Monoparentalidade e autismo fazem parte da trama de "Um Menino Chamado Pô”, que estreia dia 22 de novembro - NoSet
Cinema

Monoparentalidade e autismo fazem parte da trama de “Um Menino Chamado Pô”, que estreia dia 22 de novembro

“Pô” retrata a vida de Patrick, conhecido como Pô, e de seu pai, David Wilson, depois que a mãe perde a batalha contra o câncer e falece. Patrick é autista, ele tende a fugir para um mundo imaginário, onde não há problemas, ficando cada vez mais difícil voltar a realidade.

David torna-se o único responsável por Patrick e precisa equilibrar seu trabalho, que exige muito dele, mas é de onde tira o sustento para os dois, e lidar com os obstáculos que o filho enfrenta. Eles enfrentam os desafios da monoparentalidade e do autismo juntos, mesmo com as ameaças de se separarem.

Esse tocante longa é estrelado por Christopher Gorham (David) e Julian Feder (Pô), que já é destaque em premiações, sendo o ganhador de prêmios de melhor ator em Melhor Ator em Young Artist Awards, WorldFest Houston e Albuquerque Film & Music Experience (onde a produção também ganhou como Melhor Fime).

Além desses festivais, “Pô” já esteve no Palm Beach International Film Festival, San Diego International Film Festival e WorldFest Houston. No Brasil ela é distribuída pela Cineart Filmes e estreia dia 22 de novembro.

Confira o trailer:

Sinopse:  Quando a jovem esposa de David Wilson é vítima de câncer, ele é deixado um único pai trabalhador, com a exclusiva responsabilidade de cuidar do filho da sexta série com autismo. Patrick, que prefere ser chamado de “Po”, é uma criança talentosa, mas desafiada, muito próxima da mãe e incapaz de comunicar seu próprio sentimento de perda. Como pai e filho lutam para lidar com a vida após a mãe, cada um começa a se retirar para seus próprios mundos. David no trabalho de alta pressão que ele está perto de perder e Po se afastando da escola, onde ele é intimidado em seu mundo de fantasia mágica, a Terra da Cor, onde ele é apenas um garoto típico despreocupado com um elenco rico de outros companheiros mundanos. A crescente divisão entre pai e filho e os desafios da paternidade única de uma criança com necessidades especiais ameaçam separar David e Po permanentemente.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo