Cemitério Maldito: O Remake clássico de Stephen King ganha primeiro trailer - NoSet
Cinema

Cemitério Maldito: O Remake clássico de Stephen King ganha primeiro trailer

‘Cemitério Maldito’ (Pet Sematary), dirigido por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, que estreia dia 4 de abril de 2019. Baseado no livro de Stephen King, o longa conta a história do Dr. Louis Creed (Jason Clarke), que, depois de mudar com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos pequenos de Boston para a área rural do Maine, descobre um misterioso cemitério escondido dentro do bosque próximo à nova casa da família. Quando uma tragédia acontece, Louis pede ajuda ao seu estranho vizinho Jud Crandall (John Lithgow), dando início a uma reação em cadeia perigosa que liberta um mal imprevisível com consequências horripilantes.

Fãs de King, o roteirista Jeff Buhler e os diretores acreditam que o livro “O Cemitério” é o melhor trabalho do escritor de todos os tempos. “Stephen King foi um daqueles caras como [J.R.R.] Tolkien, os quais comecei a ler aos 11 ou 12 anos. Já havia lido diversos livros dele até então, mas não li O Cemitério porque lembrei que no verso da edição de bolso do livro estava escrito: ‘o livro mais assustador que ele jamais escreveu!’. E eu tinha um gato, e tudo relacionado ao livro sempre me assustava. Havia algo diferente sobre O Cemitério. Tive uma reação bastante inesquecível ao livro. Ele se destacava. Ele parecia ser mais perigoso do que seus outros livros”, revela Widmyer.

– Toda nossa intenção com o filme é fazer com que as pessoas pensem. Fazer um filme que irá assustar os adolescentes porque é sobrenatural e tem personagens clássicos como Pascow e Zelda. Mas também algo que assustará os pais, devido ao que acontece no filme. Cemitério Maldito realmente sempre funcionou nestes dois níveis. É um filme bastante maduro e psicológico. Ele é sobre a emoção humana tanto quando sobre os sustos e o terror – completa Kölsch.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo