Crítica: O Parque dos Sonhos (2019) - NoSet
Review

Crítica: O Parque dos Sonhos (2019)

O Parque dos Sonhos é uma animação que nos faz reavivar a criança que tem dentro de cada um nós, não como Toy Story, apesar de nos lembrar um pouco a franquia, por abordar esse universo de brinquedos e fantasia. June (Voz, Brianna Denski) é uma jovem garota que com seus bonecos, sua imaginação e o apoio de sua mãe (Voz, Jennifer Garner) cria o parque de diversão Wonderland, onde literalmente tudo é possível existir, basta imaginar.

June e sua mãe são muito próximas, principalmente, na hora da brincadeira. É ao lado da mãe que a diversão e imaginação de June floresce na hora de criar e transformar o parque. Os brinquedos – que no parque criam vida – são o macaco Peanut (Voz, Norbert Leo Butz), o urso Boomer (Voz, Ken Hudson Campbell), a javali Greta (voz, Mila Kunis), os castores Gus (Voz, Kenan Thompson) e Cooper (Voz, Ken Jeong) e o porco espinho Steve (Voz, John Oliver), juntos eles complementam a atrações do parque.

Tudo vai bem até a mãe de June adoecer, ela precisa se ausentar para fazer um tratamento médico e sem a mãe não faz sentido para June manter a brincadeira com o parque de diversão. June fica sozinha com o pai (Voz, Matthew Broderick) e se vê na posição de assumir as obrigações da mãe na ausência dela. Deixando de lado sua infância e sua imaginação, trazendo a tona um lado chato e até triste. Isso tudo trás conseqüências para o parque e a aventura do filme é solucionar esses problemas.

O longa-metragem escrito por Josh Appelbaum e André Nemec, os roteiristas já trabalharam juntos outras vezes, mais recentemente em As Tartarugas Ninjas (2016), porem está é a primeira animação da dupla, mas talvez por já terem uma parceria de longa data conseguiram criar um universo tão divertido. O roteiro, unido com os efeitos visuais da animação são capazes de distinguir tão bem realidade da fantasia, que os momentos e os planos de fotografia das ocasiões que June está com a sua família são tão incríveis que é capaz de deixar o espectador na duvida: se está assistindo uma animação ou um live-action.

A história que é ritmada pelas composições de Steven Price, aliás vale ressaltar que é uma trilha sonora digna até de alguns clássicos da Disney, não fica muito atrás é o que quero dizer das clássicas animações. O Parque dos Sonhos tem muito de fantasia com bichos falantes, zumbimiquinhos, escorrega de canudinhos e tudo mais. Mas, trabalha muito a realidade quando trata da relação mãe e filha, família e amizade tornando a história emocionante, além de muito divertida.

Nota: 8/10

Título Original: Wonder Park

Direção: Dylan Brown

Elenco (Vozes): Brianna Denski, Jennifer Garner, Norbert Leo Butz, Ken Hudson Campbell, Mila Kunis, Kenan Thompson, Ken Jeong, John Oliver,
Matthew Broderick

Sinopse: A jovem otimista e sonhadora June encontra escondido na floresta um parque de diversões chamado Wonderland, que é cheio de passeios e animais que falam. O único problema é que o parque está confuso e desorganizado. June logo descobre que o parque veio de sua imaginação e que ela é a única que pode deixar o lugar mágico de novo.

Trailer

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo