Liga da Justiça e A Crítica Peculiar dos Filmes de Herói - NoSet
Cinema

Liga da Justiça e A Crítica Peculiar dos Filmes de Herói

Apesar do recente Mulher-Maravilha, o novo universo da DC no cinema ainda está cercado de dúvidas, devido as suas dezenas de rumores e as incertezas de suas produções. Então, mesmo antes da estreia, o mais novo filme que une os heróis da franquia já estava cercado de expectativa.

Logo no início, o filme já se apresenta muito majestoso, suas cenas em IMAX são muito bonitas. A tão famosa câmera lenta de Snyder está lá impressa nas primeiras cenas do filme, mostrando que a assinatura do diretor ainda estaria ali por todo o longa.

Em contraste a essa magnitude, a montagem do filme segue um padrão muito óbvio assim como o roteiro. Primeiro a apresentação individual dos personagens e depois a introdução do vilão, tudo de forma linear. Metade da história serve para unir os heróis, e aí,  comparando com a outra franquia de filmes de herói, aqui a DC sai atrás, por precisar de uma hora em tela para estabelecer as relações entre os seus protagonistas, enquanto lá em Os Vingadores(2012) a relação entre a maioria dos personagens já estavam estabelecidas logo no início. A obviedade do roteiro, é o grande problema do filme. As piadas são quase todas anunciadas, arrancando mais risadas de alívio por mostrar que a DC finalmente tirou a densidade de suas histórias e está um pouco mais condicionada a um padrão estabelecido pelos filmes de ação-comédia da Marvel,  do que pela graça em si. As frases heroicas que finalizam uma dúzia de cenas, parecem que foram inseridas todas depois, para dar uma sensação mais esperançosa ao filme.

Mas se os diálogos o tempo todo reforçam o heroísmo, a graça e a urgência em salvar o planeta, o filme não traz essa urgência por ele mesmo. Por mais que Joss Whedon, tenha inserido uma nova cena com as amazonas no corte final do filme, para mostrar toda a força de Steppenwolf, em nenhum momento o vilão se mostra tão forte assim, principalmente pelo poder descomunal de Superman que sempre é relembrado.

É claro que tendo que analisar o filme criticamente horas depois de sair do cinema, é fácil de ver que ele tem os erros listados, mas é incrível como apesar de todos os seus erros, e de tirar um dos poucos acertos de Batman Vs. Superman que é o medo que as pessoas tem da figura do Batman, Liga da Justiça é extremamente divertido em seus pontos cruciais. E acerta nessa nova visão do Batman, que é um herói que não se compara aos outros a sua volta no sentido físico, ainda mais com 20 anos de “carreira nas costas”. Ezra Miller tem um tempo de comédia que destoa de seus colegas de elenco e consegue trazer um ótimo alívio cômico. Tanto por ser o menos herói dos heróis e tanto por falas mais imprevisíveis quanto por suas piadas um pouco mais ácida que dos outros.

As cenas de ação são muito bem feitas e gostosas de assistir, dando uma sensação de grupo esperada no filme. Nesta hora, o criticado roteiro consegue encaixar a personalidade de cada um como se fosse um quebra-cabeça que ao fim da sequência se transforma num quadro muito bonito. Zack Snyder também tem a vantagem de ter os heróis preferidos de muitas pessoas em mãos aqui, e ao contrário de BvS, não estraga as cenas de confronto entre os membros da liga. E na parte onde há entendimento, a química entre todos eles é igualmente  muito bem construída.

Portanto, com algumas falhas principalmente evidenciadas no roteiro, Liga da Justiça consegue trazer o público para o filme e mostrar que o universo cinematográfico da DC está se ajeitando. É por isso que o filme merece uma nota:

6,5 de 10

—————————-    A PARTIR DAQUI TEM SPOILER  ————————-

Agora é uma questão pessoal, que eu queria refletir com quem já viu o filme: Temos que passar pano para filmes de herói porque eles conseguem ser divertidos ou temos que analisar criticamente como os outros filmes?

Porque o maior objetivo desses grandes blockbusters é conseguir atingir os famosos quatro quadrantes (Mulher, Homem, Jovem e Adulto) de forma muito eficiente e conseguir uma excelente bilheteria. O que, possivelmente, acontecerá com Liga da Justiça. Mas há também de convir, que pelo dinheiro investido, eles tem a melhor equipe possível em suas mãos, então não dá pra ter erros técnicos tão banais como problemas de arte e de foco na fotografia, e principalmente não dá pra construir um roteiro fraco, beirando ao ruim.

A história não é sobre a destruição do planeta de jeito nenhum. Não tem urgência nisso. A história é sobre a volta do Superman (que, aliás, rendeu uma boa cena), mas mira em outro clímax, numa luta sem graça contra o Steppenwolf, que em nenhum momento pareceu que ia conquistar alguma coisa na Terra.

A grande questão é: Eu daria uma nota a cima da média pra um filme assim que não fosse um dos grandes de super herói? E vocês, gostariam de outro filme que não tivesse esses personagens tão queridos e tivesse as mesma falhas?

Eu acho complicado analisar esses filmes como um “filme sério” pois a maioria dos filmes de super herói ficariam abaixo da média da proposta. E vocês? O que pensam sobre isso? Tendemos a relevar os erros nos filmes de nossos amados heróis e vilões? Deixem seu comentário aí embaixo 🙂

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo