Estrelado por Luana Piovani, ‘O Homem Perfeito’ estreia em 27 de setembro - NoSet
Cinema

Estrelado por Luana Piovani, ‘O Homem Perfeito’ estreia em 27 de setembro

Marco Luque, Juliana Paiva. Sérgio Guizé e Eduardo Sterblitch integram o elenco do longa que acaba de liberar trailer

 

O fim de um relacionamento pode trazer consequências inesperadas e, mais do que isso, motivar loucuras por amor. Esse é o cenário do filme “O Homem Perfeito”, dirigido por Marcus Baldini.  No longa-metragem, a autora de sucesso Diana Prado (Luana Piovani) não consegue lidar com a notícia de que o marido Rodrigo (Marco Luque) tenha terminado o casamento de oito anos e engatado um novo romance com a jovem Mel (Juliana Paiva): “Ele vai me querer de volta, você vai ver, ele não vai aguentar ficar sem mim”, diz esperançosa.

Com o objetivo de reatar, Diana cria um falso perfil de homem perfeito em uma rede social para conquistar Mel e assim garantir que Rodrigo volte para casa. Para isso, a autora conta com a ajuda do seu novo biografado: o cantor problemático e machista Carlos Henrique Costa (Sérgio Guizé) com quem antipatiza ao ser apresentada. “Sério que ele te trocou por essa mulher novinha com cara de sonsa?, indaga, e completa: Gênio”.

Em meio a muitas turbulências, enquanto Diana tenta limpar a imagem de Caíque ao escrever sobre ele, o roqueiro trata de ajudá-la nas invenções mirabolantes do seu plano de trazer o ex-marido de volta. “Eu vou fazer o Brasil inteiro acreditar que você é o homem mais incrível que existe, mas eu preciso que você me ajude em uma coisa”, pede a escritora.

“É um filme de diálogos engraçados, ácidos e inteligentes. Um singular quinteto amoroso que inclui um homem que não existe, pois foi inventado pela Diana.  Gosto muito de todos os personagens do filme serem equivocados de alguma forma. Ninguém parece ter razão ou saber o que quer de verdade. Isso me agrada!  Além disso, quando li a sinopse, me interessei em contar novamente  uma história do ponto de vista de uma protagonista feminina forte, que faz tudo “errado” mas no fundo tem a melhor da intenções. Ainda mais no momento de repensarmos o feminino, a discussão é divertida e interessante”, comenta Baldini.

A comédia romântica mistura o tema atemporal sobre corações partidos com um assunto atual: pessoas que se escondem por trás de perfis falsos na internet. Com roteiro de  Tati Bernardi e Patricia Corso, a produção é da Damasco Filmes e da Popcon Pop Content Films, e coprodução da Paramount Pictures e do Telecine. A distribuição é da Downtown Filmes/Paris Filmes.

Sinopse: Diana (Luana Piovani), aos 42 anos, é uma mulher bem-sucedida, com uma carreira estruturada, culta e que mantém um casamento feliz com seu marido (Marco Luque). Ao menos, é o que ela achava – até descobrir que o seu marido está lhe traindo com uma jovem aspirante a bailarina, de 23 anos. Por causa disso, ela cria um “homem perfeito” virtual para seduzir a garota e estragar o romance.

Sobre o diretor

Marcus Baldini foi criador e diretor do longa-metragem “Bruna Surfistinha” (2011), um sucesso de bilheteria no cinema brasileiro, com mais de 2,5 milhões de espectadores e 11 indicações nos prêmios da Academia de Cinema Brasileiro. O filme deu origem à série “Me chama de Bruna”, já em sua terceira temporada, transmitida pela Fox Premium, onde trabalhou como produtor associado.

Foi diretor da série de TV “PSI” (2014), para o canal HBO, indicado ao International Emmy Awards 2015 nas categorias de melhor Série Dramática e melhor ator. Dirigiu também o longa-metragem “Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou”, grande sucesso de bilheteria no ano de 2014, com mais de 2 milhões de espectadores no cinema e premiado como Melhor Filme de Comédia de 2015 no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e na Academia Brasileira de Cinema. Este filme também se tornou uma série de TV no canal Globosat, com três temporadas no ar.

Dirigiu dois episódios da série de TV “Preamar” (2012) para a HBO América Latina e codirigiu a série “Natalia” (2010), para EBC – TV Brasil. Em 2018, volta aos cinemas com dois lançamentos “Uma Quase Dupla”e “Homem Perfeito”.

Formado em Rádio e TV pela Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP) em 1998, iniciou sua carreira como diretor de divulgação na MTV Brasil. Diretor de vários videoclipes e centenas de comerciais, recebeu prêmios em grandes festivais de publicidade, como Londres, Nova York e FIAP Brasil.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo