O Legado Bourne (The Bourne Legacy - 2012): - NoSet
Cinema

O Legado Bourne (The Bourne Legacy – 2012):

Salve Nosetmaníacos. Noset assitiu ao confuso filme.

 6941526-the-bourne-legacy-wallpaper

O Legado Bourne (The Bourne Legacy):

De Tony Gilroy. Com Jeremy Renner, Rachel Weisz e Edward Norton.

Bourne-1

Sinopse: O Legado Bourne (2012) é um pseudo reboot de uma franquia de extremo sucesso, onde o ótimo ator, produtor, roteirista e diretor Matt Damon se une ao também diretor Doug Liman no primeiro filme e a Paul Greengrass e fazem uma sequência de filmes – Identy Bourne (2002), Supremacy Bourne (2004) e Ultimatum Bourne (2007) – de tirar o fôlego do expectador, além da incrível rentabilidade da série.

6971878-the-bourne-legacy-movie

Crítica: Só que Damon e Greengrass após o terceiro não quiseram mais continuar no barco. Então a produtora Universal, iniciou do zero, criando um reboot/remake, mas sem ser nada disso.   Para o novo elenco Edward Norton, Jeremy Renner  e Rachel Weisz. O roteiro e a direção deste couberam a Tony Gilroy e Dan Gilroy.  O roteiro é quase uma continuação da trilogia original, com várias citações do universo Bourne e a foto de Matt Damon e seu nome sendo citados a cada vinte minutos do filme. É uma outra fase do projeto que, como o original, precisa ser apagado. Daí temos sensacionais cenas de explosões, pulos, lutas e um clima forte que a cada momento, Bourne iria a aparecer e unir suas forças com Cross e derrubar de uma vez por todas A Agência. Funcionou? É claro que não. Pelo contrário, o público obviamente não entendeu a nova proposta, que é confusa realmente. Ficou algo como, temos uma mina de ouro na mão e não podemos perdê-la, o que faremos?  Já que a equipe original não quer voltar, vamos fazer um filme que demonstre tudo que eles fizeram, mas com pitadas sem compromisso do que queremos. Aí meus amigos, deu tudo errado. Matt Damon aparece tanto no filme que fiquei com a impressão que ele era o principal e que Jeremy Renner era o coadjuvante, tal a ideia que o roteiro passa que a qualquer momento ele vai aparecer na tela, causada por uma tentativa frustrada de essa ser o principal argumento do filme. Jeremy Renner não convence em um papel principal, sem carisma, não encanta a plateia. Talvez em um filme como João e Maria isso passe despercebido, mas em uma série Bourne onde ele disputa passo a passo com o ator Matt Damon, faz muita diferença. Rachel Weiz está abaixo do seu nível de atuação. Ela, que a pouco reclamou que não queria fazer a Múmia 4 devido ao roteiro, deveria repensar ao aceitar este papel sem nenhuma expressão para o que ela se propões atualmente. Edward Norton se tornou um ator chato e mostram que ser bom ator as vezes não é o suficiente. Norton deixa saudades de seus trabalhos e cada vez mais fica burocrático. O Diretor Tony Gilroy está muito abaixo na qualidade de dirigir. Aparentemente fez uma história curta e acrescentou tudo que pode da trilogia original, fazendo o público se lembrar da trilogia original do que focar no novo filme.   O Legado Bourne é um apêndice da trilogia e que de nada tem a ver com a série e logo cairá no esquecimento geral, tal qual Superman – O retorno.

renner_bourne_legacy_2012-the-bourne-legacy-2012-32115491-600-400

Att.

Marcelo The Moura

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo