HQ Review: Mulher-Maravilha Renascimento #1 - NoSet
Livros & HQs

HQ Review: Mulher-Maravilha Renascimento #1

Vamos a mais um review dos quadrinhos da Dc? Hoje vou falar sobre os acontecimento da revista Mulher Maravilha Renascimento #1, depois dela faltam apenas três edições para terminar os especiais Renascimento, desse mês, que são os das revistas Lanternas Verdes e Titãs e Aquaman.

Mulher-Maravilha Renascimento #1, é tão introspectiva quanto Superman Renascimento #1, vemos Diana confrontar seu passado, se indagando sobre o que é real ou não sobre ele.

A nova série da Mulher-maravilha é um ponto estratégico para a nova linha editorial da Dc. A volta de Greg Rucka, considerado um dos melhores escritores da Dc e que já escreveu a história da Diana em 2004 se torna importante devido a grande exposição que a personagem vem ganhando recentemente, seja pela mídia especializada em quadrinhos (que não vem gostando muito das ultimas histórias), seja pelo novo público que atraído após Batman V Superman: A Origem da Justiça. O que se espera é que Rucka venha dar um corpo coeso as publicações da “princesa das amazonas”.

Ela foi criada a partir do barro (pré-novos 52) ou é filha de Zeus (Os novos 52)?

Wonder Woman - Rebirth (2016) 001-003 cópia cópia

Diana começa seu monologo com essa indagação e parte dai a ligação proposta pela Dc de renovação na linha editorial Renascimento, de “reformular” os personagens.

Diana deixar de lado sua posição como Deusa da Guerra, plot que foi muito usado durante os novos 52, e retorna à sua origem para entender o que está acontecendo agora.

Ela vai atrás de respostas, aparentemente a qualquer custo, o que reforça a personalidade feroz, tão característica da personagem. Rucka seguirá a premissa das outras publicações onde será respeitada a continuidade das ultimas edições em Os Novos 52, contudo a abordagem terá o objetivo de “concertar” a origem da personagem.

O confronto dela com seus fantasmas será a força geradora do novo arco da amazona.

As artes também são muito boas, a revista tem traços do Matthew Clark e Liam Sharp, onde Clark revisita o visual da heroína criado durante os novos 52.

Wonder Woman - Rebirth (2016) 001-005 cópia cópiaEnquanto Liam tende a um ar clássico, com as cores e uniforme com raizes nos clássicos pré-Flashpoint (Diga-se de passagem muito parecido com o usado em Batman V Superman).
mulher-maravilha-rebirth

 

wonder-woman

Como a série passa a ser quinzenal, a exemplo das principais HQs dos super-heróis da casa, Rucka vai intercalar mensalmente uma história nos dias de hoje e uma história de flashback, no estilo Ano Um.

Se você ainda não viu, não perca tempo veja também nossos outros reviews dos especiais da nova fase da Dc: Renascimento!

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo