Um ladrão honesto – “Legado Explosivo”

Há quem ainda acredite que o amor move montanhas, faz as pessoas mudarem suas prioridades, mesmo aquelas pessoas que parecem não ter esperança de mudar … Parece um pouco utópico para esta colunista que vos fala, mas funciona no lançamento do filme “Legado Explosivo”.

Este filme “Legado Explosivo”, estreia hoje nas plataformas digitais: Itunes, Google Play, Youtube, Net Now e Vivo Play.

O longa, cujo nome original é “Honest Thief” (ladrão honesto), escrito por Steve Allrich e Mark Williams, este último assina a direção, chega às plataformas digitais brasileiras hoje, dia 04 de março de 2021.

Tom Dolan é um exímio ladrão de bancos, especializado em explosivos e em não ser pego pela polícia. Certo dia ele conhece Annie, por quem se apaixona perdidamente e, para ter uma vida normal com ela, ele decide parar “trabalhar” em seu “ramo”.

Quando eles decidem irem morar sozinho a consciência de Tom pesa, sabe que ele precisa se entregar totalmente e, para isso, precisa falar toda a verdade para Annie. O primeiro passo seria contar a ela o que ele fazia de verdade (ela não sabia), mas a conversa acabou sendo adiada, então ele decidiu passar para o próximo passo: se entregar a polícia.

Acontece que o último roubo que Tom fez foi dois anos antes, pouco antes de conhecer Annie, e foi uma quantia tão grande que virou notícia nacional, logo muitos ladrões se apresentaram dizendo ser Tom, então a polícia duvidou da história dele.

Quem deveria investigar o caso eram Sean Meyers e Samuel Baker, mas, pela desconfiança de ser um trote, enviam no lugar John Nivens e Ramon Hall, oficiais com nível hierárquico menor. A missão deles era interrogar Tom, buscando evidências que comprovassem sua identidade e a autoria do roubo, a principal evidência é o dinheiro que ele roubou e guardou.

Tom mesmo fala isso, fala também onde está o dinheiro, entregando a chave do local (era tipo um armazém). Ao encontrar parte do dinheiro, Nivens se mostra extremamente ganancioso, convencendo Hall a ficarem com o dinheiro, o que não teria nenhum agravamento para eles nem para Tom, já que o dinheiro “não era de ninguém”.

O plano sai dos trilhos porque Tom está decidido a mudar de vida, apesar de todas as consequências que isso possa trazer, então se empenha em fazer a polícia acreditar nele. Quando Nivens percebe que Tom não seguirá seu plano começa uma corrida perigosa entre eles, no caminho vidas são perdidas e a honestidade da polícia é posta em prova.

Mas sim, Tom consegue se entregar oficialmente a Meyers, que passa a admirar suas táticas e suas razões.

Por caminho entendam como pancadaria, perseguição de carros dentro de cidade, tiroteio, explosão e tudo que Liam Neeson pode fazer para não ser enganado.

Tom Dolan é vivido por Liam Neeson, ator conhecidíssimo por personagens e filmes de ação, como o Ra’s Al Ghul da triologia do “Batman” de Christopher Nolan e os filmes “Busca Implacável”. Ele talento de ação parece mais um pano de fundo para personagens mais profundos dele.

Com Tom conseguimos ver o lado bom, ser humano dele, sendo mais forte que o instinto de roubar. Une-se a isso o fator Annie, que mostra um homem com um alvo nas costas, mas com muita capacidade de amar, alguém extremamente forte e, ao mesmo tempo, vulnerável.

Logo no início do filme eu não o associei ao grande Ra’s Al Ghul, mas sim a Daniel, lá de “Simplesmente Amor”, que decifra o amor com o entendo de 11 anos … Ou melhor, um pouco dos dois e todo Liam Neeson.

Annie é vivida por Kate Walsh, conhecia por “Grey’s Anaomy”, “Private Practice”, “13 Reasons Why”, “Umbrella Academy” e “Emily in Paris”. E é por isso que se fala que ela é onipresente na Netflix!

Brincadeiras à parte, Kate Walsh é conhecida por personagens dramáticas ou cômicas, às vezes unindo as duas vertentes, em “Legado Explosivo” é possível ver isso, mas a personagem parece ser mais real do que eu estava acostumada a ver com ela.

Samuel Baker, que era o chefão do departamento de polícia, é interpretado por Robert Patrick, conhecido por séries como “True Blood” e “Scorpion”. O parceiro de trabalho dele, Sean Meyers, é vivido por Jeffrey Donovan, conhecido por “Burn Notice” e filmes como “J. Edgar”, “A Troca” e “Sicario”.

John Nivens, o policial corrupto que inicia toda a perseguição, é vivido por Jai Courteney, conhecido pela série “Spartacus”, além de filmes como “Jack Reacher”, “Duro de Matar – Um Bom Dia para Morrer”, “I, Frankenstein”, “Esquadrão Suicida” (Boomerang) e a saga “Divergente”.

Liam Neeson and Kate Walsh.

Ramon Hall, o policial que tentou mudar a situação, é vivido por Anthony Ramos, conhecido pelo musical “Hamilton” e já está confirmado para “Em um bairro de Nova York” (“In The Hights”). Mas é bom o ver em trabalhos de outros gêneros, ele foi bem na ação.

Ah, a esposa de Hall aparece em uma cena, com uma fala decisiva para o personagem, que o fez repensar suas atitudes. A esposa é interpretada por Jasmine Cephas Jones, também conhecida pelo musical “Hamilton”, como Peggy e Maria (tanto ela quanto ele assumem dois personagens).

Detalhe, Anthony Ramos e Jasmine Cephas Jonas estão noivos na vida real.

Embora isso seja fofo, a primeira coisa que pensei quando vi a cena foi: “daqui a pouco eles estão cantando e ninguém entenderá mais nada (eu vou amar)”.

Até mais!

Nivia Xaxa

Nivia Xaxa

https://bailarinadoforum.wordpress.com

Advogada, focada no Direito da Moda (Fashion Law), bailarina amadora (clássico e jazz) e apaixonada por cultura pop. Amo escrever, ainda mais quando se trata de livros, filmes e séries.