John Wick: Capítulo 3 – Parabellum (2019). - NoSet
Cinema

John Wick: Capítulo 3 – Parabellum (2019).

Salve Nosetmaníacos, eu sou o Marcelo Moura  e hoje voltamos a falar de mais uma franquia de sucesso de Keanu Reeves.

John Wick: Chapter 3 – Parabellum

Direção Chad Stahelski, produção Basil Iwanyk e Erica Lee, produção executiva Joby Harold, David Leitch, Chad Stahelski e Jeff G. Waxman, roteiro Derek Kolstad, Shay Hatten, Chris Collins e Marc Abrams, história Derek Kolstad. Elenco Keanu Reeves, Halle Berry, Laurence Fishburne, Mark Dacascos, Asia Kate Dillon, Lance Reddick, Anjelica Huston e Ian McShane. Companhias produtoras Summit Entertainment, Thunder Road Pictures e 87Eleven Productions, distribuição Lionsgate.

Com lançamento no Brasil em 16 de maio de 2019 e Estados Unidos em 17 de maio de 2019, orçamento de aproximadamente US$ 75 milhões e receita de US$ 327 milhões, John Wick: Chapter 3 – Parabellum é um filme americano neo-noir de ação e suspense dirigido por Chad Stahelski e a sequência direta do filme John Wick 2: Um Novo Dia Para Matar, de 2017.

Sinopse: John Wick (Keanu Reeves) está em fuga por duas razões: ele está sendo caçado por todos os assassinos do mundo graças a um contrato global de US$ 14 milhões por sua cabeça, e por quebrar uma regra central: tirar uma vida dentro do Hotel Continental. A vítima era Santino D’Antonio, um senhor do crime italiano recém nomeado membro da Alta Cúpula, o qual também criou o contrato. John já deveria ter sido executado, entretanto, Winston, o gerente do Hotel Continental de Nova York e seu amigo próximo, concedeu a ele uma hora de vantagem antes de o declarar “Excomungado”. A associação de Wick com todos os hotéis Continental do planeta serão canceladas, assim como todos os serviços de outros sócios que John possa solicitar. O lendário assassino usará então o tempo que lhe resta para se manter vivo enquanto luta para fugir de Nova York.

Crítica: John Wick 3 é um fã filme na medida certa, um tremendo espetáculo visual de ação e brutalidade que encanta por criar um novo universo onde tudo a disposição vira uma arma letal que pode ser usado como inimigo. Não é a toa que fãs no mundo inteiro alegam que o filme é a fase de treinamento de Neo para avançar na sua luta contra as máquinas na trilogia Matrix.

Chad Stahelski, um dublê e diretor de cinema americano, é mais conhecido por seu trabalho na clássica série Buffy, a Caçadora de Vampiros e pela direção do primeiro filme de 2014 John Wick junto com David Leitch, além de dirigir sozinho suas duas seqüências. O diretor tem a mão precisa entre o ponto certo de corte nas cenas de ação e de manter a história e o roteiro de maneira interessante, lembrando muito a franquia Carga Explosiva de Lois Leterrier e Jason Statham. Stahelski consegue aqui na terceira parte manter uma adrenalina sensacional, mantendo o gás dos primeiros filmes, mas extrapolando nas novas seqüências de lutas, o que é imprescindível para que tudo funcione bem.

Não posso deixar de dizer que nada seria igual sem a presença do carismático ator de uma única interpretação Keanu Reeves. Reeves, apesar de inigualável em seus papeis, possui sempre o mesmo jeitão desengonçado e inatingível de bom moço, igual ao Tom Cruise em seus filmes como Missão Impossível e etc, mesmo aqui co  Reeves sendo um assassino cruel, tem aquela áurea de que tudo se iniciou por amor e a promessa de se manter limpo e aposentado. Reeves, assim como seus fãs dizem, parece nunca envelhecer e ter a mesma cara em seus blockbusters como em Matrix, Advogado do Diabo, Drácula de Bram Stocker, 47 Ronins, Constantine e O Dia que a Terra parou, Reeves parece um Highlander que não envelhece.  Sua atuação corporal em John Wick se iguala a Matrix e mostra que o cinqüentão ator ainda tem muito combustível para queimar em filmes de ação, já prometido em Matrix 4 e John Wick 4.

Laurence Fishburne (Matrix, Homem Formiga e Homem de Aço) como Rei dos Mendigos, é outra aparição que traz de volta toda a química na parceira com Reeves em Matrix. É ótimo ver Fishburne atuar, tem uma maturidade e uma entonação em seus diálogos que demonstra toda a qualidade dramática do ator, mesmo em filmes de ação.

