patterson (Charmed) como a religiosa Holly Little tem seu momento de glória, quando em sua nova religião, já demonstra o lado fascista igual a do poder político.

Curiosidades: Joe Leydon da Variety declarou: “Os adeptos da Starship Troopers de Paul Verhoeven terão o prazer de notar que esta terceira sequela é digna de seu trabalho, ao contrário do insignificante Starship Troopers 2 de 2004 : Herói da Federação. O capítulo mais recente repete a mistura amorosa ou odiosa de Verhoeven de horrível desordem, melodrama exagerado, nudez aparente e a estética fascista. Alex Dorn, da UGO.com, afirmou que “os fãs do filme original devem estar bastante satisfeitos com este empreendimento”, mas que aqueles “que esperam a maravilha do grande orçamento do original ficarão desapontados”. Ele deu ao filme uma classificação geral de B menos. Scott Weinberg, da FEARnet, deu ao filme uma nova crítica, afirmando que o filme é “provavelmente mais um caça níquel do que um Cult, mas certamente vale a pena um olhar se você gostou do primeiro filme”.

Críticos da IFMagazine gostaram do filme, dizendo: “Os cenários e as locações são bons, a atuação é surpreendentemente boa, o enredo é decente e há bastante comentário político e social, da opressão das liberdades religiosas, a nenhum direito de reunião, à execução daqueles que falam contra A guerra, a propaganda usada para esconder a verdade, a usar o sexo quer gay ou direto para levar as pessoas a se inscreverem para as forças armadas, que ela remete ao original “. Em março de 2009, Marauder foi nomeado para um Prêmio de Saturno 2009 na categoria de Melhor DVD lançado naquele ano.

Starship Troopers: Invasão (CGI 2013)

Dirigido por Shinji Aramaki, produzido por Joseph Chou, roteiro por Flint Dille, história por Shinji Aramaki e Shigehito Kawada, companhia Sola Artes Digitais e Estágio 6 Filmes, distribuído por Sony Pictures Entertainment. Starship Troopers 4: Invasion , é uma animação japonês-americano de ficção científica militar dirigido por Shinji Aramaki . A quarta parcela da série de filmes Starship Troopers , foi lançado no Japão em 21 de julho de 2012 e na América do Norte em 28 de agosto de 2012 como um título direto para o vídeo .

Sinopse: Em um asteróide, o Fort Casey da Federação Terráquea está cheia de insetos. A nave estelar Alesia começa a implantar seus soldados da Infantaria Móvel, para capturar e controlar o hangar e resgatar qualquer sobrevivente. A equipe ‘Alfa’ do tenente Daugherty aterrissa e imediatamente enfrenta bugs, lutando para encontrar s soldados sobreviventes.

Curiosidades: Edward Neumeier , escritor dos três filmes anteriores da série, e Casper Van Dien , ator interpretando o protagonista Johnny Rico no primeiro e terceiro filme , são anexados como produtores executivos. De acordo com Neumeier, ele foi autorizado a ter tanto impacto como ele queria em seu papel de consultor, mas seu envolvimento acabou bastante limitado, uma vez que o roteiro foi concluído, demorou cerca de um ano e meio para completar o filme. Os personagens de Johnny Rico, Carl Jenkins e Carmen Ibanez fazem um retorno ao Universo Trooper, mas suas vozes não são interpretadas pelos atores originais. Se você é fã da série, esta animação é imperdível.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo