O Esquadrão Suicida 2: Novo trailer, O que Vimos e Achamos.

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura e hoje assistimos o trailer do reboot mais aguardado da DC Comics nos cinemas e streaming, O Esquadrão Suicida de James Gunn. The Suicide Squad (O Esquadrão Suicida) é um filme americano de super-herói que será lançado em 2021, baseado na equipe de anti-heróis de mesmo nome da DC Comics. Distribuído pela toda poderosa Warner Bros. Pictures, que acerta e erra assustadoramente em seus filmes, pretende ser uma sequência independente de Esquadrão Suicida (2016) e o décimo filme no Universo Estendido DC (UEDC). O filme, escrito e dirigido por James Gunn, é estrelado por um elenco que inclui Margot Robbie, Viola Davis, Joel Kinnaman, Jai Courtney, David Dastmalchian, Daniela Melchior e Steve Agee.

Os planos para uma sequência de Esquadrão Suicida começaram antes do lançamento do filme e foram confirmados em março de 2016. Embora o diretor David Ayer tenha inicialmente retornado, ele desistiu em dezembro de 2016 em favor de um filme baseado no Gotham City Sirens. A Warner Bros. considerou vários diretores, incluindo Mel Gibson e Daniel Espinosa, antes de contratar Gavin O’Connor em setembro de 2017. No entanto, O’Connor deixou o projeto um ano depois devido a diferenças criativas. Em outubro de 2018, James Gunn, que na época havia sido demitido pela Walt Disney Company de dirigir o filme do Marvel Studios, Guardiões da Galáxia Vol. 3, foi contratado para escrever o filme e assinou contrato para dirigir em janeiro de 2019. Gunn procurou inspiração nas HQs do Esquadrão Suicida dos anos 80 e optou por se concentrar em novos personagens, em vez de continuar a narrativa do filme de 2016. A fotografia principal começou em Atlanta, Geórgia em setembro de 2019 e foi concluída no Panamá em fevereiro de 2020.

The Suicide Squad está programado para ser lançado nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max nos Estados Unidos em 06 de agosto de 2021.

O que Vimos: Posso dizer que sou um dos maiores fãs da DC Comics nas HQs e no cinema, desde arcos do Batman como Uma Morte em Família e A Piada Mortal, chegando ao Superman de Reeves, quase 100% de tudo que a DC fez eu li ou vi no século passado, então falar sobre O Esquadrão Suicida é um prazer. Assisti duas vezes o Znyder Cut, várias vezes a Liga da Justiça de Whedon, assim como o primeiro Esquadrão Suicida de Aya, então tentei não me influenciar muito sobre opiniões sobre os trabalhos e usar o melhor que tenho para ver o que o trailer nos promete.

O início já é promissor, no primeiro trailer acima há um tom mais épico e sombrio nas imagens, com cores chamativas que destoam entre o preto e o branco dos fundos das cenas. O discurso nos primeiros 30 seg é quase um pedido de desculpas sobre o roteiro apresentado no primeiro filme, sobre heróis sem profundidades que precisam de algo épico para se mostrar grandiosos. É bom lembrar que até hoje a versão dos produtores do primeiro Esquadrão Suicida tem tanto ou até mais repúdio que a versão de Whedom para Liga da Justiça.

Gunn deixa claro sua cara dos Guardiões da Galáxia Marvel logo nos primeiros momentos do vídeo, com várias sequencias de tiroteios e explosões, referências a todos os personagens principais, comentários de fundo dos personagens achando tudo bizarro demais e pequenas pausas para respirarmos. No segundo trailer, a um respiro, mais humor, no início os personagens só estão caracterizados com a penas um item do seu uniforme, como se fosse uma cena montada apenas para o trailer e de maneira improrvisada, o que cabe bem para o diretor e o estilo dos personagens.

A Arlequina de Margot Robbie ainda é o grande alívio cômico da franquia, ainda mais que a atriz tem pela frente contrato para mais 3 possíveis filmes, e ela é a referência da DC Comics para o público feminino assim como a Mulher Maravilha da Gal Gabot o é. Mas a novidade está no Tubarão Rei, interpretado por ninguém menos que Stalone, que já tinha trabalhado com Gunn no Guardiões da Galaxia 2, e aqui tem a mesma referência de carisma e bom humor para o sucesso que teve Vin Diesel (Groot) e Bradley Cooper (Rocket).

A presença do vilão Starro, um vilão alienígena que domina a mente de todos a que entra em contato, até lembrando um pouco a franquia cinematográfica Alien, nunca tinha sido adaptado para Live Action e pode dar bons momentos engraçados no filme, caso ele não seja o principal vilão. Já passamos por isso com a Magia e foi muito ruim.

Trailer são enganadores e as vezes, trazem a história do filme, nos dando um gosto bom até o prato principal, mas espero que desta vez o aperitivo seja tão bom quanto o resto da jantar. Torcemos que como visto no Snyder Cut, a presença dos produtores não tenha ofuscado a mente do brilhante diretor e que o projeto final não seja a vontade de terceiros.

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.thor/

Marcelo Moura

Marcelo Moura

http://www.noset.com.br

Moura gosta de Cinema, Tv, Livros, Games, Shows e HQ´s, do moderno ao Cult. Se diverte com o Trash, Clássico e Capitalista. e um pouco de tudo isso você vai encontrar aqui. Muitos dizem que quem escreve é a sua esposa ou mesmo seus três filhos. É ler para crer....