No elenco Ian McShane (Deuses Americanos) como Winston, o proprietário e gerente do Hotel Continental de Nova York, Mark Dacascos (Pacto com Lobos) como Zero, um ninja assassino frequentemente contratado pela Juíza e que deseja enfrentar John Wick. Asia Kate Dillon como A Juíza, membro da Alta Cúpula que obriga ao cumprimento das leis da Alta Cúpula. Lance Reddick (Fronteiras) como Charon, o concierge do Hotel Continental de Nova York e a maravilhosa Anjelica Huston (Família Adams)  como A Diretora, membro da máfia Ruska Roma e antiga chefe de John Wick.

É ótimo vera belíssima e talentosa Halle Berry (X-Men, 007 e Kingsman)  voltar atuar em uma franquia de sucecsso como Sofia, uma assassina que é proprietária e gerente do Hotel Continental de Casablanca. Berry parece nunca ter se recuperado do fracasso da Mulher Gato (2004) e assim como Ben Afleck após Demolidor, escolher demais seus papéis e em Hollywood isso pode ser um tiro no pé, saindo do foco de grandes produções por um bom tempo. Berry após esse desastre da Dc Comics não estrelou mais nenhuma produção famosa, ficando apenas com pontas em outros filmes.

John-Wick

Curiosidades: Em outubro de 2016, Chad Stahelski, que dirigiu os dois filmes anteriores, afirmou que um terceiro filme da série John Wick estava em produção e, em junho de 2017, foi noticiado que Derek Kolstad também voltaria para escrever o roteiro. Em janeiro de 2018, foi noticiado que Stahelski voltaria para dirigir e que Hiroyuki Sanada estava em negociações para fazer parte do elenco. Mais tarde, foi revelado que Ian McShane, Laurence Fishburne e Lance Reddick reprisariam seus papéis dos filmes anteriores da franquia John Wick. Em maio de 2018, Halle Berry, Anjelica Huston, Asia Kate Dillon, Mark Dacascos, Jason Mantzoukas, Yayan Ruhian, Cecep Arif Rahman e Tiger Hu Chen juntaram-se ao elenco.

As filmagens começaram em maio de 2018 em Nova York e Montreal, com gravações também acontecendo no Marrocos.

John Wick: Chapter 3 – Parabellum foi lançado em 17 de maio de 2019 pela Summit Entertainment e arrecadou 171 milhões de dólares na América do Norte e 155,6 milhões dólares internacionalmente, totalizando 326,6 milhões de dólares em todo o mundo.

No agregador de críticas Rotten Tomatoes , o filme possui uma classificação de aprovação de 90%, com uma classificação média de 7,46 / 10, com base em 336 críticas. O consenso crítico do site diz: ” John Wick: Capítulo 3 – Parabellum é recarregado para outra rodada contundente da ação exageradamente coreografada e brilhante que os fãs da franquia exigem”.  Em Metacritic , o filme tem uma pontuação média ponderada de 73 em 100, com base em 50 críticos, indicando “críticas geralmente favoráveis”. CinemaScore deu ao filme uma nota média de “A-” em uma escala de A + a F, igual ao seu antecessor, enquanto as do PostTrakdeu 4,5 de 5 estrelas e uma “recomendação definitiva” de 75%.  O Rotten Tomatoes também o classificou em segundo lugar na lista de “Os melhores filmes de ação de 2019”.

Peter Sobczynski, do RogerEbert.com, atribuiu ao filme 4 de 4 estrelas, chamando-o de “uma obra de cinema pop tão alegremente, embora brutalmente, divertida que você sai sentindo-se ainda mais ressentida com seus vizinhos multiplex por não fazer um esforço semelhante” . ” Chris Nashawaty, da Entertainment Weekly, deu ao filme uma nota de “A-“, escrevendo que “como filme de ação maravilhosamente coreografados e gratuitamente violento, é arte de ponta”. Wendy Ide, do The Observer, deu ao filme 4 de 5 estrelas, chamando-o de “um chute voador para os sentidos” e escrevendo que “A terceira parte de um espetáculo de Keanu Reeves que nos entrega opulentas praticas de artes marciais “.

Em 20 de maio de 2019, após a estréia bem-sucedida do terceiro filme, John Wick: Chapter 4 foi anunciado e recebeu uma data de lançamento em 21 de maio de 2021. Em 1 de maio de 2020, o filme foi adiado para 27 de maio de 2022 devido à pandemia de COVID-19 .

Gostou da matéria, é só seguir o meu instagram para acompanhar lançamentos e opinar: https://www.instagram.com/marcelo.moura.1253/

 

Topo