Rock Star O filme do Judas Priest: Vem ai Lollapalooza 2019 - NoSet
Cinema

Rock Star O filme do Judas Priest: Vem ai Lollapalooza 2019

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Moura e esse é o nosso papo Lollapaooza 2019. Mark Wahlberg já fez um pouco de tudo na vida, mas sabiam que já foi cantor de uma banda chamada Mark Mark nos anos 90. Após decidir mudar de plataforma, Wahlberg voltou a cantar em alguns filmes e Rock Star é sensacional.

Rock Star (2001):

Direção Stephen Herek, produção Robert Lawrence e Toby Jaffe, roteiro John Stockwell, elenco Mark Wahlberg, Jennifer Aniston, Jason Flemyng, Timothy Olyphant, Timothy Spall e Dominic West, companhias produtoras Bel Air Entertainment e Maysville, distribuição Warner Bros.

Sinopse: Década de 1980, Chris Coles trabalha como técnico de máquinas de cópias ao mesmo tempo em que é vocalista de uma banda cover de seu grupo de heavy metal predileto, o Steel Dragon. Até que sua vida muda por completo quando o vocalista da banda Steel Dragon é expulso do grupo e os demais integrantes o convidam para substituí-lo. Chris Cole nasceu para ser rockeiro. Sua namorada Emily acreditava que o talento de Chris poderia levar-lhe à qualquer lugar, mas, em vez de escrever a sua própria música, Chris copiava o Bobby Beers, vocalista do Steel Dragon, uma lenda do Heavy Metal que tanto inspiram e consomem a sua vida. Por dias, Chris ainda vive na casa de seus pais e gasta o seu dia na reparação de máquinas copiadoras. Mas quando Chris toma o palco, ele vira a nova estrela do rock. Quando ele tomou à frente a musica Blood Pollution, Pensilvânia estréia uma homenagem à banda Steel Dragon, Chris Cole é Bobby Beers – competindo audiências com a sua perfeita imitação de Beers “vocais eletricos e sexy snarl.

Crítica: Rock Star é aquele filmão Cult que passou desapercebido do público nos cinemas internacionais, principalmente pelos problemas com a produção e comparações a banda de rock pesado Judas Priest, mas que criou uma geração de fãs das antigas locadoras e sessão da tarde da Globo, com boas músicas e uma direção impecável.  Com lançamento nos Estados Unidos em 7 de setembro de 2001 e um orçamento de US$ 38 milhões, o resultado final foi uma péssima receita de US$ 20 milhões. O diretor de comédias e ação Stephen Herek, de 101 Dálmatas, Bill and Ted e Os Três Mosqueteiros, entre outros, conta uma história real sobre um vocalista de banda cover que tem a oportunidade de substituir o vocalista original e seguir sua carreira de músico. Talvez o maior problema do filme seja o fato de ser baseado em fatos reais, mas ainda assim justamente sua melhor qualidade. Erros de custo e a mudança do tipo de propaganda para pagar as despesas tornaram o filme a piada de público, passando realmente despercebido até para os roqueiros, mesmo tendo o bom e velho Rock n Roll. Mark representa uma geração que sonhava com o palco, os fãs e para quem desconhece a história que é comum envolvendo mulheres, drogas, álcool, dinheiro e uma vida completamente fora de padrão, sonho de muitos jovens, mas que já levou a vida de grandes artistas.

No elenco Mark Wahlberg, de Transformer e Jennifer Aniston (ex Brad Pitt), mais conhecido como a Rachel da série Friends, fazem o papel na medida que o filme pede, mas talvez por causa do início de carreira cinematográfica, não tiveram o peso necessário para trazer mais públuco ao final. Além dos dois temos Jason Flemyng, de Furia de Titãs, X-Men e Liga da Justiça Extraordinária, como Bobby Beers.

Curiosidades: Os membros da banda são retratados pelo ex- Dokken e atual baixista do Foreigner, Jeff Pilson, o fundador da Black Label Society e guitarrista do Ozzy Osbourne, Zakk Wylde, o ator Dominic West , e ex-baterista do Foreigner e Black Country Communion Jason Bonham (filho do falecido John Bonham, baterista do Led Zeppelin ). Myles Kennedy , que na época era o vocalista do The Mayfield Four e agora o vocalista do Alter Bridge e do projeto solo de Slash , faz uma aparição. A voz de Wahlberg foi dada pelo vocalista do Steelheart , Miljenko Matijevic, para o Steel Dragon Songs, e o número final foi batizado por Brian Vander Ark. Jeff Scott Soto (do Talisman , Yngwie Malmsteen , Soul SirkUS e Journey ) deu a voz ao personagem do cantor que Wahlberg substitui. Kennedy é o único ator cuja voz é usada. Ralph Saenz (Steel Panther ) também aparece brevemente, enquanto o cantor faz a audição à frente de Chris no estúdio. Blood Pollution (antiga banda de Chris Cole e uma banda de tributo ao Steel Dragon) também é composta por artistas musicais conhecidos, incluindo o guitarrista Nick Catanese (Black Label Society), o baterista Blas Elias (Slaughter) e o baixista Brian Vander Ark (The Verve Pipe) que também contribuiu com uma música para a trilha sonora do filme. O ator Timothy Olyphant interpreta o guitarrista do Blood Pollution, Rob Malcolm. Bradley, o cantor que substitui Chris em Blood Pollution, é interpretado por Stephan Jenkins, vocalista do Third Eye Blind .

Depois que o The New York Times publicou uma reportagem sobre Tim “Ripper” Owens em 1997, vários estúdios de Hollywood concorreram para escolher os direitos de filmagem. A Warner Bros. ganhou a licitação e contratou John Stockwell para escrever o roteiro. Stockwell logo começou a pesquisar a cena do Heavy Metal e banda original, visitou a cidade natal de Owens, Akron, Ohio. Depois disso, o projeto, sob o título de trabalho de Metal God , obteve o envolvimento da recém fundada Maysville Pictures, de George Clooney . Brad Pitt assinou contrato para estrelar em 1998, mas acabou desistindo do projeto depois de diferenças criativas com o estúdio. Eventualmente Mark Wahlberg , um ex-rapper com Marky Mark e Funky Bunch, que co-estrelou com Clooney em Three Kings, foi contratado para o papel principal em maio de 1999. Stephen Herek assinou para dirigir em outubro] e no mês seguinte, Jennifer Aniston assinou, enquanto Callie Khouri foi contratada para revisar o roteiro.

Wahlberg passou cinco meses preparando-se para o seu papel como Chris Cole, trabalhando com um treinador vocal, cultivando seu cabelo, comparecendo à cena do metal e vagando pelo personagem de Los Angeles. Uma cena de show foi filmada na Los Angeles Memorial Sports Arena antes de 10.000 fãs do Metallica e do Megadeth. Durante as filmagens de uma performance de Steel Dragon, a equipe brincou com Wahlberg tocando ” Good Vibrations ” de Marky Mark ao invés de uma faixa de rock, e filmagens disso foram apresentadas durante os créditos finais do filme. Em 2001, Warner renomeou o projeto de Metal God para Rock Star, a fim de atrair um público do rock mais amplo, em vez de apenas fãs de metal.

O filme estreou na quarta posição nas bilheterias dos EUA, arrecadando US$ 6 milhões em seu fim de semana de abertura  e arrecadando um total de US$ 17 milhões mais US$ 2 milhões internacionalmente por um total de US$ 19 milhões em um orçamento de US $ 57 milhões, o Rock Star era uma bomba nas bilheterias . No site de agregadores de resenhas Rotten Tomatoes , o filme tem uma pontuação 52% “podre”, com o consenso “Como seu título, Rock Star é bastante genérico, não tanto na cena heavy metal, mas também em clichês e fórmulas de rock”.  Em outro agregador, Metacritic , o filme é avaliado 54 com base em 32 avaliações.

Quando o baixista do Judas Priest , Ian Hill, foi questionado sobre sua reação ao Rock Star em uma entrevista na revista PopMatters , Hill respondeu: “Bem, foi uma verdadeira obra de ficção, sabe? Quando ouvimos sobre a produtora iríamos fazer um filme baseado Tanto quanto sabíamos, oferecemos nossa ajuda e dissemos: ‘Se há algo que você queira saber, fale conosco na hora’. E, certamente, nossa comunicação foi cortada e foi isso e eles partiram por conta própria. ” Hill acrescentou “Quer dizer, eu gostei muito do filme. Foi divertido, sabe?” Hill foi citado dizendo: “Não tem nada a ver com Rob Halford, Ripper Owens e Judas Priest, não tem nada a ver com isso, seja qual for. Foi ficção. Além do fato de que ‘Local Boy Makes Good’? único aspecto verdadeiro do filme. ” Hill foi rápido em acrescentar “eu assisti uma vez. Eu não tenho vontade de assistir de novo.”

Chegou a hora de conhecer o lineup por dia do Lollapalooza Brasil 2019! A oitava edição deste que é um dos mais importantes eventos de música e experiência do mundo, contará com os headlinersArctic Monkeys, Tribalistas, Sam Smith Tiësto no dia 5 de abril; Kings of Leon, Post Malone, Lenny Kravitz e Steve Aoki, no dia 6 de abril; Kendrick Lamar, TWENTY ØNE PILØTS Dimitri Vegas & Like Mike no dia 7 de abril.

CONFIRA O LINEUP OFICIAL POR DIA DA EDIÇÃO DE 2019 DO LOLLAPALOOZA BRASIL:

SEXTA-FEIRA – 05/ABR/2019

ARCTIC MONKEYS • TRIBALISTAS • SAM SMITH
TIËSTO • THE 1975 • MACKLEMORE • FOALS • KSHMR • ST. VINCENT
ZHU • PORTUGAL. THE MAN • FISHER • TROYE SIVAN • SCALENE
BRUNO BE • LOUD LUXURY • ELEKFANTZ • AUTORAMAS • DASHDOT
MAZ • THE FEVER 333 • MOLHO NEGRO

SÁBADO – 06/ABR/2019

KINGS OF LEON • POST MALONE • LENNY KRAVITZ
STEVE AOKI • VINTAGE CULTURE • ODESZA • SNOW PATROL • BRING ME THE HORIZON
SILVA • CHEMICAL SURF • RASHID • KUNGS • JORJA SMITH • LANY
DUBDOGZ FEAT. VITOR KLEY • ILLUSIONIZE • JAIN • LINIKER E OS CARAMELOWS •
VALENTINO KHAN • GRYFFIN • LIU • CARNE DOCE • DUDA BEAT • CATAVENTO

DOMINGO – 07/ABR/2019

KENDRICK LAMAR • TWENTY ØNE PILØTS
INTERPOL • DIMITRI VEGAS & LIKE MIKE • GRETA VAN FLEET • YEARS & YEARS
GABRIEL, O PENSADOR • RL GRIME • DON DIABLO • BK’ • GTA • GROOVE DELIGHT
RÜFÜS DU SOL • BHASKAR • KVSH • LETRUX • PONTIFEXX • ALÁFIA • LUIZA LIAN
THE INSPECTOR CLUZO • E A TERRA NUNCA ME PARECEU TÃO DISTANTE

LOCAIS DE VENDA – COM TAXA DE CONVENIÊNCIA
– Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Entrega em domicílio – taxas de conveniência e de entrega.
– Pontos de venda: Km De Vantagens Hall (RJ e BH)

Datas: 5, 6 e 7 de abril de 2019
Local: Autódromo de Interlagos – Avenida Senador Teotônio Vilela, 261 – Interlagos – São Paulo – SP
Classificação etária: Crianças abaixo de 05 anos: Não será permitida a entrada.
De 05 a 14 anos: Permitida a entrada acompanhado por pais ou responsáveis.
A partir de 15 anos: Permitida a entrada desacompanhados.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo