A Missão de Bear – “Submissão – Uma luta pela qual vale a pena morrer” - NoSet
Cinema

A Missão de Bear – “Submissão – Uma luta pela qual vale a pena morrer”

As decisões dos soldados dentro do campo de guerra não os afetam só naquela hora, eles levam todas as consequências em suas consciências, alguns sequer conseguem se recuperar delas. Na trama, dois fuzileiros navais voltam para casa após serem severamente interrogados pelo inimigo durante uma missão no Oriente Médio. Enquanto um deles luta para sobreviver dia após dia, o outro busca voltar ao mundo do MMA que ele deixou para trás anos atrás – ambos buscam novamente uma razão para viver.

Isso é um pouco do que é mostrado em “Submissão – Uma Luta Pela Qual Vale a Pena”, longa dirigido por J.M. Berrios e com roteiro de Scott Pryor, que também estrela como protagonista. O filme está disponível nas plataformas digitais desde o dia 11 de novembro, sendo distribuído pela A2 Filmes.

Bear não teve uma juventude fácil, envolveu-se com drogas e com quem não deveria, tendo como saída o treinamento de boxe Bronx, tornando-se um lutador com até certo sucesso e vislumbrando uma vida ao lado da filha do treinador, Skyler. Mas não foi tão simples, entre sonhos e decisões sérias, Bear foi alistado pelo exército estadunidense como fuzileiro.

Ele serviu no Afeganistão em um pelotão pequeno, era apenas mais três homens com ele, incluindo Cowboy. Em uma missão eles precisariam interrogar alguns membros do Estado Islâmico, mas a impulsividade de Bear fez o pelotão ser pego por um passo em falso.

Eles foram presos e foram avisados que seriam cobaias de um experimento, recebendo doses de uma substância desconhecida e de heroína. Mesmo assim Bear e Cowboy conseguiram sair do cativeiro, os outros dois infelizmente morreram no local. Ao voltar para casa Cowboy, que estava com o pé quebrado, teve que passar por tratamento médico.

Na bateria de exames ele descobriu que a tal substância que foi injetada nele estava causando um quadro caso de hepatite e ele tinha poucas chances de sobreviver. Ainda haveria como passar por um tratamento, mas de alto custo, o qual o exército não pagaria.

Para completar, antes mesmo de contar a esposa, Mia, o seu diagnóstico, ela lhe conta a notícia que eles esperavam há anos, ela estava grávida finalmente.

Por outro lado, Bear não precisou de cuidados médicos de início, mas também não tinha para onde ir, especialmente porque Skyler deixou claro que não queria mais nada com ele.

Ele voltou usar heroína (que ele pegou no cativeiro) e a causar problema na cidade, sendo encaminhado para o hospital que exército enviava os seus membros, onde Cowboy estava. Ali Bear ficou sabendo da situação de Cowboy e sua consciência pesou, ele precisava fazer algo para ajudar o colega, ele merecia essa chance de viver o sonho de ser pai.

Ele decidiu que voltaria a lutar e que tudo que ganhasse assim destinaria ao tratamento de Cowboy (no começo foi anônimo, mas logo descobriram quem era). O que ninguém sabia era que Bear estava morrendo aos poucos ao se submeter às lutas, porque ele também recebeu a tal substância no Afeganistão, seus órgãos também estavam falhando, mas ele não contou a ninguém.

Ele viu que valeria a pena perder a vida para que Cowboy pudesse ter a dele, afinal ele que colocou o colega nesta situação.

A história em si tem seus pontos altos, mas, no geral, peca em alguns exageros, tentando aprofundar a temática, talvez de uma forma um pouco equivocada. Em vários momentos tentaram incluir o aspecto religioso, tento um médico que também era pastor e recitando uma passagem bíblica nas cenas finais, mas o recurso ficou um pouco genérico.

O plot twitst do final, quando é revelado que Bear também poderia morrer a qualquer momento, é o ponto alto. Durante o filme quase todo a impressão que foi passada era que ele estava tendo crises de abstinência, porque ele havia largado a heroína quando começou a treinar, mas depois dá para entender que era o corpo falhando mesmo.

O elenco conta com seguintes nomes, ao lado de Scott Pryor: Darrin Dewitt Henson, Kevin Sizemore, Eric Roberts, Lauren Swickard, Sara McMann, Dixie Light, Lawrence Gilligan, Micah Pryor, dentre outros.

O nome mais conhecido é Eric Roberts, dentre os muitos títulos em que estrelou, ele ficou conhecido como uma das desavenças e ameaças ao grande advogado Harvey Specter na série “Suits”.

O suspense de ação está disponível nas seguintes plataformas digitais: NOW, Looke, Microsoft, Vivo Play, Google Play e Apple TV.

SUBMISSÃO
EUA | 2019 | 94 min. | Ação – Drama – Suspense | 14 anos

Título Original: Submission | Blackbear
Direção: J. M. Berrios
Roteiro: Scott Pryor
Elenco: Scott Pryor, Darrin Dewitt Henson, Kevin Sizemore, Eric Roberts, Lorynn York, John Gray, Sara McMann, Dixie Light
Distribuição: A2 Filmes

Sinopse: Dois fuzileiros navais voltam para casa após  serem severamente interrogados pelo inimigo durante uma missão no Oriente Médio. Enquanto um deles luta para sobreviver dia após dia, o outro busca voltar ao mundo do MMA que ele deixou para trás anos atrás – ambos buscam novamente uma razão para viver.

Até mais!

Topo