Now You See Me 2 (2016): - NoSet
Cinema

Now You See Me 2 (2016):

Salve Nosetmaníacos. Noset assitiu ao filme e indica como boa diversão.

morgan_freeman_now_you_see_me_2-HD

Truque de Mestre 2: O Segundo Ato (2016):

Truque de Mestre: O Segundo Ato é um filme de suspense americano, com direção de Jon M. Chu, roteiro de Ed Solomon e Pete Chiarelli, e produção de Alex Kurtzman, Roberto Orci e Bobby Cohen. É protagonizado por Mark Ruffalo, Woody Harrelson, Jesse Eisenberg, Dave Franco, Morgan Freeman, Michael Caine, Daniel Radcliffe, Lizzy Caplan e Jay Chou.

mark-ruffalo-now-you-see-me-2

Sinopse: Um ano após enganar o FBI e ganhar o público com seus espetáculos de mágica, os membros restantes dos quatro cavaleiros , J. Daniel Atlas (Jesse Eisenberg), Merritt McKinney (Woody Harrelson) e Jack Wilder (Dave Franco), estão se escondendo, esperando novas instruções do olho, a sociedade secreta de magos que eles foram recrutados. Atlas, cansado de esperar por Rhodes para dar-lhes uma missão, procura O próprio olho. Sua busca o leva a um túnel subterrâneo em que ele ouve uma voz que lhe diz que a sua espera pode estar chegando ao fim. Quando ele volta para o seu apartamento, ele encontra uma mulher que escapa de suas tentativas de prendê-la. Atlas, em seguida, vai ao encontro do resto da equipe no momento em que o seu líder, o agente do FBI Dylan Rhodes (Mark Ruffalo), em última análise atribui-lhes uma nova missão, expor o empresário corrupto Case Owen (Ben Lamb), cujo software novo secretamente rouba dados sobre seus usuários para benefício próprio. A ilusionista Lula May (Lizzy Caplan), a mulher que estava no apartamento de Atlas, é integrada à equipe para substituir a ex-membro do Henley Reeves.

daniel_radcliffe_now_you_see_me_2-1920x1200

Crítica: Now You See Me (2013) foi um filme surpreendente e que com um orçamento de US$ 75 milhões, fez nada menos que US$ 351 milhões de bilheteria no mundo todo com um elenco maravilhoso e principalmente, com um roteiro arriscado e inovador, que deixava a plateia perdida após cada ato para depois entender tudo que acontecia, mas o mais importante, apesar da premissa do tal Olho, é que tudo era mágica real. Now You See Me (2015) peca principalmente porque tenta ser melhor que o primeiro, surpreender mais, fazer coisas mais incríveis e deixar mais ainda o público de queixo caído, só que para isso se perde um pouco daquela mágica de palco e se abusa dos efeitos especiais, diminui-se, e muito, as interpretações, pois como tudo está em excesso, fica difícil termos uma atuação convincente, apesar do maravilhoso elenco. Ponto negativo para o diretor Jon M. Chu, do p´ssimo DI Joe Retaliação, que fica muito abaixo de seu antecessor na direção Letternier (Furia de Titãs). A também saída de Isa Fisher do elenco principal fez falta, mesmo com a substituição da engraçadinha Lizzy Caplan. Posso dizer que gostei muito da participação de Daniel Radcliffe fazendo um ótimo pseudo vilão, mas só. Com um orçamento de US$ 90 milhões, a segunda parte do filme alcançou apenas a receita de U$$ 215 milhões em todo mundo e, mesmo que o roteiro de brecha para fechar a trilogia, talvez ela não venha. Em Maio de 2015, em conferência com a imprensa, Jon Feltheimer, presidente do estúdio Lionsgate, afirmou que o estúdio já começou a desenvolver uma continuação da continuação de Now You See Me. “Nós já estamos planejando com antecedência Now You See Me 3”. Feltheimer ainda comentou espera que o segundo longa da franquia ultrapasse os US$ 350 milhões em bilheteria arrecadados como o primeiro filme (o que não ocorreu) e em abril de 2016, a Variety afirmou que Jon M. Chu vai dirigir o terceiro longa da franquia. Então, tudo em aberto até o momento.

1Sheet_Master.qxd

Att.
Marcelo The Moura.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo